História Fanfic- como não ser a filha perfeita! - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 6
Palavras 518
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Capítulo 3 - um lobo


Fanfic / Fanfiction Fanfic- como não ser a filha perfeita! - Capítulo 3 - Capítulo 3 - um lobo

Depois de ter saído de lá sem ao menos dar “thau” para a minha mãe, a única vez que há vi foi quando veio aqui em casa para pegar o resto de suas coisas, e como acham que fiquei? Frustrada, atordoada e com o cú na mão. Ela nem me olhou nos olhos, com medo de ver meu “pai”, ela tinha raiva, e receio de que no futuro eu ficasse parecida com ele e a abandonasse como o mesmo fez. Eu não sei o que faço, ela sempre fazia isso, me comparava com ele. E eu odiava quando isso acontecia, e odiava ainda mais por meu pai ter nos deixado por outra!

Mas eu sabia, que quando ela virasse, iria ter que lidar com o meu rosto de dois dias sem dormir, o que era verdade, não estava acostumada a dormir sozinha no quarto, e quando ela foi embora, ele ficou maior e mais silencioso. Pela primeira vez ela olhou nos meus olhos e disse que estava indo embora e que se eu quisesse ir também seria a minha chance, mas acontece que ela escolheu e eu também, ela vai e eu fico.

Quando a vi passar do portão, a única coisa que fiz foi pensar em quão turbulenta a minha vida ficou depois de tudo, e o quão, sozinha eu seria sem ela para me ajudar e dar conselhos, confesso que estava com medo, preocupada por não conseguir chegar perto dela, e, lembrar que eu era a substituída em seu coração, e que, para poder visitá-la teria que esperar ele sair de perto, mas ele nunca saia, sempre estava lá como um lobo espionando sua caça, mas acontece que a caça era eu, e com tudo, ele comia cada pedaço da minha alma aos poucos, e o pior era que eu nem prestava atenção!

Quando ela foi, eu disse a mim mesma que estava tudo bem e que não iria sentir saudades nenhuma dela, que liberdade era bom. Eu tinha um falso orgulho, tinha que dizer que eu não queria mais ama-la e que doeria, mas acabaria. Todos os dias durante uma semana, recebia ligações perguntando como eu estava,  que não duravam mais de 2 minutos, depois de 15 dias, as ligações pararam e eu não estava feliz, pelo contrário, eu estava sorrindo por fora e uma confusão por dentro.

Eu estava esquecida, e com raiva, com muita raiva! 1 mês e 5 dias, sim...eu estava contando. Depois de muito tempo eu resolvi que não ligaria mais para o que ela fala, e não atenderia mais as ligações. Fui curta e grossa, estava magoada e com razão. Minha avó as vezes falava que o que eu estava fazendo era feio, e o que ela fazia era certo? Eu acho que não! Eu queria que ela me pedisse desculpas e que voltasse para a casa, fizesse o meu prato preferido e dissesse que estamos bem, mas não foi feito isso!

Ele tinha conseguido acabar com a minha amizade e consideração pela minha mãe, e agora, eu estava levando há sério o plano de acabar com a vida dele!


Notas Finais


bem...quebrei a promessa e postei logo três.
bjão <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...