História Fatal Fury Miraculous - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug), The King of Fighters
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), André Bourgeois, Andy Borgard, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Geese Howard, Hawk Moth, Joe Higashi, Mai Shiranui, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nooroo, Plagg, Sabrina, Terry Borgard (Wild Wolf), Tikki, Wolfgang Krauser
Visualizações 7
Palavras 643
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - A fuga de Geese


Fanfic / Fanfiction Fatal Fury Miraculous - Capítulo 28 - A fuga de Geese

Geese atacava com tudo, mas Terry, dessa vez, consegue segurar o mafioso.  Num momento de descuido do vilão, Terry consegue usar seu poder oculto.

 

TERRY:  POWER GEYSER!!!!

 

E soca o chão, soltando três vulcões, que atingem Geese, fazendo-o sair voando, vindo a cair ofegante.

 

LADYBUG:  Incrível, ele conseguiu!  Que poder magnífico...

MAI:  Sim...  super magnífico...  vai com tudo, meu amor! – vibrava.

 

Do outro lado, Krauser parecia não acreditar no que estava vendo.

 

KRAUSER:  Geese...  maldito Terry...  como consegue ser tão forte?

ANDY:  Isso significa que  você e seu meio-irmão serão vencidos, Krauser.  Não subestime nossa força.

 

Geese, ainda ofegante, levantava-se, determinado a continuar.

 

TERRY:  Renda-se, Geese!  Você perdeu, não queira piorar ainda mais as coisas.

GEESE:  RRRRRRRRRRRRRR  quem disse...  que eu perdi...?

 

Furioso, levanta-se, invocando seu poder.

 

GEESE:  RAGING STORM!!!!!!

 

E cria uma grande explosão, através de seu golpe, que cria várias colunas de pura energia, atordoando a todos ali, já que o solo chega a estremecer.

 

GEESE:  Muito bem, e agora...

 

Eis que olha para o outro lado, e vê a amiga gótica de Marinette.

 

GEESE:  Ora, o que nós temos aqui...

 

E avança pra cima dela.

 

JULEKA:  O que...  o que você...

GEESE:  Você vem comigo, guria! – ameaça.

 

Rapidamente, dá-lhe um forte golpe na barriga, fazendo a moça desmaiar.

 

TERRY:  Geese...  deixe essa garota em paz e lute comigo!

GEESE:  CALE A BOCA!!!!!!  Não está em condições de exigir nada!  Vocês aí, não ousem me seguir, ou nunca mais verão essa garota novamente!

 

E com um salto, se dana a fugir.

 

JOE:  Oh, não...  Juleka!!!!  Ele está fugindo com ela como prisioneira!  Eu vou atrás dela!

KRAUSER:  Nada disso!  Daqui ninguém sai, só por cima do meu cadáver!

 

Mas Terry corre no encalço de Geese.

 

TERRY:  Maldito Geese...  você não vai a lugar nenhum!

LADYBUG:  Adrien, temos que ir atrás dele, não sabemos o que Geese pode fazer com a Juleka.

CAT:  Sim, Marinette, mas eu voltarei ao normal, usei meu CATACLISMO – e cutuca sua roupa – Essa não!  Não tenho nenhum queijo camembert para alimentar o meu kwami. 

LADYBUG:  Acho que já sei – e se aproxima de seus pais – Papai, por favor, o senhor pode dar um pedaço de camembert para o Adrien?  É para alimentar o kwami dele.

TOM:  Camembert...  kwami? – não entendia o que sua filha quer dizer, mas sente que terá que confiar nela – Tudo bem, minha querida...  rápido, vamos até minha padaria, lá tenho o que você precisa.

 

Enquanto isso, Ladybug acompanha Terry atrás de Geese, que fugia com Juleka em seu poder.  Será que eles conseguirão salvá-la, antes que lhe aconteça o pior?

 

Adrien, já destransformado, chega com os pais de Marinette até sua padaria.

 

ADRIEN:  Calma, Plagg, aqui tem o que você precisa.

PLAGG:  Que bom!  Já não me agüentava de tanta fome.

SABINE:  Nossa, que criaturinha estranha...  é ele que faz você virar Cat Noir?

ADRIEN:  Sim, Sra. Dupain-Cheng.  E ele só come camembert.

TOM:  Pronto, aqui está o camembert do seu mascote, Adrien.

PLAGG:  Não sou mascote, sou um kwami! – responde, resignado.

ADRIEN:  Plagg, controle-se...  hã, desculpem, é que o Plagg é sensível.

 

Plagg come seu queijo pegajoso e fedorento, renovando suas forças.

 

ADRIEN:  Muito bem, já que você está forte novamente...  PLAGG MOSTRAR AS GARRAS!!!!

 

Novamente Adrien transforma-se em Cat Noir, pronto para a ação.

 

CAT:  Bem, deixem-me ir, que o tempo urge.  Não  se preocupem, conseguirei salvar a Juleka, e voltarei com a Marinette em segurança.  Hei de proteger sua filha sempre!

 

E salta até os prédios, esticando seu bastão. 

 

SABINE:  Querido...  ainda é difícil para mim saber que a nossa filha é a Ladybug.  Por que ela não nos contou há mais tempo?

TOM:  Calma, meu bem, ela teve suas razões.  Um herói que se preze mantém em segredo sua identidade, mas, infelizmente, essa hora, toda Paris já deve estar sabendo que Marinette e Adrien são Ladybug e Cat Noir.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...