História Fanfic Gleggie- Dá para amar no fim do mundo? - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Glaggie, Gleggie, Glennrhee, Maggiegreene, Maggierhee, Thewalkingdead, Twd
Exibições 46
Palavras 613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela
Avisos: Canibalismo, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hi Docinhos!! Me desculpem pelo capítulo pequeno, eu não parei em casa. Minha última prova é essa semana, então, se tudo correr certo, vou postar bem mais! Espero que gostem, mesmo estando pequeno....

Capítulo 29 - Capítulo 29: Helena


POV GLENN

“Por favor! Não faz isso!”

Assim que escutei o grito, corri em direção ao mesmo. Peguei minha arma e apontei. Um homem que aparentava ter a idade de Rick, apontava uma arma para uma garotinha, que parecia ter entre cinco e sete anos.

“Para!” Gritei.

“O que?! Eu te dou a chance de vazar, okay?” Ele falou, ainda apontando para a garotinha.

“Porque quer atirar nela?” Falei ignorando o aviso dele.

“A garota, foi arranhada, só quero deixar ela longe do grupo. Agora, sai daqui!”

“Não, pode ir, eu acabo com isso.”

“Tem certeza? Tudo bem por você Helena?”

“S-Sim..” Ela falou baixo.

“Okay, eu vou então, sabe que minha mulher está precisando.” O homem falou e logo em seguida foi embora.

Eu me aproximei da garotinha, de início ela recuou, mas depois ficou mais calma.

“Você vai fazer algo mau comigo?” Ela perguntou.

“Não, eu.... Eu vou cuidar de você” Falei sorrindo. “Prazer, Glenn”

“Helena” Ela falou baixinho.

“Me espera, eu vou pegar as coisas e já venho te buscar.”

Eu corri para o fundo e peguei a minha mochila, cheia de coisas, incluindo o soldadinho. Voltei para a entrada e peguei a garotinha no colo. Ela ficou meio travada no meu colo. Eu sei que ainda estava machucado, por culpa do taco de Negan, mas a garotinha estava apavorada, então arrisquei. Andei até o trailer e sentei-a no pequeno sofá que tinha no interior.

“Helena, posso ver seu arranhão?”

“Pode...”  Ela falou levantando a manga da blusa.

O corte dela não era fundo. Parecia só um arranhão de unha.

“Isso.... Foi de um walker?”

“Walker?” Ela falou olhando para mim.

“Aqueles monstros lá fora” Sorri.

“Não.... Brian falou mentira, ele é mau.”

“Aquele homem queria te matar?”

“Sim, desde de que meu papai morreu, eles mudaram”

“Você tá bem agora. Isso que importa”  Sorri.

“Sim”

“Você vai querer ficar comigo e minha família?”

“Sim!” Ela falou batendo palminhas.

Continuamos a conversar. Ela falou que tinha seis anos, e que só tinha seu pai, pois sua mãe morreu quando ela nasceu. Seu pai morreu há seis meses, e desde então, o grupo dela, tratou ela mau. Não contei nada sobre Maggie, nem Enid. Queria fazer uma surpresa. Tara chegou depois de um tempo, com vários carrinhos de comida. Como já estava anoitecendo, fomos dormir, para depois partimos de volta. Só havia duas camas, então Helena se deitou comigo.

***************

Acordei com um chute. Abri meus olhos e vi que foi Helena. Ela era bem agitada durante o sono. Levantei-me com cuidado e vesti uma camisa, assim começando a viagem de volta. Pouco depois as duas apareceram do meu lado, rindo como se fossem amigas há anos.

“Bom dia” Ela falou sentando no meu colo.

“Bom dia!” Falei rindo. “Oi Tara”

“Oi, vamos comer Helena? “

“Claro! Glenn.... Você quer o que?”

“Pode decidir, confio em você”

As duas correram para a “cozinha” e começaram a preparar algo. Elas cochichavam e riam olhando para mim. Em um momento, ela falou algo para Tara e a mesma olhou sorridente para mim. Depois de prepararem tudo, Helena pulou de novo no meu colo, eu me ofereceu uma tigela.

“Mingau! Eu que fiz” Ela sorriu.

“Você?! Deve estar bom!” Falei parando o carro.

Comemos e conversamos por pouco tempo. Mesmo com tudo o que estava acontecendo, era bom sorrir, acho que Abraham pensaria o mesmo. O resto da viagem, Tara e Helena ficaram fazendo brincadeiras comigo.

“Será que o papai vai gostar?” Helena falou para Tara, que no mesmo momento olhou para mim.

“Pergunte para ele” Ela falou.

Papai?

“Papai.... Posso te chamar assim?” Ela sorriu, mostrando um buraco entre um de seus dentes.


Notas Finais


E aí??? Bye <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...