História Teaching love - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 10.517
Palavras 1.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpe a demora

Capítulo 10 - Jump


Eu sentia meu ar faltando, mas eu simplesmente não conseguia parar de rir. Era inevitável, ainda mais quando eu olhava aquele rosto irritado, suas bochechas vermelhas de vergonha, aquele olhar me fuzilando.

- Sua mãe ficaria desapontada, senhorita Miller

 - Cala a boca Justin

- Peça perdão a deus Miller, ele esta desapontado – era inevitável não rir

Ela levantou juntando suas coisas e saiu batendo o pé, parecendo uma menina mimada que não havia conseguido o que quer. Isso de certa forma me fez rir. Tudo em Cassie me fazia rir, desde sua forma certa até suas inseguranças e seu jeito de comer e andar.

- Ela é linda, não é? – ouvi Dougie dizer o que me fez olhar para ele no mesmo momento

 - Que história foi essa de “Meu pai tem livros, posso te levar na minha casa”?

- Meu pai realmente tem livros muito bons - ele deu de ombros

– Para mim, soou muito mais como "Oi, eu quero comer você. Só estou tentando dizer isso de uma forma sutil, mas eu ainda quero comer você"

 – Isso não é verdade, Bieber

 - Já vou avisando cara, ela não vai conhecer esse fantástico mundo de livros que tem na sua casa - eu disse com a voz carregada de ironia

- Nem todos pensam apenas em foder, Bieber

- Homens sim. Homens nasceram para pensar em sexo. Com você não seria diferente.

- Não sei por que se preocupa tanto.

- A Cassie é diferente, Dougie, para ela nunca seria apenas sexo. Eu só quero poupar o meu ouvido de noites de choro

- Eu realmente gostei dela

-Não, você gostou do modo como o jeito inocente dela te excita. Eu te entendo perfeitamente.

 - Você sabe Bieber, eu poderia te socar agora.

- Não soca porque é frouxo.

- Eu não sou que nem você, Justin.

- Não, você não é que nem eu. E você deveria chorar por causa disso.

Uma gargalhada irônica saiu da minha própria garganta e sai andando, o deixando para trás sem me preocupar em ver como estava sua expressão. Eu não me importava, por que eu me importaria com alguém que conheci há alguns dias? Não me importo nem com pessoas que conheço durante anos.

“De Justin:

Aonde você esta?”

Guardei o celular no bolso e voltei a andar pelos grandes corredores do colégio.  A verdade é que eu estava no meu limite, cansei dessas suposições, cansei do talvez amanhã eu possa voltar para casa. Esse talvez estava me matando.

Uma hora todo mundo cansa, comigo não iria ser diferente.

“De Cassie:

Você não vai acreditar, eu achei a biblioteca. Ela é linda e bem maior que a do outro colégio. Eu poderia morar aqui”

Assim que li a mensagem que ela havia me enviado, não pude deixar de conter o riso. Eu já poderia imaginar Cassie com seus olhos brilhando, aquela imensidão verde brilhando apenas por ver alguns livros velhos. Aquele seu sorriso enorme no rosto que chega até ser irritante de tão contagiante. Eu poderia imaginar Cassie pulando de felicidade feito uma criança.

“De: Justin

Sai daí e me encontra em frente ao meu armário. Nós vamos embora”

“De: Cassie

Ainda temos aula, Justin”

Revirei os olhos. Cassie Miller conseguia ser irritante com apenas algumas palavras.

“De: Justin

Venha logo ou então eu vou te caçar a onde estiver”

Encostei-me no armário com o celular na mão enquanto via as pessoas caminhando até as salas, o sinal bateria em cinco minutos. Eu simplesmente não ligava. Eu pegaria a Cassie nem que fosse pelos cabelos e a arrastaria para longe dali. Eu queria paz, eu estava exausto mentalmente. Eu tinha vontade de pegar uma arma e me matar a sangue frio, assim como matei David Moore, mas a verdade é que até para isso eu era covarde.

Avistei Cassie caminhando lentamente pelo corredor, nas mãos ela trazia dois livros e no rosto aquele tão irritante sorriso. Eu já me preparava internamente para ouvir sua longa lista de perguntas e logo em seguida ela dizer que era errado, e se eu tivesse sorte talvez ela não falasse todos os mandamentos da bíblia.

- Você sabe que não podemos sair da escola agora, é contra as regras – Cassie sempre tão previsível

- Oi para você também – eu disse irônico – Eu não aguento mais ficar aqui, eu vou embora e você vem comigo

- Eu não posso Justin, tenho aula de química agora.

- Eu não estou perguntando se você pode ou não. Eu estou dizendo que você vem – eu disse a puxando pelos braços

- Mas eu nunca fugi do colégio

- Tudo tem sua primeira vez, querida.

- Eu odeio quando você me chama de querida.

- E eu odeio quando você fica reclamando

Eu a levei para o fundo do colégio, Dougie havia me mostrado aquele lugar, o muro era baixo e fácil de pular. 

- Eu vou pular primeiro, tudo bem?

Ela assentiu com a cabeça e eu passei um pé e depois outro sobre o muro. Cassie estava apreensiva, era como se ela estivesse cometendo um crime e na cabeça dela, ela realmente estava. Tenho certeza que ela vai ficar horas se confessando ao padre e dizendo sobre como ela é uma menina má. Eu pulei o muro e logo gritei pelo nome de Cassie que, passou um pé e depois outro, ela estava sentada no muro olhando a altura e sua expressão de medo me fez rir.

- Vamos Cassie, eu vou te segurar.

- Mas e se eu cair?

- Nunca pulou um muro?

- Nunca tive motivos para isso – ela deu de ombros

- Olhe para mim, tudo bem? – ela assentiu – não tire os olhos de mim, eu vou te segurar. Esqueça a altura, pense que só existe eu e você. Justin Bieber e Cassie Miller, ok?

- Mas e se você não me aguentar?

- Para de drama, Cassie. Pula, vamos!

Cassie deu impulso e eu abri meus braços e ela caiu sobre eles. Eu a segurei firme, ela me olhou rindo.

- Eu gostei

- Quando se é moleque você é obrigado a aprender a pular muro. É a lei da vida.

- Aonde vamos? – Ela bateu palminhas me fazendo rir

- Achei que não queria

- Eu terei que ir a igreja de qualquer forma. O que será mais meia hora de confissão? – ela deu de ombros me fazendo rir

Fomos andando pela rua, eu podia sentir olhares sobre nós. É claro, os policias. Passei as mãos pelos cabelos e creio que Cassie reparou o meu nervosismo, ela olhou em volta e logo seus olhares se direcionaram ao meu rosto novamente. Ela havia entendido, é claro que ela entendeu.

Ela botou suas pequenas mãos em meu ombro e deu aquele sorriso irritantemente contagiante, meus ombros relaxaram de imediato.  

Paramos em uma praça e na sombra da arvore sentamos, o vento batia em nossos rostos e como de costume, não tínhamos assunto. Éramos totalmente inverso, eu normalmente falaria de mulheres ou basquete e Cassie normalmente falaria sobre seus livros românticos.

- Justin – Ela me chamou e eu a olhei – Posso te fazer uma pergunta?

- Pode

- Quando você matou aquele homem

- David Moore? – eu a interrompi

- Sim, o que você sentiu?

- Eu não senti nada, era terrivelmente vazio. Não havia felicidade, medo ou tristeza, só existia o vazio. Dentro de mim não chovia, não havia sol.  A minha mente não parava, ela gritava que era errado, mas era um grito que não podia ser ouvido, era um grito inútil. – Eu dizia enquanto já estava deitado, com a cabeça no colo dela, ela ouvia minhas palavras sem sentido enquanto sua pequena mão fazia um carinho no meu cabelo.

- Porque não parou? Você poderia ter simplesmente o largado ali.

- Eu ouvia seu choro no fundo e eu sabia que eu tinha que continuar. Eu tinha que me salvar, eu tinha que te salvar. Era tudo que eu sabia 


Notas Finais


Vocês são fodaaaaas
vlw pelos 300 favoritos e pelos comentarios vcs são perfeitos meus pedaços de bostas <3
LEIAM LEIAM http://animespirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-idolos-justin-bieber-dirty-dance-1079439


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...