História Famous Daughter - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 1PUNCH, GRAY, Jay Park, LOCO, Monsta X, Seventeen, Simon D.
Personagens 1(Jung Jaewon), GRAY, Jay Park, Joo Heon, Lee Jihun "Woozi", LOCO, Simon Dominic
Tags Comedia, Drama, Loucura, Romance
Exibições 63
Palavras 2.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei! Vcs estão gostando dessa nova temporada?

Capítulo 3 - Garotos


Fanfic / Fanfiction Famous Daughter - Capítulo 3 - Garotos

Coreia do Sul – Seoul 23: 11

 

Esperamos na frente do aeroporto não muito movimentado devido o horário, esperamos meu tio Simon D vir nos buscar, todos da empresa me conhecem desde o nascimento então são praticamente os meus tios, só que de mentira e falando em tio nunca mais vi o meu tio verdadeiro, antes ele morava com a gente em L.A mais depois voltou para Coreia agora ele é famoso, minha família realmente é cheia de gente famosa.

- Até que enfim! – tio Gray levantou os braços, para tio Simon que se aproximou com o carro.

- Desculpe a demora... Olá princesa! – ele sorriu lindamente para mim, meu tio é bem mais velho que eu mais se der uma brecha eu dou em cima dele, sorri para o mesmo e entramos no carro onde meu pai ligou o rádio e começou a tocar hip hop, os mais velhos começaram uma conversa chata sobre a empresa, quando todos ficaram calados do nada mamãe começou a gemer algo que não entendi, papai aumentou ainda mais o volume da música.

- Aah que lindo! – minha mãe disse por fim, isso sim eu entendi, só não entendi o motivo da emoção toda, só por causa dessa musica? Que por sinal é agradável – É seu irmão mais novo cantando – dona Blanc me olhou sorridente, hum agora entendi... Mais como eu vou adivinhar quem é ele cantando? Acho que tem mais de 10 vozes cantando ao mesmo tempo, nunca ouvi o pirralho cantar só o Jaewon! Eles voltaram a conversar e eu cair no sono.

[...]

 

Chegamos em nossa casa, nossos tios se despediram e seguiram mais adiante já que todos moram perto nesse condomínio de casas, um garoto de cabelo loiro saiu de dentro de nossa casa vindo correndo até nós, atrás vinha Jaewon sorrindo.

- Omma! – Jihoon gritou, meu deus ele continua anão o pirralho abraçou ela e depois meu pai, o cabelo dele tá um pouco grande e loiro, o garoto se aproximou de mim sorridente revirei os olhos e abri os braços para receber seu abraço de anão – Oh noona você está diferente! – falou ainda sorrindo “e você continua pequeno” ele está bonito, tão fofinho essas roupas deixam ele com cara de menininho Jaewon sorriu e me puxou para um abraço apertado e beijou minha bochecha.

Entramos na casa, cacete que saudades desse lugar acho que a ultima vez que estive aqui foi com três anos, depois que Jaewon nasceu tivemos que nos mudar, deixei minha mala no chão e sorri ao lembrar do passado, subi a escada indo para o meu quarto que continua o mesmo... Meu deus isso aqui é tão... Nostálgico! Sorri feito boba vendo meus desenhos idiotas pregados na parede.

- Que desenho tosco! – olhei um desenho meu que fiz da minha família toda reunida, quer dizer sem os dois pirralhos.

- Oh noona! – Jihoon entrou no meu quarto trazendo minha mala, que criança mais prestativa sentei na cama que rangeu – Está cansada? – perguntou curioso, confirmei com a cabeça, tirei minhas botas a jogando para longe ah meus pés agora podem respirar.

- Como você está? – perguntei em inglês, ele se enrolou um pouco para responder – YA como você me respondeu em inglês pelas mensagens e agora fica gaguejando?

- Tradutor! – respondeu dando um sorriso envergonhado revirei os olhos.

- Idiota! – sussurrei, mas ele escutou e abaixou sua cabeça, deitei na cama pequena meus pés ficaram do lado de fora dei uma risadinha – Soube que ficou famoso.

- Sim eu sou um cantor agora, meu grupo se chama...

- Jihoon você vai dormi aqui? – mamãe apareceu na porta do quarto junto com papai.

- Sim!

- Não vai ficar ruim pra você? – papai perguntou preocupado.

- Sem problemas, eu falei com o pessoal da empresa eles entenderam que eu queria ver vocês e me dispensaram só por hoje! – ele sorriu e seus olhos sumiram, meu deus como ele é tão fofo, o abracei de lado o jogando na cama entrelacei minhas pernas em sua cintura o apertando – AAAAAI VOCÊ TÁ ME APERTANDO! – ele berrou irritado tentando se soltar, nossos pais riram e saíram do quarto.

- Você é tão fofinho! – disse em coreano puxando seu cabelo macio – Porque você pintou seu cabelo? – o soltei, ele se ajeitou arrumando sua roupa e seu cabelo bagunçado.

- Porque você pintou o seu? Que eu saiba era preto! – me questionou desviando da pergunta.

- Eu nunca pintei meu cabelo, o que eu uso é uma peruca! Papai disse que ia me matar se eu pintar de loiro – respondi levantando um pouco a peruca para mostras meus cabelos pretos, ele ficou de boca aberta – O que foi? Não me diga que pintou o cabelo por minha causa? – o zombei, as bochechas de Jihoon ficaram vermelhas, fala, serio, ele pintou mesmo por minha causa? Comecei a ri de sua cara.

- Cala a boca! – ele se levantou ficando um pimentão de tanto vermelho.

- Oi pessoal! – Jaewon apareceu na porta do quarto.

- Vem cá eu quero saber isso direito! – fui atrás dele, meu irmão saiu correndo, ignorando o irmão do meio que ficou parado.

[...]

 

 ~ 2 dias depois ~

Depois de ficar em casa sem fazer nada, chego o dia que irei para o colégio, enrolei mais um pouco na cama! Jihoon e Jaewon não estavam aqui eu me senti um pouco sozinha, pois eu não sair de casa desde que me mudei.

Minha mãe deu uma porrada na porta me dando um susto falando para acordar, resmunguei mais levantei saindo do quarto para o banheiro onde fiz minha higiene matinal e tomei um banho demorado, minha mãe deu um grito para que eu não demora se. Sai do banho sem exposição de fazer nada entrei no meu quarto novamente vestindo algo confortável, uma calça jeans branca justa de cintura alta rasgada nos joelhos, um top cropped preto de alcinha florido, tênis branco, coloquei minha peruca loira e um boné dourado com meu nome escrito em preto, tio Gray me deu quando fiz 18 anos adoro tanto esse boné que o usei em um vídeo clipe meu, passei minha maquiagem batom vermelho escuro, blush nas bochechas e um delineado de gatinho, sai do quarto com cara fechada entrando na sala de jantar onde eles estão com meus tios tomando café, eles não tem casa não?

- Bom dia flor do dia, você vai vestida assim para o colégio? – tio Loco perguntou arqueando as sobrancelhas.

- Nua que eu não vou! – respondi emburrada.

- Nooossa essa doeu até em mim! – tio Gray olhou rindo para Loco, sentei do lado de tio Simon que sorriu para mim, aah tio não sorri assim senão eu gamo, eu gosto dele acho um homem charmoso e lindo pra porra, mais ele só me ver como sua sobrinha querida.

- Olha como fala Bora! – mamãe chamou minha atenção, comi em silêncio enquanto eles não paravam de falar, meu celular vibrou uma mensagem do pirralho chegou ignorei o aparelho que voltou a vibrar, saco.

 

Pirralho (Jihoon) : Estou indo para o colégio

Pirralho (Jihoon) : Quando chegar me avisa.

Eu: Não!

Pirralho (Jihoon) : Por quê?

Eu: Ninguém sabe da nossa relação!

Pirralho (Jihoon) : Mas...

Eu: Nada de mais não podemos sair por ai juntos, as pessoas vão estranhar ou pensar coisa pior, com o Jaewon é o mesmo.

Pirralho (Jihoon) : Eu... Só quero ficar perto de você T.T

 

Eu também pirralho... Mais infelizmente a realidade é assim, voltei a tomar meu café em silencio, toda a gangue resolveu me deixar no colégio, eles falaram um monte de coisas sem sentido me fazendo ri “Não fale com os garotos” disse tio Gray, “Não seja metida e esnobe com os outros”, mamãe falou “Preste atenção nos estudos”, Tio Loco “Seja educada com os outros” papai, “Me ligue quando acabar as aulas” tio Simon, não sei porque ele disse isso mais tudo bem.

- Eu não quero entrar nisso, olha essas pessoas vestidas de amarelo, eu odeio amarelo! – me desesperei fora do carro, olhei para minha mãe e o resto dentro do carro – Me tira daqui, pelo amor de deus.

- Não vai desistir agora! – mamãe respondeu seria.

- Por que vocês estão me torturando assim? – perguntei, acho que estou chamando a atenção aqui, as pessoas estão me olhando curiosa, ouvir alguns estranhos falarem meu nome, é parece que fui descoberta.

- Vai logo você está chamando a atenção! – tio Loco falou agoniado, meus pais saíram do carro sorri isso me acalmou um pouco, eles ficaram do meu lado e seguraram minhas mãos, chamamos ainda mais a atenção.

- Sempre vai ser a menininha do papai! – papai falou baixo e sorriu, entramos na diretoria aonde ela me conduziu até minha nova sala, meus pais vieram atrás de mim e se despediram, a diretora perguntou por que não vim com o uniforme, menti dizendo que ainda não tive tempo de comprar, na verdade eu tenho essa coisa amarela só que não estou preparada fisicamente para usar amarelo, eu nem duvido que meus pais me botaram de propósito nesse colégio por causa disso. A diretora disse para espera do lado de fora da sala e entrou depois me chamou respirei fundo e entrei na sala e toda a atenção foi direcionada a mim todos ficaram de bocas abertas.

- Se apresente senhorita Park – a diretora sorriu para mim, suspirei e me curvei para a turma, já que isso é normal.

- Sou Lee Bora Park, tenho... Errr me mudei para cá com meus pais por motivos familiares! – falei em inglês sem animo, alguns garotos sorriram, outros não entenderam o que falei.

- Pode se sentar senhorita Park, da próxima fale em nosso idioma! – a professora disse, passei pelo pessoal sentando quase no final da sala, eu me sinto estranha, mais sou a única estilosa aqui! A aula de matemática começou, nossa que animador tirei meu material da mochila e fingir está copiando algo.

[...]

 

Na hora do intervalo fiquei na sala, botei meus fones de ouvido escutando um música de Jay-Z, mas a fome chegou e fez minha barriga roncar, antes de procurar comida fui ao banheiro me trancando em uma cabine, ouvi passos entrando no banheiro e fiquei em silencio.

- Esse colégio realmente é muito popular além de ter meninos bonitos têm famosos! – uma garota de voz fina disse, ela disse famosos? Peguei meu celular jogando no Google o nome do colégio e logo de cara apareceu os famosos que cursam aqui, meus olhos brilharam ao ver que eles são lindos, meu irmão também apareceu na lista.

- A Bora Park está aqui ela é da minha sala.

- Mentira? A famosa meio americana meio coreana?

- Serio, ela é tão linda de perto tem uma aura tão cool! – outra garota falou, na verdade é meio coreana e brasileira por causa de minha mãe, dei um sorriso pelo comentário, esperei elas saírem abrindo a porta da cabine olhei meu reflexo no espelho conferindo minhas roupas, ótimo, sai do banheiro passando pelos alunos que abriram caminho para mim, ficando admirados por verem uma estrela internacional, encontrei o maldito refeitório depois de dar várias voltas atrás dele.

Entrei no lugar e sentir olhares para cima de mim, não me importei muito já estou acostumada a isso! Peguei uma bandeja e entrei na fila da comida, um menino na minha frente virou para me ver e ficou vermelho sorri para ele que deu uma risadinha nervosa e voltou a virar para frente, senti alguém cutucar meu ombro olhei para o ser humano e dou de cara com meu irmão que sorri lindamente.

- Olá! – acena.

- Não fale comigo, as pessoas vão estranhar! – falei bem baixo sorrindo, voltei minha atenção para frente, mas ele insistiu e me cutucou novamente.

- Olá eu me chamo Woozi! – ele se curvou um pouco com sua bandeja, Woozi? Que nome é esse? – Eu sou líder vocal do grupo Seventeen, prazer em te conhecer sou um grande fã! – disse em um inglês um pouco enrolado, caralho fiquei sem reação agora! Woozi é? Abaixei um pouco minha cabeça já que ele é mais novo.

- Bora Park – estendi uma mão para ele e pisquei, Lee Jihoon sorriu alegremente a pegando, a fila andou e fui pegando algumas coisas para a bandeja, preferi um suco, uma maçã e um sanduíche não quis o almoço normal como os outros, procurei uma mesa a mais distante e vazia – Ah uma mesa vazia – falei comigo mesma, sentando na cadeira voltei a botar os fones ligando uma musica de meu pai, todos no colégio me olharam,entendo entrei no meio do ano, dei graças a deus por ter sido expulsa do meu antigo colégio no final do terceiro ano, pois não vou ter que ficar aqui por muito tempo, o foda disso é que meu irmão mais novo estuda aqui.

Depois de comer voltei para minha sala, caminhando cantando baixo quando fui parada por meninos lindos e meu irmão no meio deles, revirei os olhos olhando seria para ele.

- Noona! – disse.

- Cala a boca! – disse em inglês e arregalei os olhos, tampei sua boca, ele tirou minha mão de sua boca.

- Não se preocupe, eles são meus amigos pode confiar neles! – Jihoon falou, e que amigos hein um mais lindo que o outro – Esses são Dino, Vernon e Seungkwan são do Seventeen também – apresentou os meninos que me olharam sorrindo, uau que obras de arte hein.

- Nice to meet!

- Ya fale algo que eles possam entender, se bem que Vernon é americano! – o pirralho brigou comigo, me aproximei dele botando as mãos no bolso do jeans bati no seu peito ao tirar minha mão do bolso, meu irmãozinho odeia isso, me curvei um pouco para ficar do seu tamanho e com um dedo bati na sua testa.

- Olha como fala! – falei em coreano os três ficaram admirados, meu irmão sorriu e me deu um beijo rápido na bochecha arregalei os olhos querendo socar ele, esse garoto não sabe da noção do perigo? Ainda bem que não tem ninguém nesse corredor

- Yaa Lee Jihoon – chamei ele que foi para o lado do garoto que é a cara do Leonardo DiCaprio – Me diz uma coisa... Que nome é esse Woozi? Você não tem nome? Não gosta do nome que nossos pais te deram? – ataquei o menino, seus amigos começaram a ri, ele ficou serio na verdade ficou com uma cara de medo de mim.

- N-não é isso... E-eu – começou a gaguejar, ah isso é tão legal, cruzei os braços o observando se explicar – Foi a empresa, eles que decidiram me dar esse nome!

- E porque você não disse que já tem um nome? Você é leso? – ai como eu to me divertindo, olhei para ele cinicamente Vernon gatinho me olhou rindo, alvo localizado.

- N-noona! – ele me olhou desesperado.

- Ok, ok eu estava brincando – tirei do meu bolso um pirulito e entreguei para ele que pegou – Crianças precisam de doce no sangue, adeus! – me despedi indo para minha sala que me observou com cuidado, aiai Sr Vernon além de famoso é muito lindo e amigo do meu irmão, isso sim é obra do destino, preciso saber mais coisas sobre ele e do grupo, ah Bora você precisa logo tirar essa virgindade.


Notas Finais


deixem seus comentários e me façam feliz <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...