História Família Snape-Segunda temporada - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Saga Crepúsculo
Personagens Personagens Originais, Scorpius Malfoy, Severo Snape
Visualizações 38
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 12 - Detenção!.


- redo!, vê tá parecendo meu pai fndo!.

Nicolas engoliu em seco...

E disse.

- Acontece que eu sou seu pai Clearwater!.

- Am?.

- A senhorita é a princesa Leia! 

- É o senhor é o Darth Veder! 

- A princesa Leia é filha do Darth Veder!.

- Atá...que susto!.

- Oque faria se fosse minha filha?.

- Não sei, nunca imaginei essa situação, mas o senhor deve ser um pai melhor do que o meu!.

- Porque?.

- A, o senhor não deve querer saber!.

- Se perguntar o porque é porque quero saber!.

Natalie sentiu uma lágrima descer em seu rosto, Nicolas limpou a lágrima e estendeu a mão.

A menina fingiu que não viu e virou a cara, Nicolas riu ao lembrar que um dia quando tinha a idade de Natalie fez isso com Severo e levou um talão no braço pois Severo não tolerava pirracinhas de crianças, ainda mais sendo filho dele.

Nicolas bufou, fumou o que restou do cigarro e em um gesto inesperado pegou a menina nos ombros e saiu carregando a menina sem nenhum esforço, Natalie dizia batendo as pernas.

- Me ponha no chão já!.

- Am mm...deixa eu pensar...Am Não!.

- Me ponha no chão!.

- Vai ser legal, você vai gostar Senhorita!.

- Promete?.

- Prometo, prenda a respiração!.

- Porque?.

- Apenas prenda!.

 -Tá tá prendi!.

Nicolas correu em velocidade inumano parecendo um vulto e só parou quando chegou na porta de seu Aposento.

- Pode respirar senhorita!.

A menina abriu os olhos e soltou a respiração, quando se deu conta de onde estava perguntou.

- Onde estamos?.

- Corredor dos dormitórios dos professores!.

- Sou aluna, oque faço aqui?.

- Cumprindo sua detenção!.

- Am?.

- Vai entra, prometo que vai ser legal!.

- Vai me estuprar?.

Nicolas revidou os olhos, colocou a menina no chão e cruzou os braços, suspirou disse com sua voz naturalmente suave e baixa.

- Acha mesmo que seu fosse te estuprar iria avisar antes?.

A menina pensou bem e disse.

- Não senhor!.

- Entra logo!.

- Nem todo mundo é como o senhor que tem o título de mais inteligente do mundo bruxo pela terceira vez consecutiva!.

- Fui eleito esse ano também?.

- Sim, há tem uma carta sua no sapo de chocolate sabia?.

- É um mito, não sou tão inteligente, meu pai que é! 

- O senhor também, não é qualquer um que consegue criar um Contra feitiço para as três imperdoáveis!.

- Entra logo antes que eu mude de ideia vai!.

- Está bem!.

A menina entrou e ficou abismada ao ver como o quarto era bonito, luxuoso e imenso.

Nicolas disse apenas.

- Am...fique a vontade, tire os sapatos se preferir e se acomode no sofá que eu vou trocar de roupa e pegar a pipoca!.

- Am?.

- Eeeeeeee...Eu já volto!.

Nicolas entrou em uma mine cozinha que tinha nos fundo e colocou a pipoca no microndas.

Trocou de roupa ficando sem camisa e colocando apenas a calça do pijama e o chinelo no pé.

Quando Nicolas voltou com a calça do pijama e o saco de pipoca em mãos Natalie abafou uma risada.

- Pode rir a vontade, esse pijama foi presente da minha avô, eu sei que eu não combino com ursinhos segurando varinhas!.

- Não combina mesmo professor!.

Nicolas deu um sorriso torto e entregou o saco de pipoca para menina e se curvando procurando o controle remoto, quando achou disse.

- Merda!, tive que comprar outro controle porque eu tinha perdido esse!.

- Sei bem como é professor...dinheiro jogado fora, triste!.

- Verdade, se isso aqui está bagunçado imagina o meu closet da minha casa!.

- Mais bagunçado que o meu não está!.

- Da última vez que minha foi na minha casa gritou horrores na minha cabeça!.

- O senhor mora com o professor Snape e a Medibruxa Anna?.

- Não não, eu não moro com o meu pai desde o ano que terminei o a escola, na verdade nem eu nem minhas irmãs moramos com o meu pai!.

- A Medibruxa Diana é sua mãe?.

- Não, minha mãe mora no Alaska!.

- Mas a sua mãe não é mãe das suas irmãs?.

- Oh não, somos de mães diferentes!.

- Mesmo?.

- Sim, a minha mãe é do Alaska, a mãe da Anna desapareceu a muito tempo e a mãe da Pietra faleceu!.

- Triste!.

- Pois é...é Oque ia me falar sobre o senhor Clearwater?.

- Ele...é meio chato!.

- Porque?.

- Ele bebe muito sabe?.

- Ele te bate Injustamente?.

- Sim...as vezes!.

- É Carly não faz nada?.

- A sim, mamãe é tio Jacob já o proibiram de me ver mas...ele sempre pede desculpa e...bem, ele fica bem por uns dias e depois volta tudo novamente, uma vez tio Edward, Jasper, Emmett e Carlisle tiveram que dar uma surra nele!.

Nicolas sentou no sofá ao lado de Natalie e disse acariciando o rosto de Natalie.

- Não é para detenção que me trouxe aqui não é senhor?.

- Bem...Eu queria lhe fazer um convite, é quero que aceite!.

- Am mm...qualquer coisa fora da escola tenho que pedir permissão ao meu avô, tio e mãe!.

- Passa o Natal comigo?.

- Mas...

- Passa?.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...