História Fans love? - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Sophia Abrahão
Personagens Justin Bieber, Sophia Abrahão
Tags Amor De Ídolo, Amor Proibido, Justin Bieber, Paixão, Proibido, Sophia Abrahão
Exibições 58
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - A new couple


Fanfic / Fanfiction Fans love? - Capítulo 28 - A new couple

Cap.28 - Um novo casal

º º º

Reino Unido - 21/10/2014 (sexta - feira)

15:17 PM - Justin Bieber

 

Soaria estranho se eu dissesse que estou com medo? Medo não, acredito que seja receio, isso, receio. Receio de fazer a coisa errada e decepcionar mais uma vez alguém, mas ultimamente essa tem sido a minha mera função, decepcionar à todos.

Lia e relia o pequeno script das coisas mais importantes que eu deveria falar durante a programação, mas a que mais me preocupava era a última “eu estou namorando”, eu não conseguiria dizer as palavras seguintes que eram: “Com à Bryana Bennet”, eu simplesmente não conseguia.

- Toc toc - disse Scooter da porta esperando o meu comando para entrar, o que não aconteceu, mas ele entrou mesmo assim.-

- Devo fingir que está tudo bem? - questionei mais interessado na borda do papel amarelo em minha mão.-

- Não - suspirou.- Eu só… Não sei o que fazer mas - me acomodei melhor na cadeira.-

- Scooter - chamei-o.- Você confia em mim? - ele maneou a cabeça para o lado esquerdo e direito lentamente.- Já esperava por essa resposta - murmurei.- Mas que tal deixar que eu resolvo isso? Uhm? - novamente ele meneou a cabeça para os dois lados.-

- Desculpe - me - pediu e dessa vez foi a minha vez de negar.- Eu também esperava por essa resposta garoto - ele levantou-se e deu dois tapinhas no meu ombro seguindo para fora do camarim.-

- Não tem como - joguei o papel longe frustrado com tudo.

Às vezes me perco no meio desse caos que eu sou. É emoção pra todo qualquer lado, entende? E ainda tem gente que diz querer ser que nem a mim? Mentira. Não minta para si mesmo como eu sempre faço, seja você, é o melhor que você faz, e não, não queira ser eu.

- Você entra ao vivo em cinco minutos - avisou uma moça da produção correndo para um lado qualquer.-

- Você consegue, você consegue... - repeti para mim mesmo no espelho.- Você consegue!

- Por que está tão quieto? - uma voz angelical sussurrou atrás de mim enquanto eu esperava o comando atrás do set de gravação do programa.-

- Eu estou sonhando ou realmente você está aqui? - sussurrei de volta.-

- É real - Julie tocou em meu ombro sorrindo enquanto eu me virava completamente para ela.-

- Eu não estou quieto - respondi a sua pergunta inicial.- Eu só… - não consegui terminar por não achar palavras para dizer.-

- Geralmente você repete três vezes que consegue.

- Repito não - neguei falando um pouco alto demais, ela levou o dedo indicador para os meus lábios indicando silêncio.-

- Sim Justin, você diz, é como se fosse um mantra seu - retirou os dedos dos meus lábios mas em um gesto rápido eu segurei o seu pulso no ar.-

- Bom, obrigado por notar - sorri.- Mas eu já fiz o meu ritual do dia - ri.- Mas algo me diz que isso foi só uma desculpa para vir falar comigo - sorri com o seu constrangimento.-

- Certamente - sorriu se afastando mas os seus olhos abaixaram como se lembrasse que algo estaria preste a dar errado.- Thifany me contou - falou rancorosa.- Eu...sinto muito - gaguejou fraca.-

- Não sinta - fiz carinho na sua bochecha.- Talvez doa - eu lhe disse apontando para o seu coração.-

- Já doí… - sussurrou.-

- Aqui também - apontei para o meu peito.-

- E com vocês...Justin Bieber! - ouvimos Ellen DeGeneres gritar do palco e sabíamos que agora era a hora.-

- Boa sorte - ela disse se afastando.-

- Obrigado… - murmurei.-

- Bieb’s! - comprimentou Ellen.-

- Hey! - falei para a plateia que gritou em resposta. No meio do palco continha uma cortina grande separando duas áreas do palco, provavelmente as candidatas deveriam estar atrás dela.-

- Você está bem?

- Sim, muito bem - A quem eu estou tentando enganar? Provavelmente a mim mesmo, não estou bem, nunca estive. Eu sou um desequilibrado emocional que precisa de alguém sempre por perto, senão enlouqueço.

- Você sabe o que vai acontecer aqui hoje?

- Sim

- Como está a sua expectativa?

- Grande - ri.- Pena que não poderá ser todas - fiz beicinho e a plateia gritou em um coro.-

- Ok ok! - riu Ellen.- Mas antes quero saber como anda a turnê? Pelo o que eu sei ela tem data para o último show já, é isso?

- Sim, infelizmente ela já está acabando - sorri triste.- Com ela veio tantas coisas boas - olhei de relance para a platéia procurando os olhos azuis da minha branquinha, mas a única coisa que eu encontrei foram longos fios ruivos da Bryana que sorriu em minha direção, Ellen pareceu perceber a breve troca de olhares que rolou e logo comentou:

- E essa coisa boa seria uma garota? - a plateia novamente se manifestou.-

- Bom… - sorri perverso.-

- Sem enrolações Bieber - brincou a apresentadora.- Nós diga quem é a garota - exigiu.-

- Simplesmente perfeita - pensei nos olhos da Julie.- Muito.

- Como você tem certeza que ela é a garota?

- Nessa vida não temos certeza de nada, mas se eu pudesse ter a certeza de algo, queria ela para o resto da vida ao meu lado - vasculhei mais uma vez pela platéia a procura da minha branquinha e a encontrei encolhida em um cantinho no fundo com um sorriso triste carregado nos lábios.- Quando estou com ela, o mundo a nossa volta parece não existir. - falei ainda a olhando não ligando para o resto do mundo e para os olhares de autoridade do meu empresário, era só eu e ela ali.- Ela é a mulher da minha vida.

- Quem é a garota sortuda?

- Ju.. Bry.. Bryana - tossi disfarçando o deslize cometido por mim.- Bryana Bennet - sorri falsamente para a minha “amada” na platéia que sorria verdadeiramente pensando em todo o dinheiro que ganharia com tudo isso.-

- Filha de Thomas Bennet - confirmou Ellen sorrindo abertamente.- Felicidade ao novo casal!

- É… - olhei para baixo.- Casal… - murmurei baixinho.- Casal...


Notas Finais


Comentem por favor! Isso me ajuda tanto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...