História Love or Fun - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Justin Bieber, Romance
Visualizações 1.150
Palavras 1.539
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, alguns capítulos eu não tenho salvo no meu computador, então, eu to escrevendo o que eu lembro. Me desculpe pelos erros, ok? E por estar pequeno.

Capítulo 6 - O começo de uma amizade.


Alguns dias se passaram e como sempre, Justin estava me maltratando. Ele não gostava de mim, e isso era a pior coisa que eu poderia ter na minha vida. Meus pulsos já não aguentam mais cortes.

Hoje, nós iríamos á uma festa. Na verdade, ele iria se divertir e eu ficar sentada, já que ele não me deixava conversar com ninguém.


[...]


Acabamos de chegar á tal boate, e quando entramos, todos os amigos do Justin estavam lá.


-Vou ficar sozinha aqui.

-Você está comigo.

-Estar com você é o mesmo que estar sozinha.

-Sem drama.


Nós não andávamos de mãos dadas ou algo do tipo. A única coisa que ele me obrigava a fazer, era andar ao seu lado.


Nós subimos para a parte superior e todos os amigos de Justin estavam lá, mas o que eu estranhei foi um garoto novo lá. Ele era lindo. Tinha cabelos pretos, olhos claros e alto.

Depois de instantes, notei que Justin já estava bebendo e me deixou de canto. Bufei e revirei os olhos e me sentei em um sofá que tinha ali.


Estava sozinha por um tempo, até que aquele garoto se sentou perto de mim.


-Você é a garota do Bieber? -perguntou-.

-Não. Quer dizer, mais ou menos -ri-.

-Como assim? -riu-.

-A gente fica, mas ele não gosta de mim.

-Ele é idiota -riu-, você é linda!

-Obrigada -sorri envergonhada-.

-Estamos aqui conversando e eu não perguntei seu nome. Como se chama?

-Vanessa -sorri-, e você?

-Lohran -sorriu-.

-Você é bem novinha, quer dizer, quantos anos tem?

-16 e você?

-20, quase a idade do Bieber -riu-.

Ficamos conversando sobre mim e depois sobre ele. Lohran parece ser um cara legal.

[...]

POV Justin


Chegamos na boate e eu fui logo falar com os meus amigos. Vanessa ficou de canto e com certeza, aquilo era para chamar minha atenção e eu realmente não me importava com o seu drama.

Agora eu estava aqui, me divertindo e bebendo. Nem lembrava que ela estava ali, até ouvir a voz dela.

Olhei para o lado e vi que ela estava com Lohran. Levantei-me de onde eu estava, e fui até lá.


-E ae, Lohran.

-E ae, cara -toque de mão-. Porra, você nem me falou da Vanessa.

-Não tinha um porque de falar dela.

-Ela é tão linda.

-Eu sei cara, eu sei.

Já estava cheio desse nhenhe com ela.

-Tá, quer fumar uma? -perguntei-.

-Já é.

-Eu também quero ir, Justin. Não me deixa aqui -Vanessa falou-.

-Você tem que idade mesmo? 16, pois é. Fica aí.

-E dai? Deixa eu experimentar.

-Não, caralho!

-Você não manda em mim, eu vou sim e vai se foder!

Ela levantou e passou por mim e eu a puxei pelo braço.

-Para de ser ridícula! Você não vai fumar porra nenhuma! Você é uma criança, Vanessa!

Ela apenas me olhava.

-Fica aí, ninguém vai se importar com sua presença. Faz o que você quiser, depois eu pago.

A soltei com força, o que a fez perder o equilibrio e cair.

POV Vanessa

Todos os amigos do Justin ficaram me olhando, menos Lohran.


-Tá tudo bem? -ele perguntou-.

-Já passa -limpei os olhos-.

-Eu fico aqui com você.

-Não. Não precisa, pode ir. Eu vou ficar bem.

Ele assentiu e saiu. E eu? Bem, eu decidi que iria mudar. Decidi que ia fazer tudo para agradar Justin, fazê-lo gostar de mim.


Desci as escadas chorando, como era de se imaginar, e saí. Eu queria ir embora, mas o problema é de como eu iria. Parecia que todos daquela cidade estavam na boate.

 

[...]

 

Eu realmente estava com medo de ir sozinha e para piorar, eu morava muito longe dali.

Ouvi barulho de passos atrás de mim e resolvi parar. Olhei para trás e, mesmo estando escuro, reconheci o rosto. Era Lohran.


-Ei, por que estava vindo sozinha?

-Você acha que eu iria ficar lá? -falei irônica-, e você por que veio embora?

-O papo do Justin estava me irritando e porque eu gostei de você.

Sorri porque não tinha nada pra falar.

-Então, quer companhia para ir? -perguntou estendendo a mão-.

-Claro! -peguei em sua mão-.


[...]


O caminho inteiro foi em silêncio, mas, ás vezes, Lohran fazia alguma palhaçada ou uma piadinha que me fazia rir. Não faz nem um dia que o conheço e já posso dizer que, ele me fazia esquecer dos problemas que Justin me causava. Pelo menos os problemas dessa noite.

Lohran contou um piada um pouco nojenta, e eu saí de perto dele rindo.

-Volta aqui! Nem foi tão nojenta -riu-.

-Foi sim! Eca, mil vezes eca! -ri-.

Ele veio correndo até mim e conforme ele correu, dois pacotinhos caíram no chão. Eu me abaixei para pegar, mas ele veio ao mesmo tempo que eu e tirou minha mão.

-Desculpa -ele falou me ajudando a levantar-.

-T-tá tudo bem. Mas o que é isso?

-Droga.

Arregalei os olhos e o fiquei olhando. Foi uma surpresa pra mim eu não pensava que ele era como o Justin.

-Eu sei que isso vai interferir em tudo.

-Não. Não vai -sorri-.

Ele me abraçou e eu senti confiança no abraço dele. Sentia que poderia contar com ele pra tudo.


-Você é amigo do Justin a quanto tempo?

-Uns 5 ou 6 anos.

-E ele sempre foi assim? Explosivo?

-Sempre! -riu-. Justin Bieber não gosta de relacionamento sério, ele só gosta de ficada.

-É, eu sei -suspirei-, mas eu o amo, Lohran.

Ele balançou a cabeça e me abraçou pela cintura.


[...]


POV Lohran


Chegamos na casa de Vanessa e tudo estava apagado, então ela me convidou para entrar.


-Acho que eles foram dormir ou saíram -riu-.

-Também tô achando -ri-.

-Quer tomar alguma coisa? Sei lá.

-Vodka, pode ser?

-Claro!


Ela foi até a cozinha e, eu não pude evitar de olhar para sua bunda, trouxe para nós.


-Você bebê?

-Ás vezes, ou quando estou muito mal -riu sem humor-.

-Vamos fazer uma aposta? Quem conseguir esse copo primeiro ganha.

-Fechou!


Enchi os copos iguais e dei partida de início. Em poucos segundos, esvaziamos os copos e por incrível que pareça, terminamos ao mesmo tempo.


[...]


-Vanessa chega, me dê esse copo -o peguei de sua mão-.

Ela já havia bebido muito, juntando todo tipo, foram 3 garrafas. Vanessa chorava e falava do Justin, e aquilo me dava dó. É, eu tinha dó do que ele fazia com ela.

 

-Chega, Vanessa.

Tirei o copo de sua mão, e a peguei no colo. A levei para um quarto lilás, deveria ser o dela, e a coloquei sentada na cama.

 

Abri seu closet para pegar algo para ela vestir, e acabei achando lâminas. Não entendi muito bem para o que era aquilo, mas se estava escondido é porque não deveria estar ali. Peguei todas da caixa e guardei em meu bolço.


-Não, não as leve embora! -Vanessa implorava tentando pega-las-.

-Pra que você quer isso?

-Eu preciso, Lohran -ela chorava-.

-Você precisa de um banho, isso sim.

-Não, eu quero dormir -deitou-se na cama-.

Suspirei e a deixei dormir, ela realmente precisava daquilo.


[...]


Esperei uns minutos para ver se ela dormia mesmo, coloquei o edredom em cima dela e fui embora.

No caminho, fiquei pensando o porque daquelas lâminas, não passava pela minha cabeça nenhum ideia do porque que Vanessa queria tê-las.


POV Justin


Eu já tinha fumado uma oito ou dez pedras. Bebidas? Já tinha perdido a conta.

O efeito já tinha passado, pelo menos um pouco, e me lembrei que Vanessa estava comigo. Fui até o lugar onde eu havia a deixado e estava vazio. Desci correndo as escadas para ver se ela estava no bar e não, ela não estava. Meu sangue já estava fervendo e mandei todo mundo procura-la. E o que mais me chamou atenção foi que, Lohran também não estava ali.

-Justin, o segurança falou que ela foi embora e que Lohran foi logo atrás -Chris falou-.

-Filha da puta!

Lohran deve ter trasando com ela, eu tinha certeza disso. Peguei meu carro, mas fui impedido por Ryan.

-Me solta, porra! Eu vou acabar com essa vadia!

-Não, cara! Calma.

-Calma o caralho!

-Você não tem certeza que eles ficaram, abaixa um pouco a bola, bro. Vai ver ela foi embora porque ficou cansada.

Ryan estava me irritando e minha cabeça explodindo, então, resolvi ir pra casa. Mas Vanessa e Lohran vão se ver comigo.


POV Vanessa


No outro dia acordei, um pouco tarde e com a cabeça explodindo. Minha hálito fedia a bebida e aos poucos, fui lembrando da noite passada. Lembre-me de como o Justin me tratou na frente de todos e do Lohran me levando aqui para o quarto... Oh meu Deus, eu vim para o quarto com o Lohran e não, não poderia ter rolado entra nós.

Tomei banho, me arrumei e desci correndo as escadas.

-Posso saber o que foi que aconteceu ontem aqui? -meu pai falou-.

-Ontem? Ah, minha amiga veio aqui e a gente bebeu um pouco.

-Um pouco? Você tem 16 anos e bebeu 3 garrafas de vodka?!

-Me deixa!

Saí batendo a porta e quando cheguei na rua, liguei para Lohran. Precisava conversar com ele e aquilo não poderia ter acontecido. Mandei uma sms: "precisamos conversar".



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...