História Fantasy - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias VIXX
Personagens Hongbin, Hyuk, Ken, Leo, N, Personagens Originais, Ravi
Tags Colegial, Leo, Magia, Vixx
Exibições 11
Palavras 1.890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee!! Me perdoem pela demora, minhas aulas acabaram agora, deixei de ser trouxa e minha criatividade voltou (de lembrança a bad veio acompanhar). Boa leitura!

Capítulo 11 - Lâmia


Fanfic / Fanfiction Fantasy - Capítulo 11 - Lâmia

Eu estava no jardim na entrada da caverna onde estava o dragão branco, algo estava me atraindo para dentro então eu começo a entrar e me deparo com o dragão eu começo a ouvir algo como um coração impulsionando sangue para o corpo provavelmente é do dragão pois não havia mais ninguém ali além de eu e ele/ela, mas como eu podia estar ouvindo isso? Bom, eu começo a me aproximar sinto vontade de acaricia-lo vou para a frente da cabeça dele (a) e vou aproximando minha mão da cabeça lentamente até toca-la assim que a toquei pude ver que era fêmea, amiga, minha ajudante, pude ver também algumas guerras, alguém em meio a escuridão, um covil...

-KAO!- Grito, pois em meio a essas visões eu tinha visto ela presa em algum lugar.

Meus olhos estavam abertos e os da Dragão também estavam olhando fixamente para mim, eu sentia como se tivéssemos passado uma vida inteira juntas, como se tivéssemos nascido juntas era uma sensação até boa eu me sentia segura eu acabei a abraçando e ela me enrolou em suas asas quentinhas.

-Vai ficar tudo bem, a Kao está bem vamos sauva-la.
-Foi você que disse isso?- Questiono a dragão e ela faz que sim com a cabeça.- Vou dizer aos que te protegeram enquanto dormia que você despertou.
-Eles vão me machucar!
-Não, não, ninguém ousaria lhe tocar comigo ao seu lado.
-Tudo bem, volte logo agora que despertei preciso de sua compania, preciso de treinamento para salvar Kao.
-Ok, já volto.

Vou correndo a procura de Leo e N, mas primeiro vou colocar uma roupa decente.

Yngrid Off

Ravi On (Dica: leiam ouvindo Hurricane da Halsey)

Bibiana não saía de minha cabeça com aquele cheiro de flores misturado a sangue, ele é como uma tempestade uma droga, fico imaginando aqueles lábios rosados colados ao meu eu nunca havia me sentido assim antes, eu não aguento mais saio correndo para o dormitório dela que é o mesmo de Yngrid chegando lá bato na porta e quem me atende é aquele lindo furacão.

-O que faz aqui uma hora dessas?- Diz ela com uma cara de sono.
-Vim marcar território.
-O que?- Diz se afastando e coçando os olhos.
-Vim te ter para mim.- Digo me aproximando até ela encostar na parede e eu ficar uns 30 cm longe dela.- Eu não consigo ficar longe de você, apesar de estranho seu cheiro de flores e sangue é maravilhoso.
-Você está cometendo um erro falando essas coisas.
-Por quê?
-Porque não, eu tenho segredos que faria com que vocês em geral queiram me matar e confesso que quando lhe olhei senti vontada de parar de fazer o que faço senti vontade de ter para mim.
-Então por que não faz isso?
-Porque uma pessoa corre perigo e não quero que ela morra.
-Vamos deixar isso de lado por esse pouco tempo que temos juntos, torne-se minha e saceie minha fome.

Avanço com um beijo completamente selvagem não queria ser calmo ou fofo apenas a queria, ela segura minha nuca eu a pego no colo e a deito na cama começo a beijar e dar chupões em seu pescoço até voltar para sua boca e depois paro para respirar e dizer:

-Posso continuar?
-Claro!- Ela diz ofegante.

Tiro a minha camisa ranco a blusa e o short dela deixando-a apenas com peças íntimas, começo a beija-la novamente e penetro 2 dedos em sua intimidade fazendo com que ela gemesse e ficasse já molhada.

-Ah.. R-ravi vai l-logo!!
-Calma apressadinha quero apeoveitar essa noite.

No momento em que vou tirar meu membro alguém abre a porta.

Ravi Off

Yngrid On

-Ah perdão, estou atrapalhando vocês?- Digo com o susto.
-Ah não imagina, o Ravi que entrou aqui e ESQUECEU que você também dorme aqui.- Diz Bibiana se enrrolando no lençol e Ravi pula da cama fechando a calça e colocando a camisa.
-To de saída, desculpe por isso.- Diz Ravi meio assustado.
-Tudo bem, da próxima vão para outro lugar.- Digo dando umas risadinhas e Ravi corado vai para seu quarto.- Nossa se deu bem em Bibiana.
-Aff pare com isso, aliás, onde você estava?
-Ah sim, vamos, vosta uma roupa e já explico tudo mas primeiro vamos procurar Leu e N.
-Okay!
Nos vestimos e fomos ao encontro dos dois eu digo o que aconteceu e disse que Kao estava viva.
-Mas como? Eu vi o meu amo.. ela morrer! E andei, junto a Hyuk, estudando mais seus poderes e não há indícios de que pode causar ilusões.- Diz N.
-Pois é, mas nem todo poder é idêntico, assim que o dragão despertou eu senti toda a extensão do poder em meu corpo e agora vejo diferenças.- Digo.
-Okay!- Diz N pensativo.
-Precisamos avançar com o treinamento e salvar Kao.- diz Leo.
-Mas como vamos trinar o dragão? Não tem espaço na área de treinamento e nem no jardim.- Digo.
-Além da caverna onde está o dragão há um vasto campo que leva para fora dessa escola.- Diz Bibiana.
-Como sabe disso?- Pergunta N e todos olhávamos para ela.- Ninguém que conheço sabia disso e é impossível alguém saber sem nem conhecer o Jardim.
-Sabe, eu preciso falar algo para vocês.- Diz Bibiana coçando a cabeça.

~Quebra de tempo~

Fomos todos para o jardim incluindo Ravi, Hyuk, Ken e Hongbin e sentamos em umas pedras altas perto do lago e esperamos Bibiana falar.

-Bom, eu não sou apenas uma vampira normal que entrou na escola do nada e foi parr exatamente no dormitório de Yngrid, eu possuo uma amiga chamada Gabrielle que está presa em algum lugar e talvez até sendo torturada pela... Pela... L-livia...
-Então você quer salva-lá igual a eu com Kao?
-Sim, mas... Eu estou agindo da maneira errada para salva-lá, eu estou tão desesperada que estou ajudando a Lívia e vigiando vocês.-Diz quase chorando.
-É O QUE? VOCÊ TA AJUDANDO QUEM?- Começo a gritar sentindo meu poder se expandir.
-Calma Yngrid.- Diz Leo me segurando por trás.
-ME ACALMAR? ESSA SANGUESSUGA ESTÁ NOS VIGIANDO E VOCÊ QUER QUE EU ME ACALME?
-Se acalme Yngrid, ela não tem culpa de nada.- Diz minha dragão.
-Que voz é essa?- Pergunta Leo.
-É a Lâmia.-Digo
-Quem?-Pergunta Leo.
-Minha dragão de alguma forma sei o seu nome.
-Interessante.-Diz Hyuk.
-O de Lívia é Ônix despertou a mais tempo, antes que queiram me matar eu bloqueei qualquer forma de comunicação com ela colocando a vida de minha amiga em risco.- Diz já chorando. - Eu era ligada por sangue a Gabrielle e quase não sinto mais seu coração, somos híbridas mãe humana e pai vampiro a diferença é que eu sou mais fraca temo que esse seja o fim dela.
-Ok eu acredito nela.- Digo.
-Como pode saber?- Diz Leo.
-Eu conheço quem fala a verdade e quem mente.-Falo.- Vamos salvar sua amiga e Kao hoje mesmo.
-Você é louca? Teu dragão não treinou e nem você.-Diz Leo.
-Vamos todos juntos.-digo.- Onde fica o covil daquela praga?
-Em uma ilha com 2mil km de distância daqui.-Diz Bibiana.
-É longe mais consigo fazer portais.-Diz Hyuk.
-Ok vamos nos arrumar e ir para aquela ilha.

Vamos para os quartos mais antes de sairmos do jardim Ravi ficou com Bibiana e vejo os doi se abraçando e logo em seguida eles vieram atrás de nós. No dormitório vou para o banheiro tomar um banho depois coloco uma calça preta rasgada, camisa preta do Nirvana e um casaco vermelho junto a um Converse All Star preto. Leo chega e vamos todos para o campo depois da caverna junto a minha dragão, Hyuk abre o portal e vamos todos para dentro dele. Ao chegarmos na ilha vimos que não havia vida, não havia Sol era tudo negro com árvores sem folhas e escuras fui até um lugar onde haviam flores roxas e apenas uma rosa vermelha quase sem vida vejo que era oco onde elas haviam sido plantadas acabo vendo um pino e o puxo revelando escadas para o subsolo.

-Venham! Acho que elas estão aqui!-Digo.

Adentramos aquele local e todos olhamos assustados para aquela cena Kao e talvez Gabrielle acorrentadas quase em seus últimos suspiros. Retiramos as duas daquele lugar até que surge Lívia.

-Olá amoguinhos, vieram brincar? Não me olhem com cara de quem quer me matar, nossa que belo dragão branco, Ônix venha brincar!
-Hyuk abra o portal agora!-Digo.

Entramos nele e conseguimos sair de lá sem sermos seguidos mas por causa do portal ter sido feito as presas eu acabei me cortando um pouco fundo na costela mais eu resolvi não contar a ninguém para não terem preocupações. Kao e Gabrielle estavam desacordadas então levamos elas ao meu dormitório.

~Uma semana depois~

Kao estava bem, recuperada, tinha emagrecido por causa da falta de alimento, Ravi e Bibiana se pegavam mas não se assumiam e eu comecei a evitar o Leo pois como eu disse antes não quero nada com ninguém. Hoje eu quero ir ver a minha Kaori pois ela recebeu alta e eu disse que iria busca-la junto com Bibiana por causa de Gabrielle, chegando lá levo um susto ao ver Kao BEIJANDO o N (Pergunta da autora: U.u alguém já sabia?).

-Olha isso!-Chego gritando e rindo e acabo assustando os dois.
-Isso não foi nada, só estávamos nos cumprimentando.-Diz Kao corada.
-Nossa, posso usar essa técnica de cimprimento com o N também Kao?- Digo.
-NÃO!- Diz ela um pouco exaltada.- Ok talvez estejamos ficando desde quando sumi.
-Umm engraçadinha.-Digo.
-E você e o Leo?- Pergunta N.
-Cof, cof- engasgo xom minha saliva- não temos nada, só amizade não quero nada com ninguém.
-Quase peguei vocês tran...- interrompo o N.
-Cala a boca e vamos embora N já já ta de noite e ainda quero conhecer Gabrielle.
-Ok.

Pegamos Bibiana e sua amiga e fomos para a escola, anoiteceu e fomos dormir depois de longas conversas sobre tudo o que houve enquanto Kao não estava conosco até conversamos com a novata Gabrielle.

~Dia seguinte~

Fomos para as aulas normais e combinamos de ir no jardim depois pra conversarmos. No jardim:

-Bom, a Lívia ainda quer vingança de algo, ou seja, ela vai voltar então precisamos saber de tudo que aconteceu lá okay Kao e Gabi?- Digo.
-Okay, bom eu começo.-diz Kao se ajeitando na pedra.- Na festa tudo escureceu e o que eu sei é que acordei naquele breu com Lívia na minha frente dizendo algo como "Vou fazer com que sua amiguinha sofra como eu sofri, como ela me deixou sofrer." Até ai ok mas comecei a ouvir gritos de alguém sendo torturado até chegar a Gabi no calabouço, ficamos lá por não sei quanto tempo e fomos ficando fracas Gabi chegou a estourar as correntes que a prendiam mas Lívia chegou e a torturou com seu novo mascote Ônix até depois de um tempo vocês chegarem e aqui estamos nós.
-Entendi.- Eu me mexo um pouco por causa da dor que eu sentia na costela acho que inflamou um pouco mas não quero dizer nada para ninguém, com essa minha mexida de desconforto Leo acaba me olhando.-Agora nos conte um pouco sobre toda a história de vocês Gabi e Bibiana, desde o momento do pacto de sangue.
-Por quê?- Pergunta Gabi.
-Talvez tenha alguma ligação com o porque de ela ter usado vocês.
-Tudo bem, então tudo começa com...

CONTINUA...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...