História Fast - yoonseok - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Hoseok, Jhope, Jhope Seme, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Taehyung, Kookie, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Rap Monster, Seokjin, Sope, Suga, Suga Uke, Sugahobi, Vkook, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 202
Palavras 1.609
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura :3

~o passado(parte que está em itálico) é importante, então prestem atenção nisso, okay?!

Love vocês :3
<3
Eu revisei, mas sempre fica alguma erro enton... Perdoem os erros de português e não desistam da fic:') ~~~~~~

Capítulo 5 - Stolen love


O terceiro, quarto... Talvez já era o quinto livro que YoonGi lia naquela biblioteca, e nada o ajudava. Talvez fisioterapia não fosse um dos melhores cursos a se cursar na faculdade, mas o loiro gostava daquela profissão, por mais que seus pais insistissem que ele deveria fazer uma faculdade que lhe beneficiasse ainda mais, Fisioterapia era oque YoonGi gostava e tinha interesse em fazer. Decidiu deixar de fazer as vontades de seus pais e seguir seu sonho; se tornar um fisioterapeuta de sucesso. 


— não acha que já está a tempo demais aqui, hyung? — Taehyung sentou-se ao lado do loiro, entregando-lhe um copo de suco natural. — já tem mais de três horas, hyung... 

— acho que tem razão, Taehyung. — o mais velho murmurou mais algumas coisas baixas, as quais Taehyung não conseguiu ouvir, e tomou o suco rapidamente. — vem comigo 'pro dormitório? 

— eu marquei de me encontrar com o Jeon daqui a pouco... — disse tentando conter um sorriso. YoonGi riu baixo e assentiu com a cabeça, levantou de onde estava sentado e acenou para Taehyung, sendo correspondido pelo mesmo, e caminhou sem pressa até a saída. 



Segunda-feira, normalmente, era o dia da semana em que YoonGi passava o dia todo estudando. Mesmo quando não tinha uma prova próxima, um seminário ou coisa do tipo, o loiro sempre estava com um livro aberto na mão e uma caneta na outra, ou se não, estava assistindo vídeo aula no celular. YoonGi não gostava de ficar para trás nos estudos, isso fez com que ele virasse um dos melhores alunos daquela faculdade.

Assim que entrou no pequeno cômodo que era seu quarto, o loiro se olhou no espelho grande atrás da porta. Tocou no seu cabelo tingidos de loiro e fez uma cara de desaprovação ao sentir os fios ressecados. A raiz já estava voltando ao castanho escuro novamente. Precisava retocar. Bufou baixo e pegou seu celular que estava encima da cama e  mandou uma mensagem para Taehyung, pedindo para o mais novo lhe comprar tinta para cabelo. Pretendia retocar o loiro ainda naquele dia, se possível. Assim que recebeu uma mensagem de confirmação de Taehyung, YoonGi suspirou e pegou sua toalha e foi para o banheiro. 


---X---


Já estava começando a escurecer, porém, ainda era apenas cinco da tarde. YoonGi estava deitado no sofá, com um balde de pipoca do lado enquanto assistia a um documentário qualquer na televisão, seu celular estava aberto no YouTube, em um vídeo aula. Estava tão concentrado no programa que nem percebeu a porta se abrindo, dando passagem para Jungkook e Taehyung entrar. Os mais novos observaram YoonGi deitado no sofá, usando apenas uma bermuda preta um palmo acima do joelho e uma camisa branca – larga demais no corpo magro do mais velho, enquanto comia despreocupadamente a sua pipoca e fazia caretas estranhas quando fotos do assassinato da mulher passava na tela da televisão. 


— eu sabia que tinha sido a prima dela... Tava na cara. — YoonGi levantou o queixo e empinou o nariz, convencido. — idiotas... 

— acho de deveria ser investigador ao invés de fisioterapeuta, YoonGi hyung. — Jungkook riu humorado. 


YoonGi virou o rosto rapidamente na direção da porta – ficou bem semelhante à garota do exorcista –, e franziu o cenho. 


— trouxemos a tinta, Sherlock Holmes. — Taehyung balançou a sacola na frente do rosto de YoonGi, este resmungou um palavrão e bateu na sacola. — então, vamos pintar essa peruca aí? — Taehyung sorriu sapeca, e logo YoonGi soube que coisa boa não viria. 



[...] 



 Torturar Jungkook e Taehyung, antes de joga-los em um rio para eles morrerem afogados, ou, levá-los para uma casinha abandonada e esfaquea-los e deixá-los sangrar até a morte? YoonGi ainda estava decidindo... 


— eu quero matar vocês. Sério. 


Taehyung sorria igual uma criança enquanto olhava o cabelo preto e as mechas azuis na frente, de YoonGi. Na humildade opinião dele, o cabelo de seu hyung estava maravilhoso. E também estava orgulhoso. Oras. Foi Taehyung quem fez aquela maravilha no cabelo de YoonGi. 


— más está lindo! Olha só isso! 

— você, por acaso, já viu um fisioterapeuta, com mechas azuis no cabelo, Taehyung?! 

— desencana, hyung. — Jungkook finalmente disse algo. — você ainda nem está formado, e só vai começar a estagiar ano que vem. 

— cala a boca e respeita o seu hyung, criança. 

— deixa de ser chato, YoonGi! Tá na moda ter cabelo assim agora, tá?! Você está lindo. — sorriu batendo palminhas. — nem parece que foi eu quem fiz isso. Estou emocionado. — fingiu limpar uma lágrima falsa. — não está lindo, Kookie? 

— está, está... Tá parecendo um pouco com um pincel de maquiagem, mas tá legal. — provocou. 

— aish! 



YoonGi ouviu o som de notificação de mensagem do seu celular e o pegou, sem muita vontade, decima do sofá. Desbloqueou o aparelho e leu a mensagem, cuidadosamente e calmamente. 


"Olá, YoonGi! Aqui é o Hoseok ^-^ espero não estar incomodando... Mas, eu queria saber se você vai estar livre sábado a tarde. 

Então?...  :3 "


— o quê foi, hyung? — Jungkook perguntou se aproximando. — está mais branco que o normal... Isso é preocupante... 

— hyung? Aconteceu alguma coisa? — Taehyung perguntou preocupado. 

— sair, sábado, ele, tarde, quer. — YoonGi disparou. 

— quê? — Jungkook e Taehyung falaram em uníssono. 

— aigoo... — YoonGi sentou-se no sofá, esquecendo da "merda" que Taehyung havia feito em seu cabelo. O mais velho levou as mãos até as bochechas e ficou encarando o nada. 


Taehyung pegou o celular de YoonGi e leu a mensagem, junto com Jungkook, ao terminarem de ler, os mais novos se entre olharam e sorriram cúmplices. Sem que YoonGi percebesse, Taehyung mandou uma mensagem à Hoseok, confirmando o encontro e, sem ao menos o moreno pedir, mandou o número do dormitório e o nome da faculdade em que moravam. Jungkook riu baixo, já imaginando o chilique que YoonGi iria dar ao saber daquilo mais tarde. 



---X---


Há alguns anos atrás... 



— Soonkyu? Por que está fugindo de mim? — Seungyoon perguntou assim que viu a garota sair de sala. 

— não estou fugindo... 

— amor, eu fiz alguma coisa errada?  — insistiu. 

— não, Seungyoon... Na verdade, eu que fiz. — a voz da garota vacilou um pouco. 

—o quê? — Seungyoon franziu o cenho encarando a mais nova. — o que aconteceu? Pode me contar, Soonkyu, somos namorados... 

— me desculpa, oppa. — Soonkyu sentiu a garganta fechar e a primeira lágrima rolar pela sua bochecha esquerda. — eu não queria, mas... P-por favor, me desculpa... 

— calma, calma... — Seungyoon tentou abraçar garota, mas a mesma recuou. — Soonkyu-ah... — Seungyoon já estava mais preocupado do que o normal. O que havia acontecido de tão grave para sua namorada ficar daquele jeito consigo? — o que aconteceu, Soonkyu? — perguntou novamente. 

eu... E-eu... 

— Soonkyu! Onde estava, garota?! Eu não lhe disse para me esperar no portão no fim das aulas? — JiHo puxou o braço da garota com força, a fazenda gemer baixo de dor. 

— o que pensa que está fazendo, JiHo?! — Seungyoon empurrou o outro, o fazendo soltar o braço de Soonkyu. JiHo riu, ou melhor, gargalhou, encarando Seungyoon. — o que foi, idiota? Eu tenho cara de palhaço por acaso?! 

— na verdade, sim. — Seungyoon rolou os olhos e fechou a mão em um punho, já estava ficando quase sem paciência. — e de idiota, trouxa... Ah! Estava quase me esquecendo... — sorriu, como se tivesse ganhado uma aposta muito importante. — sua tão amada namoradinha aqui. — JiHo puxou Soonkyu, a garota apenas abaixou a cabeça chorando. Seungyoon travou o maxilar. — ela por acaso já lhe disse que... Te traiu, ontem? — Seungyoon destravou o maxilar e desfez o punho, encarando Soonkyu ali, na sua frente. Estava perplexo. Sua expressão foi de surpresa, misturada com tristeza e desprezo. — Oh, não! — JiHo riu alto, novamente. — e sabe qual é a melhor parte? —Seungyoon estava com o olhar focada na garota, esperando a mesma negar aquilo, protestar, fazer alguma coisa, era o que ele mais queria, mas Soonkyu só chorava baixo e tentava se soltar de JiHo enquanto sentia o olhar de Seungyoon queimar sobre si. JiHo sorriu de lado e suspirou, negando com a cabeça. — Ela dormiu comigo. 


Seungyoon encarou o outro, este que apenas sorria sínicos para si. Se negava a acreditar que Soonkyu havia feito, de fato, aquilo consigo. Já eram quase três anos de namoro. Soonkyu não podia jogar seu relacionamento no lixo e dormir com o pior inimigo de seu namorado, ou melhor, ex namorado... 


— eu sei, eu sei... Você não deve estar acreditando em mim, não é? Então, Soonkyu, pode dizer alguma coisa para o seu ex namoradinho, querida? — JiHo puxou o queixo da garota, a forçando a levantar a cabeça e encarar Seungyoon. 

— me des-desculpa... 

— saiam da minha frente. — Seungyoon disse. Seu tom de voz era firme, porém, demonstrava desprezo e ódio. JiHo lhe lançou mais um dos seus sorrisos sínicos e arrastou Soonkyu para fora daquela faculdade. 


Seungyoon não chorou. Oh, não. Se recusava a chorar por alguém que não levou seus sentimentos em consideração,por alguém que não se importou em ferir seus sentimentos indo 'pra cama com quem um dia já foi seu melhor amigo. 


Alguém que em um dia chorou de alegria ao aceitar o seu pedido de casamento, e no outro dormiu com outro homem, enquanto seu noivo estava em casa vendo os preços de bolos de casamento e alugava um salão de festas. 






Seungyoon não foi mais o mesmo depois disso. 





Notas Finais


Eai rapaziada! De boa? Espero que sim, hein c:

Gostaram? Alguma crítica? Alguma teoria? Comenta aí! Adoro ler os comentários de vcs :3

Não tenho nada de importante pra falar, eu acho... Então... :v

~próximo capítulo sai sexta-feira que vem! 0/

Bjs 💙🌈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...