História Imagine Dope -coleção de imagines BTS- - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags 7 Imagine, Bangtan Boys, Bts, Dope, Imagines
Exibições 224
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Policial, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem, leiam as notas finais ❤

Capítulo 1 - Complaint




 Estava saindo da faculdade quando sinto meu celular vibrar no bolso dianteiro da minha calça jeans. Levo o aparelho até minha orelha. 

 - Alô?

 📞- Senhorita ___?

 - Sim, no que poderia ajudar? 

 📞 - Bom... Aqui é da delegacia de Seul, poderia comparecer como responsável do jovem Sanha? 

 - Sanha!? O que ele fez!?- Sanha era meu irmão mais novo, menor de idade ainda.

 📞- O joven foi apreendido dirigindo uma moto em alta velocidade. A moto foi apreendida, e está em seu nome os documentos do veículo.

 - Ok. Comparecerei em 30 minutos. 

Desliguei o telefone e fui para o meu carro. Enquanto dirigia fiquei pensando em o que esse garoto estava pensando em pegar a minha bebê (a moto). Eu não esperava isso dele, aliás, Sanha sempre foi um menino calmo desde a morte de nossos pais, ela ainda cursava a escola, porém está semana ele não haveria aulas, combinamos que antes de eu chegar em casa ele iria fazer algumas compras básicas para o almoço, e ele me inventa de ir ao mercado de moto!? Minha moto ainda!? Irmãozinho você está de castigo sem dúvidas! 

 Fui direto a delegacia e logo que entrei me informei na recepção, foi direcionada para uma das celas do lugar. 

Vejo meu irmão com o rosto molhado de lágrimas sentado dentro da cela em uma 'cama', suas mãos estavam algemas, e ele chorava sem parar. Me deu um aperto no coração ao ve-lo naquela situação. Ele ainda sim era um bom menino, nunca fumou, bebeu ou até mesmo transou com garotas de sua escola, ela era muito fechado e não tinha amigos, eu era a sua melhor amiga. Sinto uma mão no meu ombro. E logo uma voz masculina se pronúncia. 

 - Senhorita ___? 

 -Sim....? Me viro para a voz grossa e um tanto... Sexy... (?) Dou de cara com um belo policial...Foco ___! 

 -posso falar com meu o irmão?  

- Claro.

 Ele tira um molho de Chaves do bolso e abre a cela. Adentro e me sento ao lado do meu irmão. 

 - Onde você tava com a cabeça garoto!? - digo me contendo para não surtar.

 - D-desculpe irmãnzinha. - ele diz ainda de cabeça baixa e Entre soluços. 

 - Irei fazer sua ficha e te tirar daqui, mas espero que está seja sua primeira e única passagem pela Polícia. - digo em um tom autoritário.

 Ele so acente em um movimento com a cabeça, demonstrando seu arrependimento. Saio do cubículo de barras de metal e vou em direção a mesa do policial bonitão. 

 - Então, qual o seu nome completo?- Ele pergunta se preparando para digitar algo em um computador. 

 - ___ _____. 

 - Seu número de telefone fixo? ... Informo mais alguns dados pessoais meus e do meu irmão. 

 - tudo bem... irei libera-lo. Mas você poderia comparecer aqui amanhã para pegar a liberação dele? -ele diz com um olhar sério. 

 - Por mim tudo bem. 

 Andamos até a porta de metal da jaula e meu irmão veio correndo e me envolvendo em seus braços. Ele era mais alto então era uma cena cômica de assistir.

 - Obrigado maninha, prometo nunca mais vacilar assim! - ele faz uma reverência um tanto exagerada.

 - Vamos pra casa, temos muito o que conversar. 

Saímos da delegacia e Jeon, o policial se despediu com um bejo no rosto e uma piscadela. Chegamos em casa, levei a moto pra casa na camionete para economizar e não precisar pagar taxa de guincho. Enquanto descarregava a moto, Sanha subiu correndo para seu quarto. 

Após fazer o que devia, subi atrás dele, entrei em seu quarto e ele estava encolido, deitado e chorando. Sentei ao seu lado na cama e acariciei seu cabelo.

 - O que aconteceu? Me explique tudo.

 - *soluça* uns meninos na escola me ameaçaram... - ele pega o celular e mostrou uma conversa com um garoto.

 conversa on

 Garoto- Iai menininha! Vai chorar quando eu te bater denovo? *emoji rindo* 

Sanha- Porfavor, não quero que minha irmã me veja machucado. O que posso fazer para você parar? Porfavor eu não aguento mais 

 Garoto- eu quero a motinho da sua irmãnzinha gostosa, e você pedindo porfavor de joelhos na entrada da escola daqui a três dias! 

 Mensagens de dia atual 

 Garoto - Tic Tac! É daqui a dois dias! 

Mensagens off 

 Quando terminei de ler o abracei.

 - Vamos levar isso a delegacia Sanha! - dizia entre choro.    

- Desculpa mana, eu não queria te meter nisso... - disse cabisbaixo 

 - Ei... você é meu irmão mais novo, eu devo te proteger. 

 Dou um beijo em sua testa, pego o carro e vou em direção a delegacia.

 Ao chegar encontro somente o policial Jeon sentado na mesa da recepção.

 - Olá ___! Sentiu saudades? Haha - ele ri sarcástico e um tanto surpreso em me ver novamente - o que a trás aqui a essa hora? 

 - Com todo respeito, eu descobri o real motivo do mau comportamento de Sanha. 

Entrego o celular com a conversa a ele, analisa rapidamente e logo se pronuncia. 

-Esse garoto da mensagem tem razão... 

-O-oque!? Como ele tem razão em ameaçar alguém!? 

 - Sanha tem uma irmã gostosa... - ele se aproxima e me olha intensamente. 

 Os olhos negros desse policial está me deixando louca! Em um impulso selo nossos lábios, quando o ar faz falta percebo que ele havia algemado minhas mãos.

 - ___, você está presa por tentar assediar um policial enquanto tentava cumprir seu dever.

 - O-oque!? - Mas foi ele quem me provocou! Ele pegou em meus ombros me direcionando até uma sala afastada, me deixando la, voltando somente alguns minutos depois. 

 - ___, ___... como será a sua punição mocinha? Ele se aproximou e acariciou minha bochecha. -como consegue ser tão bonita?? 

Delicadamente selou novamente nossos lábios, dando início a um beijo lento e um tanto.... romântico... o clima foi esquentando. 

Sua mão foi até a minha coxa, subiu até minhas mãos e me desalgemou, deu impulso para que eu subise em seu colo, minhas mãos estavam em seu pescoço e minhas pernas suspensas em sua cintura. Fui colocada sentada em sua mesa marrom Marfim. Comecei a desabotoar botão por botão da sua farda sem desunir nossos lábios. O ar fez falta. 

 -quero que ouvir você gemer meu nome! 

 -J-Jeon -disse entre gemidos e suspiros de excitação 

 -Jeon não, eu quero Kookie ou oppa. - Disse em um tom sexy fazendo com que todos os meus pelos eriçarem.

 Suas carícias foram descedo para meu pescoço, deixando um fino rastro de saliva. Selares e chupoes foram depositados em meu pescoço e clavícula. Sua ardeas mãos foram até minha intimidade que já se encontrava como um rio, sem aviso prévio puxou minha calcinha para o lado e me penetrou com dois de seus dedos.

 - Ja está molhadinha assim baby girl? Isso tudo é pra mim hum? -disse após mordiscar meu lóbulo. 

 Respondi com um gemido, o prazer tomou conta e acabou completamente com a minha sanidade. 

 -K-Kookie O-Oppa... porfavor... e-eu não aguento mais -disse entre roucos gemidos.

 - Tudo bem my baby girl. Ele me deitou em sua mesa e se apoio em cima de mim. 

Com seu pênis em mãos o manturbei até ficar duro como pedra e suas veias saltadas. Ele se posicionou na minha entrada e me penetrou com tamanha força. Nunca havia sentido algo tão grande dentro de mim, fiz uma cara de dor, não era virgem mas havia tempos em que eu não transava. Me senti como uma adolescente aos 16 ao perder sua preciosa virgindade, com a dor no começo e logo o prazer invadindo, deixando que o resto de minha sanidade acabase. Era grande e duro, e tão excitante ao mesmo tempo, ele começou a fazer movimentos de vai e vêm com extrema delicadeza, nunca havia me sentido tão cuidada praticando o ato. Ele aproximo seus lábios dos meus e o mordiscou, cada ato e movimento seu era extremamente excitante e provocador. 

Começou a acelerar os movimento, dando início a fortes e prazerosas estocadas. Seus movimentos me derretiam a cada vai e vêm, em sua sala o cheiro de sexo exalava junto ao barulho de nossos corpos se chocando, nossos gemidos matavam o completo silêncio daquela delegacia agora vazia.

 A cada estocada eu sentia uma onde de prazer percorrer o meu corpo todo. Seus movimentos eram tão ritimados, até eu sentir um formigamento atingir todo o meu corpo. Gozei, gozei como nunca, foi a sensação mais prazerosa em toda a minha vida. 

 Peguei seu membro em mãos simulando penetrações, a cada vai e vêm das minhas mãos eu aumentava o ritimo, selei sua glande, contornado-a com a língua em movimentos circulares, sinto agarrar meus fios negros enquanto fodia brutalmente minha boca. Seu falo começou a pulsar en minha boca até sentir seus jatos quentes.

 Me aninhei em seus musculosos braços até adormecer e a última frase que pude ouvir foi 

 "Durma bem meu anjinho"


Notas Finais


Espero que tenham gostado, eu não sou muito Boa com hentai, tanto que venho treinando bastante, comentem se gostaram, isso ajuda a me motivar a escrever mais 💘❤🌌
Plss favoritem e comentem muito ❤♥🔫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...