História Fault And Blood - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Agni (Arshad), Aleister Chamber (Visconde de Druitt), Alois Trancy, Bardroy "Bard", Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Condessa Rachel Durless-Phantomhive, Elizabeth Midford, Finnian "Finny", Grell Sutcliff, Hannah Annafellows, Lau, Mey-Rin, Personagens Originais, Pluto, Príncipe Soma Asman Kadar, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker, Vincent Phantomhive, William T. Spears
Tags Ciel Phantomhive, Demonios, Mordomo, Originais, Sequestro, Sobrenatural, Violencia, Vitoriano, Yaoi
Exibições 19
Palavras 1.854
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olààà
Olha eu denovo aqui :3
Queria agradecer as pessoas que favoritaram a fanfic e que comentaram no último capítulo, vocês me inspiram muito a continuar.

Bem, espero que perdoem se houver algum erro de português, e que tenham paciência kkkk logo o mistério que acontece por trás dessa história vai se revelando...de algum modo que nem eu sei.

Capítulo 3 - Esse Mordomo, confuso


Fanfic / Fanfiction Fault And Blood - Capítulo 3 - Esse Mordomo, confuso

 

Narrador On

 

Assim que a carruagem parou em frente a mansão, Selyna observou as duas grandes portas abertas, lá dentro, pode ver algumas pessoas reunidas no Hall, inclusive Lorde Austern.

 

Aidan abriu-lhe a porta, e lhe ajudou a descer. Um garoto loiro e consideravelmente jovem, subia a carruagem, para estaciona-lá, enquanto o mordomo e a garota subiam a escadaria em frente a casa.

 

Assim que atravessou as portas, a figura do Lorde pediu licença aos convidados com quais falava, indo em direção a ela.

 

Era um homem alto, de cabelos loiros e olhos azuis profundos. Tinha cerca de quarenta e alguns anos, e era sem ponto nem vírgula um completo galanteador.

 

-Ora se não è minha Lady preferida...-Disse sorrindo, enquanto se aproximava de braços estendidos para a garota.-È uma honra tê-lá em minha humilde casa.

 

Eles trocaram apertos de mão, ela não era muito menor que ele, com seus 1,69 de altura, porém ainda tinha que reclinar a cabeça para cima para encontrar com seus olhos.

 

-Já faz algum tempo, Lorde.-Ela disse dando um sorrisinho de canto.

 

-De fato, de fato. Dói em meu coração ver que minha jovem Lady esquece de visitar-me.-Ele fingiu decepção, enquanto pousava uma das mãos sobre o peito.

 

-Tenho muitas coisas para resolver.-Ela disse tratando aquilo com frivolidade, o Lorde era alguém, de fato, muito teatral.

 

Ouviu uma melodia animada vindo de um dos corredores laterais, olhou-o com as sobrancelhas arqueadas.

 

-O salão?-Ela perguntou.

 

-Oh, sim, claro. Desculpe-me mas não poderei acompanha-lá.-Ele disse olhando em direção a porta, vendo mais convidados entrarem.

 

-Não há problema...até depois Lorde.-Disse ela já andando na direção indicada por ele, sendo seguida por Aidan.

 

Atravessavam um dos corredores, vendo pratos de comidas saírem das cozinhas e servos andando de lá para cá quando começou a lembrar das descrições que deveria procurar.

 

Conde Phantomhive...o cão da rainha...sua ficha dizia que tinha apenas quatorze anos, cabelos escuros e era baixo. Um dos olhos tinha um machucado, e era oculto por um tapa olho.

 

Assim como ela, o Conde vivia numa mansão nas proximidades de Londres.

 

Ela não havia visto nenhuma foto dele, mas num lugar cheio de homens adultos imaginava não ser difícil acha-lo.

 

-Qualquer sinal de ver o Conde Phantomhive, me avise imediatamente.-Sussurrou, sabendo que o mordomo atrás de si estaria ouvindo.

 

-Sim, My Lady.

 

Chegaram então a uma grande escadaria de mármore. Havia a frente deles um imenso salão.

 

Era circular, e basicamente inteiro feito de mármore esculpido. Havia em seu centro uma grande pista de dança, mas ninguém dançava, afinal aquela era um convento apenas de Patrocinadores. Uma pequena orquestra tocava músicas animadas num canto, na lateral esquerda, encostada a parede havia uma larga e extensa mesa, coberta por variados tipos de comidas e bebidas.

 

Todos ali se vestiam muito bem, apenas com tecidos finos e joias caras. Riam tão falsamente, que a garota poderia vomitar com tudo aquilo.

 

Várias pessoas subiam e desciam as escadas, então ambos desceram sem nenhuma atenção indesejada.

 

-Algum sinal do Conde?-Ela perguntou quando ambos ja estavam no salão, enquanto se virava para Aidan.

 

-Nenhum ainda My Lady, ele pode ainda não ter chegado...-Ele disse olhando para a escadaria, com um sorriso malicioso.

 

-Vou enquanto isso falar com alguns conhecidos, traga-me uma taça de vinho...

 

Ela caminhou até alguns de seus importadores, que conversavam entre si, enquanto via o mordomo desaparecer entre as pessoas.

 

-.-

 

Vinte minutos mais tarde, a jovem Lady já não estava mais aguentando ficar ali. Os galanteios falsos de seus conhecidos a haviam feito se distanciar dos grupos.

 

A pista de dança começou a funcionar, e aos poucos, homens e mulheres bailavam ali, arruinando algumas esperanças da garota de não ter de recusar algum convite para a dança.

 

Mas não era aquilo que mais lhe irritava...

 

Aidan era de fato, um homem belíssimo, e isso arrancava suspiros e conversas fúteis de senhoritas. Ele sempre as tratava muito bem, fazendo com que elas criassem cada vez mais expectativas.

 

Selyna suspirou irritada, estava encostada em uma das paredes do salão, vendo mais a frente o mordomo cercado por várias jovens que se derretiam aos olhares e palavras dele.

 

Vendo que só ficaria mais irritada se ficasse ali, desencostou-se e foi caminhando perdidamente por entre as pessoas presentes. Sendo seguida por um par de olhos verdes vigilantes.

 

Viu ao longe Jane e Evangeline juntas, eram naquele lugar, as principais pessoas que não gostaria de encontrar. As duas eram gêmeas, e filhas do lorde Austern, tinham uma beleza singela e pura...até ficarem sozinhas num cômodo com alguém.

 

Ambas as garotas, eram caidas de amores por Aidan, e as vezes achava que com o intuito de provoca-la o demônio aceitava as investidas amorosas que as jovens lhe davam e as vezes até correspondia a algumas.

 

Bufou com raiva e se dirigiu até próxima da pista de dança. Viu diversos casais dançarem descontraidos, presos demais em seus próprios mundos luxuosos para ver oque acontecia ao resto.

 

Cansada de girar o recipiente de vidro entre os dedos, deu meia volta e caminhou então em direção a grande mesa cheia de comidas, mas foi, particularmente em direção as bebidas.

 

Enquanto andava, observou perto da li Aidan. As jovens se amontoavam, quase se atirando em cima dele, suspirando e mandando sorrisinhos. Seus olhos se cruzaram, e ela fez questão de estreita-los perigosamente, vendo-o lhe encarar divertido.

 

Deixou a taça vazia em cima da mesa, havia tomado um vinho doce e frutado, mas agora preferia mais um de acordo com seu humor, seco e amargo. Pegou uma das taças, levando-a até os lábios e saboreando o líquido escarlate.

 

-Com licença, Lady Devouburg?-Uma voz jovem chamou atrás de si. Ela se virou, tentando fazer a melhor cara possível para encobrir sua raiva.

 

Mas a partir do momento que seus olhos se encontraram, tudo pareceu correr em câmera lenta...

 

Azul no azul...

 

Atrás dela, estava um jovem garoto, muito bem vestido, como um legítimo Conde. Tinha cabelos de uma tonalidade cinza escura, o rosto fino e a pele muito pálida. Um dos olhos eram cobertos por um tapa olho.

 

Ambos ao se verem, arregalaram os olhos, era como se todo o salão ali não existisse mais. Memórias horríveis invadiram a mente de ambos, sangue, tortura, jaulas...falta de esperança.

 

Selyna deixou em choque, a taça escorregar de seus dedos. O vidro ia cair e se espatifar no chão, mas de repente, Aidan surgiu a seu lado, e pegou-a antes de que tocasse o solo.

 

-V-você...-Ela disse, quase que num sussurro, encarando hipnotizada o garoto ali.

 

-Bocchan, está tudo bem?-Atrás de Ciel surgiu um homem esguio e muito belo. Ele tocou o ombro do garoto com preocupação.

 

O jovem então piscou algumas vezes, saindo de seu choque, incrédulo.

 

-È...um prazer conhece-la, Lady...-Ele disse, voltando a uma postura mais firme.

 

Ela sorriu fracamente, olhando para o chão com um semblante triste.

 

*Claro...*-Pensou, ajustando também sua postura, tomando novamente os ares de arrogância e elegância.

 

-È um prazer também, Conde...

 

Os mordomos ali olhavam confusos para seus mestres, um onda de silêncio pairava entre os dois.

Ciel e Selyna por sua vez sorriam um para o outro, pareciam até mesmo ter uma conversa mental.

 

-Ah, vejo que ja se conheceram!-Uma voz masculina disse ao lado deles, fazendo-os virar a cabeça.

 

-Creio que sim...Lorde Austern.-Respondeu Selyna, ainda meio em choque.

 

-Huh, Lady está tudo de acordo? Você me parece triste.

 

-A-Ah è que...apenas me lembrei que logo irei para casa, não poderei ficar muito mais tempo por aqui.-Ela tentou inventar a melhor desculpa possível, mesmo sabendo que se fosse para voltar para casa, ela não ficaria nem um pouco decepcionada.

 

-È uma pena...tão cedo, vai acabar perdendo a grande dança que elaborei.

 

*Graças a deus, vamos embora daqui!*

 

-Creio que eu também não poderei ficar Lorde, me desculpe.-Disse Ciel, ele porém mantinha um semblante indiferente.

 

-Ah, até você Conde? Bem...è uma pena. Com licença, preciso conversar com algums convidados. Minha Lady querida, venha me dar adeus quando for partir.-O Lorde sorriu galante, e se distanciou dali.

 

-E-Eu creio que...deveriamos marcar de nos visitar, para conversar tudo que precisamos...

 

O Conde acenou com a cabeça, com um sorriso.

 

-Creio que deva apresenta-lo formalmente, este è Sebastian Michaelis, meu mordomo.-Ciel apontou para o homem atrás de si.

 

Ele era alto, e de fato muito belo. Tinha olhos de um escarlate profundo, pele pálida e rosto fino.

 

O homem levou uma das mãos até o peito, fazendo uma breve reverência.

-È uma honra conhece-la, Lady Devouburg.-Disse formal, o rosto em branco, livre de alguma expressão aparente além de "respeito".

 

Ela ascenou com a cabeça, ainda vendo Aidan a seu lado.

 

-Então creio que eu deva fazer o mesmo. Este è Aidan Whrite, meu mordomo.-Ela disse, olhando para o homem.

 

Ele sorriu, posou a taça sobre a mesa e fez uma mesura, também levando uma das mãos ao lado esquerdo do peito.

 

-È um prazer conhece-lo, Conde Phantomhive.-Ciel o encarou sério, e sentia-se ali um certo clima tenso pairando no ar.

 

-Sebastian, passe para o mordomo da Lady nossa localização.-Ciel ordenou a seu mordomo.-Posso acompanha-la até a carruagem?

 

Perguntou ele, estendendo seu braço a garota. Ela maneeou a cabeça em aceitação, entrelaçando seus braços, ambos começaram a andar em direção a escadaria.

 

Ela não era muito mais alta que ele, devia ter uns dois ou três centímetros a mais. Subiram a grande escadaria, Selyna tomando muito cuidado para não acabar esbarrando em Lorde Austern ou uma de suas filhas.

 

Chegaram ao Hall de entrada, vendo que estava praticamente vazio. A não ser por alguns cocheiros do lado de fora da porta.

 

Caminharam em silêncio até la, esperando nos degraus de pedra, enquanto as carruagens eram levadas.

 

Não demorou muito até que ambos os mordomos aparecessem andando lado a lado. Aidan mostrava ser alguns centímetros maior que sebastian, cerca de cinco ou seis.

 

-Foi muito bom vê-la, Lady Devouburg.-O garoto disse, parado frente a frente com ela.-Poderá me visitar daqui a dois dias? Temos muitos assuntos a esclarecer.

 

-Seria muito bom, Conde Phantomhive.-Ela lhe sorriu carinhosa.

 

As carruagens de Ciel e de Selyna chegaram exatamente ao mesmo momento, ambos se despediram e foram ajudados por seus mordomos a subirem.

 

 

 

 

 Antes que os demônios também subissem e tomassem as rédeas, trocaram olhares entre si, quase uma conversa muda, repleta de ameaças caso um tocasse o mestre do outro. Por fim sorriram e voltaram para seu trabalho.

 

 

 

-.-

 

 

Quando chegaram na mansão Devouburg, Selyna havia acabado de terminar de saborear algumas tortinhas de creme de avelã com morangos feitas por Aidan para a viagem.

 

O clima havia esfriado muito, sinais de uma tempestado apareciam a todo momento no céu. Ainda era cerca de quatro horas da tarde, mas o céu ja se encontrava escuro como no crepúsculo.

 

A Carruagem do Conde havia os acompanhado até boa parte do caminho, depois virou numa estrada, na direção contrária da mansão.

 

Dentro do coche, Selyna ficou meditando oque havia acontecido. Ficou feliz em ver o Conde bem...depois de tanto tempo...

 

Lanna, Ed e Janet haviam ido até a cidade comprar os mantimentos do mês, sendo assim, não voltariam até tarde da noite.

 

Eram só ela e o mordomo sozinhos na mansão...

 

 


Notas Finais


Eai? Gostaram? Espero que sim ^^
Não se esqueçam de comentar, isso me inspira muito a continuar mais rápido.
Queria saber, qual o ship de vocês? Se tiverem algum, me mandem ai em baixo, pode ser que isso até altere a trajetória do que acontece hihihi
Qualquer dúvida, não se acanhem, podem me perguntar a vontade.

Kissus de Nutella
E
Cuidado com Wendigos...eles realmente dão medo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...