História Fatal Fury Miraculous - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), The King of Fighters
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), André Bourgeois, Andy Borgard, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Geese Howard, Hawk Moth, Joe Higashi, Mai Shiranui, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nooroo, Plagg, Sabrina, Terry Borgard (Wild Wolf), Tikki, Wolfgang Krauser
Visualizações 7
Palavras 801
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 26 - A determinação dos Miraculous


Fanfic / Fanfiction Fatal Fury Miraculous - Capítulo 26 - A determinação dos Miraculous

Eis que aparece Nooroo, seu kwami.

 

NOOROO:  Mestre, você...  você está bem?

GABRIEL:  AFF  Nooroo...  sim...  eu...  eu desisti...  não posso sacrificar minha própria família.

 

Nisso, Gabriel, agora livre do poder maligno de Hawk Moth, aproxima-se da esposa e do filho.

 

 

GABRIEL:  Silvia...  Adrien...  me perdoem...  eu os fiz sofrer...

SILVIA:  Gabriel... – e o abraça.

 

Todavia, Adrien estava relutante em fazer o mesmo, pois não admitia que seu pai, o tempo todo, foi seu pior inimigo.

 

GABRIEL:  Adrien, meu filho...  por que não vem até nós? – indaga.

CAT:  Sinto muito...  mas não é fácil para mim abraçar aquele que queria me matar.

SILVIA:  Filho, não seja rude com seu próprio pai!  Ele desistiu do poder, está pedindo perdão.  Perdoe-o, ainda podemos voltar a ser a família feliz que sempre fomos.

 

Vendo que era sua mãe quem falava, e como acredita em sua palavra, Cat Noir resolve perdoar seu pai.

 

CAT:  Pai...  me desculpe ter agido assim...  queria justiça para o sofrimento de meus amigos, e de tanta gente...

GABRIEL:  Tudo bem, Adrien, eu entendo...

NOOROO:  Vocês agora podem voltar a ser uma família, como antes, Cat Noir.

 

No entanto, alguém estava decidido a não deixar aquilo passar.

 

GEESE:  Nada disso!  Ninguém vai a lugar nenhum!  Vão todos morrer em minhas mãos!

CAT:  Maldição...  ainda tem esses bandidos, preciso vencê-los.

SILVIA:  Filho, não faça isso!  Esses homens  são muito perigosos, não se arrisque assim.

CAT:  Mãe...  a partir do momento em que aceitei ser o Cat Noir, quando recebi meu anel e meu kwami, jurei lutar para defender os inocentes e combater os malvados.  E eu, como herói que sou, nunca fujo de um combate.  Preciso ajudar meus amigos, e preciso também ajudar o amor da minha vida...  Marinette! 

 

Ao ouvir tais palavras, Ladybug, que observava atentamente, não consegue  conter suas lágrimas.

 

LADYBUG:  Adrien...  Cat Noir...   que bom...  eu também te amo...

GEESE:  Morram todos!  REPUUKEN!!!!

 

Geese dispara seu ataque contra Ladybug.

 

CAT:  NÃO!!!!

 

Cat  Noir entra na frente, e acaba atingido pelo poder do vilão.

 

TODOS:  ADRIEN!!!!

GEESE:  HAHAHAHAHAHAHAHAHA  Esse é o seu fim, gato vira-latas!  Vai virar churrasco no braseiro!

LADYBUG:  Adrien... – derrama algumas lágrimas – Geese, seu maldito...  você mexeu com a pessoa errada.  Vai me pagar!

SABINE:  Não faça isso, filha, ele é muito perigoso! – desespera-se.

 

Mas Ladybug não quer ceder por nada, e ataca o  mafioso com tudo, mas Geese é extremamente forte e habilidoso.  A joaninha guerreira, com seus golpes velozes, graças à flexibilidade de seu corpo e seu ioiô, ataca com vários golpes, mas todos são interceptados por Geese.

 

LADYBUG (pensando):  Esse cara...  é um demônio mesmo...  mas não posso desistir.

GEESE:  HAHAHAHAHAHAHAHAHA  Ainda não acredita que não pode me vencer, criança?

 

Ladybug volta ao ataque, mas Geese consegue agarrá-la e desferir alguns golpes, que a tombam, ofegante.

 

TODOS:  LADYBUG!!!!

GEESE:  HAHAHAHAHAHAHA  E agora, o golpe de misericórdia...

TERRY:  BUSTER WOLF!!!!

 

Atinge o vilão com seu poderoso soco-bomba, jogando-o para trás, mas ele ainda não estava vencido.

 

TERRY:  Não o deixarei matar Ladybug, seu covarde!

GEESE:  GGRRRRRRR  maldito Lobo Solitário...  você não mais irá atrapalhar minhas ambições...

 

O  duelo entre os heróis era visto por milhares de telespectadores parisienses, através da TV1, que transmitia tudo diretamente dos Champs Elyseé.

 

NADJA:  Aqui é a repórter Nadja Chamack, diretamente dos Champs Elyseé, onde Ladybug, Cat Noir e os heróis autodenominados Lobos Solitários enfrentam Geese Howard e Wolfgang Krauser, em meio a um duelo emocionante.  Hawk Moth, inimigo de longa data de Ladybug e Cat Noir, foi vencido, mas ainda sobraram esses dois, que, como podemos ver, são ainda mais fortes.  Conseguirão  nossos heróis vencê-los?

 

O duelo continuava no local mais movimentado de Paris.  Geese e Krauser estavam dispostos a não retroceder por nada, mas os heróis também não queriam entregar os pontos.  Era como se uma grande tempestade apocalíptica estivesse prestes a acontecer em solo francês.

 

Do outro lado, Cat Noir, que havia sido atingido pelo poder de Geese, recobrava os sentidos.

 

CAT:  AFF AFF  o que...

SILVIA:  Ele está acordando, que bom!

CAT:  Mamãe...  mas o que...

SILVIA:  Você foi atingido pelo poder do Geese, mas ainda bem que não foi grave.

CAT:  Geese...  é mesmo!  Ele atacou a Ladybug, e eu jamais o perdoarei, se fizer algum mal a ela!

SILVIA:  Não, filho, não faça isso!  Não enfrente o Geese, ele é muito forte.  Só o Terry Bogard pode enfrentá-lo.

GABRIEL:  Ouça sua mãe, garoto, você ainda não está preparado para lutar contra alguém como este bandido, que mais parece o diabo em pessoa.

CAT:  Pai, mãe...  agradeço sua preocupação...  mas não posso fugir  da luta.  Se nós falharmos, a Terra inteira cairá no caos total, e eu não quero isso!

 

Os pais de Adrien temiam que o pior acontecesse a seu filho, mas sabiam que alguém tem que lutar para impedir que o Mal triunfe. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...