História Famous In Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Visualizações 11
Palavras 858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii galerinha! Fanfic está sendo postada no Wattpad também MAS com personagens originais ao em vez de amor doce.

Espero que gostem e até logo!

Capítulo 1 - Dúvidas


Fanfic / Fanfiction Famous In Love - Capítulo 1 - Dúvidas

Sonhos. Todos temos algum. Seja viajar para aquele lugar que tanto esperou, ou ganhar aquele torneio na escola, eles são essenciais para fazer nossa vida valer a pena, se não, qual seria a graça? Mas se podemos sonhar, também podemos tornar nossos sonhos realidade.

Meu sonho sempre foi considerado ''tradicional'', passar em uma boa faculdade. Pode parecer um pouco sem graça aos olhos de outros, mas para os meus, é o começo para minha vida. Quando pequena, eu havia feito uma lista para cada idade minha e o que eu faria quando chegasse nela. Segundo minha lista, com dezoito anos eu iria para a faculdade, e é isso que aconteceu, ou melhor, vai acontecer.

Meus pés já estavam doendo de tanto bater no velho gramado. O corroído balanço quase não aguenta mais o meu peso e minhas mãos parecem não obedecer meus comandos. Estava na mesma posição desde que o Sol ainda estava no céu, mas se eu abrisse aquele enorme envelope, iria se tornar real. Eu finalmente iria para uma boa faculdade.

Suspirei pela terceira vez no minuto e abri o envelope com minhas mãos suadas. Me levantei lendo palavra por palavra, parágrafo por parágrado e sorrindo a cada frase. É Katherine, você conseguiu.

Dei um grito por dentro enquanto pulava de alegria, os vizinhos podiam acordar a qualquer momento com meu disturbio de felicidade e eu podia receber mais uma multa por isso. Mas não me importei. Era como se eu tivesse ganhado um prêmio Nobel, não podia estar mais feliz, eu iria para Yale!

Estava a metros de distância da porta de entrada, ainda não podia contar a Viktor o que tinha acontecido. Finalmente havíamos conseguido pagar as contas do mês, se eu contasse agora que iríamos precisar ganhar na loteria por causa da minha faculdade ele surtaria. 

Eu estou surtando.

Decidi deixar para falar com ele depois, afinal já se passava das duas da manhã,e nada de bom acontece depois das duas da manhã. Entrei na casa tirando o sapato ficando apenas de meias de gatinho. Fui em direção a cozinha tomar um copo da água, pensando no caminho em alguns trabalhos para eu conseguir um bom dinheiro.

-Eu sabia que tinha ouvido alguém - me assustei com sua voz - O que faz acordada essa hora?

-Estava sem sono - enchi meu copo de água - Amanhã vou começar a procurar um emprego melhor, talvez eu consiga como babá, ouvi dizer que elas ganham bastante e eu amo crianças!

-Não precisa disso Kate, estamos indo bem em questão do dinheiro - Viktor beijou o topo da minha cabeça - Quero dizer, não somos ricos nem nada, mas conseguimos pagar as contas não?

Concordei ainda em contragosto bebendo mais um gole em meu copo - Mas ainda sim vou receber as cartas da faculdade, quero estar preparada.

- E vai estar, até lá não se preocupe, daremos um jeito. Fico feliz quando você pensou em nós nessa questão. Eu sei que Yale, Harvard, Princeton são seus sonhos, mas essas com certeza não teríamos o que fazer.

Agora engoli o copo inteiro de uma vez para fechar minha boca antes que eu abrisse para falar sobre a carta. Se eu disse que estava feliz, agora estou totalmente o oposto. Não, estou me sentindo culpada na verdade.

- Espero que as faculdades de Los Angeles me aceitem - Disfarcei sem encará-lo no olhar.

- Claro que vão! Você é superior a todas elas juntas, eles irão ter sorte em ter você nelas - ele me abraçou de lado dando um beijo na minha bochecha - Vou dormir.

Enquanto Viktor se afastava da cozinha, eu só conseguia pensar em diversas maneiras de como destruir aquela carta. Não era totalmente mentira, eu realmente me inscrevi em faculdades locais e totalmente baratas, mas não pude deixar de me inscrever em Yale também, no começo foi mais como um desafio, nunca pensei que seria aceita de verdade.

Agora, olha o que aconteceu!

Eu teria que acordar mais cedo que normalmente acordo, preciso mostrar que sou capaz de pagar uma faculdade sozinha, eu não sai do Texas a toa.

Olhei em direção ao telefone em cima da mesa quadricular, senti uma pontada no coração. Queria tanto ligar aos meus pais e poder dizer ''Eu consegui'', mas não adiantaria nada, eles não iriam ligar, ou pelo menos iriam fingir não ligar. Se eu pedisse dinheiro a eles, só mostraria o quanto eu sou fraca, e também tenho meu orgulho.

Fechei os olhos contorcendo minha vontade de não sair pela rua gritando todos meus problemas e apenas decidi descansar um pouco.

Entrei no quarto fechando a porta devagarinho para não fazer nenhum som. Coloquei a carta no fundo da minha gaveta de roupas íntimas, Viktor jamais ousaria mexer nela sem minha permissão.

Não coloquei pijama, deitei ao seu lado na cama virada ao outro lado. Não conseguia encarar ele nem se eu quisesse. Por sorte ele estava em seu sono pesado, e para aliviar minha dor de cabeça, resolvi tentar dormir também e poder sonhar que todos os problemas tinham se resolvido.

Por que é fácil sonhar. Difícil é lutar por um sonho.


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de escrita^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...