História Fantasy - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chen, Personagens Originais, Sehun, Xiumin
Tags Chen, Chenmin, Exo, Fluffy, Xiuchen, Xiumin, Yaoi
Visualizações 183
Palavras 735
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheguei com o capítulo 1 *uhuuu*, Sério muito obrigada pelos 4 favs e o comentário da minha amiga impaciente -.- (espero que essa indireta te atinja)
Boa leituraa!

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Fantasy - Capítulo 2 - Capítulo 1

Já faz uma semana que eu estou morando na rua, não é tão ruim como imaginei mas também não é muito bom. Ontem eu encontrei um velho amigo de escola, Sehun. Ele ficou espantado ao ver minha situação atual e eu claro disse que estava bem e dispensei sua ajuda, pensando bem agora eu deveria ter aceitado, mas não quero ficar causando problemas para ele. 
Não sei o que aconteceu com o corpo de minha mãe, afinal eu não tenho dinheiro para pagar um  velório... Minha pobre mãe... Desculpe... 
Tentei segurar as lágrimas que insistiam em cair. Mission Failed, não consegui, meu rosto já estava vermelho e úmido com minhas lágrimas. Ergo minha cabeça e digo para mim mesmo:

- Eu preciso ser forte! 

Seco minhas lágrimas e sinto minha barriga estrondear, que ótimo eu estava com fome. E agora onde vou arrumar comida? Não tenho nem ₩1... Tenho que conseguir dinheiro! 
Vou para uma praça e no meio dela vejo alguns garotos cantando e as pessoas dando dinheiro para eles, resolvo ir lá e cantar também e não é que eu queira me gabar mas todos me elogiaram. No fim do dia eu consigo ₩5.000, ao invés de ir logo comprar algo para comer eu volto para o lugar onde eu estava, sem algum motivo aparente, só para ver se meu colchãozinho e meu edredom ainda estão lá. Ao chegar lá eu me deparo com um garoto sentado no meu colchão:

- Licença, mas esse colchão é meu.

- A-ah desculpe...
O garoto se levanta com a cabeça baixa e as mãos em seu estômago e ao passar por mim ouço sua barriga roncar

- Ei você está com fome? - Eu pergunto preocupado

- Sim...

- Venha eu compro algo para você.

- Não precisa..

- Não, eu insisto. Eu quero comprar.

- Não se quiser me dê o dinheiro e eu compro. - Ele propôs
Pensei um pouco e como eu daria um pouco para ele se eu estava com uma nota?

- Não tem como eu te dar um pouco, pois tenho apenas uma nota.

- Me dê ela e eu irei comprar um pão para mim e volto com o troco

- Oh certo. - Entreguei a nota e ele saiu correndo sorrindo e eu me sentei em meu colchão para aguardar a volta do menino. 
Do meu lado tinha um senhor que ria da situação

- Desculpe, mas qual a graça? - Pergunto curioso

- Você acha mesmo que ele irá voltar?

- Acho.

- Você é muito inocente garoto, ele não vai voltar - Ele respondeu balançando a cabeça em sinal de negação

- Não, ele não seria capaz. Eu sei que ele vai voltar.. - O senhor continuava rindo mas eu não perdi a esperança.
O tempo passou, passou e passou... É, ele não vai voltar... Bom agora só me resta dormir pra ver se a fome passa.
Acordei no outro dia com minha barriga doendo então me encolhi com as mãos nela, olhei para o lado e aquele senhor de ontem estava lá

- Então ele voltou? - ele perguntou irônico

- N-não... - Suspirei

- Garoto, você tem que aprender a ser esperto e não confiar em qualquer um.
Eu apenas assinto com a cabeça e fico calado. Resolvo levantar e andar por ai, sei lá vai que arranjo alguma coisa. Dou voltas e porque não me acontece aquelas coisas estatisticamente impossível e eu ache uma mala com muito dinheiro no chão? O que achei foi um jornal... 
"Kim Jongdae o novo CEO da empresa de seu pai já começou fazendo mudanças na administração da empresa"  Aah sim, esse cara deve ter uma vida boa, não se preocupar com contas, nem com a mãe doente... Queria ter a vida dele. 
Sou repreendido por meu estômago que mais uma vez dói e faz barulhos, aah aquele garoto porque ele não podia simplesmente voltar com o troco?! Tente entende-lo Xiumin que ele fez é compreensível porque se eu fosse dividir o dinheiro não ia dar para comprar muita coisa e pelo visto ele estava com muita fome. Eu posso aguentar um pouco de fome certo? - Penso
De repente um grande e bonito carro preto estaciona na nossa frente e eu fico com um "O" certinho na boca, quando a porta abre sai um homem de boa aparência. Eu já o vi em algum lugar, onde será? 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, amanhã o capitulo 2. Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...