História Fanfic Gleggie- Dá para amar no fim do mundo? - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Glaggie, Gleggie, Glennrhee, Maggiegreene, Maggierhee, Thewalkingdead, Twd
Exibições 39
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela
Avisos: Canibalismo, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Postei mais pq sou dessas...... Vamos começar as imagens, com um dos sorrisos mais maravilindos do mundo.

Capítulo 32 - Capítulo 32: Presente (Bônus)


Fanfic / Fanfiction Fanfic Gleggie- Dá para amar no fim do mundo? - Capítulo 32 - Capítulo 32: Presente (Bônus)

POV MAGGIE

Glenn havia pedido para que eu deitasse em cima dele. Eu fiquei de frente para ele. Nós dois só ficamos nos entreolhando, não falamos nada. Acho que uma conversa de olhares, assim que pode ser chamado. Eu estava brincando com os fios negros do cabelo dele, e ele, ficou só olhando. 

"Seus olhos são muito lindos" Ele falou finalmente.

"Seu cabelos também"

"Seu rosto também" Ele entrou na brincadeira.

"Seus braços, são perfeitamente lindos" 

"Sua boca, é linda"

"Seus...... Seus pés são lindos" Falei 

"Meu pés?!"

"Sim, seus pés"

"Okay, então..... Seu nariz é lindo"

"E sua língua também" Falei sorrindo.

"É... Você não sabe brincar"

"Tudo bem, você ganhou"

"Rick me falou que te levou para Hilltop, o bebê está bem?" Glenn falou se assentando e me colocando em seu colo.

"Sim, foi só um empurrão, não aconteceu nada com ele." Falei passando minha mão em Aiko.

"Maggie, você podia ter se machucado, sério. Mas mudando de assunto, você viu o bebê?"

"Eu não, o médico desligou na hora" Menti.

"Sério? Que sacanagem!" Ele falou desapontado.

"Eu vou, ali pegar uma coisa"

Me levantei e fui pegar o pequeno embrulho em cima do móvel. Voltei e me sentei do lado dele.

"Aqui no meu colo, eu to com saudades" Glenn falou sorrindo.

"Não.... Eu to mais pesada lembra?"

"Que? Não tá não, você tá perfeita"

"Não......" Falei fazendo birra.

"Vem logo" Falei puxando ela para o meu colo.

"Tá.... Tá"

"O que é isso?" Ele falou tentando pegar o embrulho.

"Abra você mesmo" Falei entregando para ele.

Ele rasgou o embrulho com toda vontade. Dele ele tirou o pequeno papel, com a impressão do ultrassom. Ele me olhou sorrindo e com os olhos cheios de lágrimas, depois começou a me beijar e me abraçar.

"Eu te amo tanto" Ele falou me beijando na bochecha. "Quer dizer, amos vocês tanto"

"Eu também" Falei sorrindo.

"Ele é tão pequeno" Glenn falou passando a mão no papel.

"Claro, daqui a duas semanas ele vai completar quatro meses"

"Sério? Então, nós vamos poder descobrir o sexo?"

"Acho que sim.... Mas você não tinha tanta certeza que era um garoto?"

"Ainda tenho, mas só quero comprovar para você" Ele falou convencido.

"Ah, então tá" Sorri.

"Eu estava pensando aqui, vou sair para procurar um colchão"

"Não! Glenn, você acabou de sofrer um acidente! Você é doido?!"

"É porque dormir assim, não faz bem para você. Você pode estar bem agora, mas se lembra que você estava passando mal a menos de uma semana?"

"Glenn, eu juro, eu estou bem."

"Tem certeza?"

"Sim"

"Então, posso fazer isso?" Ele falou me abraçado e logo depois começando a fazer cócegas em mim.

"Não!!" Gritei rindo.

Glenn não parou. Então comecei a tentar lutar para sair, Aiko se levantou e pulou em Glenn, forçando-o a parar. Ele mordeu a blusa de Glenn e puxou rosnando. Ele parecia estar me protegendo.

"Acho que temos um cão de guarda. Posso ficar mais tranquilo nas minhas saídas, mas vão demorar para acontecer mesmo." Glenn falou tentando se soltar de Aiko, que depois de um tempinho, soltou e pulou no colo dele.

"Isso até que é bom, não gosto muito que você fique saindo."

"Claro que é bom! Eu fico aqui para cuidar de você"

"E eu de você" Eu falei sorrindo.


Notas Finais


Desculpe se nada de importante aconteceu, mas é que realmente é só um bônus mesmo. Bye Docinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...