História Famous - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Najas' Squad, Noah X Daros, Noaros, Originais, Underspirit
Visualizações 58
Palavras 1.706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Self Inserction, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


turubo

Capítulo 2 - Striptease.


Ajeitou uma gravata rosada em seu pescoço, dando um nó e a colocando entre o terno. Noah Dominik estava exuberante, extremamente elegante! Afinal, o que menos poderia se esperar de uma celebridade tão bem falada nas mídias sociais? Você está olhando para o cantor que havia sido elegido o rapaz mais bem vestido do evento, Leaders Of Fame! — no fim do ano passado — A conquista de Noah fez Gabi Sino ranger os dentes de tanta raiva, os fãs nunca souberam o motivo de sua rivalidade, mas não perdiam a oportunidade de defender seus ídolos sempre que alguma alfinetada surgia em alguma rede social.

Coisas tão inocentes publicadas em seus perfis podiam facilmente serem confundidas com indiretas, alguns achavam exagero achar que até uma simples foto seria um cutucão, mas tinham que admitir que a chance era provável, os dois eram como cão e gato, enquanto um rosnava, o outro mostrava as garras. Haviam também alguns haters, que juravam de pé junto que se os pagassem, fingiriam que essa briga desconhecida nunca aconteceu, nunca duvidei disso, afinal, é o mundo dos famosos, o que não fazem por dinheiro?

— Fico feliz ao ver que consegue manter os luxos, mesmo com singles ruins que nem alcançaram o top três. — Ao ouvir aquela voz, — que conhecia muito bem, por sinal —, Noah cerrou os punhos com tanta força, que suas veias estavam praticamente pulando para fora de seu braço, sorriu irônico, virando-se para a loira que o encarava com um olhar superior, direto do batente da porta, enquanto colocava uma mecha de seus cabelos atrás da orelha.
— Também me emociono ao ver que conseguiu comprar um original Balmain com o cachê dos seus trabalhos de figurante. — Sorriu. — Por que você não vai ciscar pra lá, hein? Como pode ver, não tem milho aqui. — Concluiu.
— Que horror, Noah, tenha ao menos um pouco de classe. — Revirou os olhos.
— E você tenha ao menos um pouco de vergonha na cara antes de entrar aqui sabendo que sua presença é o que menos preciso.
— Tudo bem, vou embora. Mas não porque você pediu, e sim porque tenho um evento em meia hora. — Retirou um batom vermelho de uma bolsa de mão, contornando os lábios com o mesmo, finalizando com um beijo estalado para que a maquiagem se espalhasse entre os dois lábios. — Kisses, Darling. — Completou, mandando um beijo no ar, Noah bufou, fechando a porta, enquanto ouvia a risada irritante de Gabi do outro lado da porta. Sentiu seu celular vibrar, o desbloqueou:

Eloah: Desce aí, tô com um Stretch Limo te aguardando, bebê. 20:53 PM

Um sorriso sincero e largo se estampou no seu rosto imediatamente. Guardou o celular no bolso, trancando o apartamento e descendo até o Hall de Entrada. Cumprimentou o porteiro, deixando a chave com o mesmo, enquanto as enormes portas de vidro se abriam á sua frente, dando a visão perfeita de uma das Limousines mais luxuosas que já teve o prazer de ver ao vivo. Á frente da Limousine, uma morena cacheada, extremamente atraente acenava para Noah, trajando um longo vestido azul escuro. Aproximou-se da amiga, percebendo que a mesma segurava duas taças, com o que parecia ser Conhaque. Sorriu de lado, pegando a taça e a ajeitando entre seus dedos em seguida adentrando o veículo.

...

Tomás estava nervoso, nunca havia ido á um evento tão repleto de caras famosas. Era ali onde treinaria suas habilidades de repórter, não podia gaguejar ou sequer ficar mudo ao conversar com qualquer uma daquelas pessoas, sentia que aquela noite, seria o começo do reconhecimento que tanto mereceu. Adentraram o evento, sentindo alguns flashes sobre eles, Gabriel e Hellen faziam caretas para algumas fotos enquanto Daros tentava evitar os fotógrafos, embora fosse repórter, não era muito fã de ser o centro das atenções, não é irônico? Quando finalmente chegaram ao local, se maravilharam ao ver o tanto de gente conhecida se encontrava ali, Daros suspirou de alívio ao ver que havia saído da mira das câmeras.

— Cheira a... — Deu uma pausa, inalando o cheiro do nada. — Fama. — Gabe completou sorrindo.
— E bebida. — Hellen completou, rindo. Sendo acompanhada por Gabriel.
— Sejam um pouco mais profissionais. — Tomás murmurou.
— Relaxa, Daros! — Abraçou o amigo de lado, entrelaçando o braço em seu pescoço. — Isso é uma festa! Agora vai atrás do seu homem, pra você entrevistá-lo, ficar rico e pagar uma viagem bem cara pra gente. — Concluiu, apontando para si mesmo e para Hell.
— Me sinto extremamente classuda com essa credencial. — Hellen manifestou-se.
— Quero me sentir incrível, vamos beber! — Gabe exclamou, correndo em direção á um balcão, onde ficava um barman, se escorou no mármore escuro.
— Vai ficar bem sozinho? — Hell questionou, colocando a mão sobre o ombro do loiro.
— Claro, tá tudo bem. Vai lá. — Sorriu fraco. É claro que não estaria tudo bem, como iria se enturmar com aquela gente? Mas não queria que seus amigos ficassem entediados ali enquanto esperava Noah Dominik aparecer.

Tomás andou em passos lentos até um banheiro, adentrou o local, sorrindo ao ver que estava longe daquela multidão. Pra uma festa chique, aquilo parecia mais uma festa de adolescente, — tirando a parte das drogas —, pessoas dançavam, bebiam, e até se pegavam sem se importar com os Paparazzi penetras que fotografavam tudo. Curvou-se abrindo a torneira da pia, jogando um pouco de água gelada no rosto, enquanto murmurava:

— Vamos lá, Tomás, você consegue! Você vai voltar lá, encontrar Noah Dominik, entrevistá-lo, e talvez Dubai? Hawaii? Depois eu decido. — Sussurrou pra si mesmo.

Saiu do banheiro em passos apressados, até dirigir seu olhar á um certo alguém que havia acabado de chegar acompanhado de uma amiga. Noah Dominik e Eloah Cardozo estavam esplêndidos, algo entre a classe e a sensualidade, podia jurar que alguém quase se engasgou com a saliva que escorria de sua boca, a presença dos dois ali, deixaram os convidados de queixo caído, afinal estavam olhando para o cantor, e a atriz mais famosos da atualidade. Um silêncio pairava enquanto admiravam os dois. Não é sempre que seu single vende mais de dez milhões de cópias, poucos conseguiam um disco de diamante. E ter a sorte do filme em que você foi a protagonista ter sido o mais visto do ano, era para poucos. Os barulhos dos saltos de Noah e Eloah ecoavam pelo local, enquanto as pessoas voltavam a conversar gradativamente sobre suas roupas de marcas ou sobre o tanto de dinheiro que ganharam nos últimos meses.

Daros aproximou-se dos dois, que pararam em frente ao balcão, Noah e Eloah sentaram-se de frente para o barman, enquanto riam de alguma coisa que Tomás não conseguia entender, o barman aproximou-se anotando o pedido dos dois, e logo saindo. O loiro sentou-se ao lado dos dois, podendo ouvir uma pequena parte da conversa.

— Ela foi no seu apartamento? — A cacheada questionou, com uma expressão indignada.
— Não só foi, como teve a coragem de insinuar que meus singles estão flopando! — Exclamou.
— Acho que ela não conseguiu pagar a internet esse mês pra saber que o último disco ganhou platina. — Eloah retrucou, rindo, acompanhada por Noah, os dois deram um HighFive, enquanto o barman depositava suas bebidas no balcão.

...

— Hey, olha ali! — Gabe exclamou animado, apontando para um dos famosos que ali se encontrava.

Kenzie Andrade certamente, estava muito bêbado. A atenção toda fora voltada para si, quando o diretor de cinema resolveu dançar em cima da mesa. Fora demasiadamente engraçado quando o mesmo derrubou um pouco de seu Martini sobre a cabeça de uma das pessoas ali enquanto dançava ao som de Womanizer, que Hellen e Gabriel apostavam que começara a tocar propositalmente ao verem que o diretor começara a dançar. A maioria das pessoas ali, achava a cena cômica, outra parte, se perguntava como ele conseguia pisar na ponta da mesa redonda sem fazê-la cair. Mas todos se surpreenderam quando Kenzie decidiu levar suas mãos á barra de sua blusa azul, puxando-a para cima na intenção de começar um Striptease.

Cece: Hey, Hell! Pode vir me buscar? 21:10 PM — Hellen visualizou a mensagem, confusa.
Não acha que está muito tarde para que eu vá pra Portugal? Sabe que horas são? :b 21:10 PM
Cece: Portugal? Não! Estou no aeroporto internacional de Los Angeles! Não avisei porque queria te fazer uma surpresa! 21:11 PM

— Merda. — Murmurou, encarando o telefone.
— O que foi? — Gabe interrogou.
— Minha prima saiu de Portugal, e tá no Aeroporto... Vou ter que ir buscá-la. — Suspirou. — Pode vir comigo? — Questionou.
— Sério, agora? Tem um diretor de cinema fazendo strip na nossa frente e você quer ir embora? — Indagou incrédulo.
— Por favorzinho! — Implorou, fazendo uma cara triste. — Eu fico te devendo uma!
— Tá, mas eu vou te cobrar. — Resmungou.
— Beleza! — Saiu puxando o moreno pelo braço, que tentava gravar a última parte do showzinho de Kenzie antes que fosse arrastado para fora do local.

...

— A gente perdeu o cara fazendo Strip! — Gabriel exclamou, de novo.
— Eu já pedi desculpa! — Hell retrucou.
— No mínimo essa sua prima tem que ser gata, ou ser rica... Algo que faça valer a espera. — Resmungou. Hellen revirou os olhos.
— Hey, olha! Ela tá ali. — Apontou.

Um pouco mais longe dos dois, uma garota morena com longos cabelos negros se aproximava, trazendo consigo uma mala de rodinhas vermelhas, se atrapalhando no processo. Se aproximou da prima, a cumprimentando com um abraço que fora retribuído, ao se soltar, ajeitou seu óculos no nariz, desviando o olhar para Gabe, que a encarava como se estivesse estudando os movimentos de sua próxima presa.

— E aí? Sou a Joana, mas pode me chamar de Cece. — Estendeu a mão para cumprimentar o maior.
— Gabriel. Me chame de Gabe. — Apertou a mão da portuguesa, piscando para a mesma, que corou um pouco. — Pode deixar que eu levo sua mala. — Concluiu, puxando a mala vermelha, enquanto Hellen o encarava desconfiada.
— Vamos, já tá tarde pra ficar perambulando por aí. — Pôs-se a andar. Percebeu Gabriel aproximando-se dela, deixando Joana para trás.
— Hey, lembra que você disse que tava me devendo uma? — Hell assentiu. — Então, que tal um encontro com a sua prima gata, ali? — Concluiu apontando para trás discretamente. Recebendo um peteleco da amiga. — Ai! Que foi?
— Nem vem, você não vai corroer a minha prima, Bezz!
— Isso magoa. — Colocou a mão sobre o peito, fingindo indignação.


Notas Finais


tava com vontade de atualizar, rs

Outras Fics:

Tag Underspirit: https://spiritfanfics.com/tags/underspirit

• L I N K S •
YOUTUBE: https://www.youtube.com/channel/UCwim8KRnwNl6aA2D4eXSLJA
TWITTER: https://twitter.com/glouen

deixa o fav <3
e um comentário! :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...