História Fear of Loving - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, One Direction
Tags Aspen Mansfield, Cameron Dallas, Celebs, Fama, Madd Bragg, Nash Grier, Novela, Romance
Exibições 32
Palavras 1.510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa que está na capa é a Aspen.
Seu nome verdadeiro é Aspen Mansfield, a mesma da Fanfic e eu não troquei o seu nome.

No instagram é "okaspen" e lá há muitas mais fotos dela!

Obs: EU NÃO REVISEI E NÃO SEI SE HÁ ALGUM ERRO ORTOGRÁFICO.

Capítulo 8 - Vlog and LAX


Fanfic / Fanfiction Fear of Loving - Capítulo 8 - Vlog and LAX

Los Angeles, Califórnia - Estados Unidos

Narrador

Aspen acordou no dia seguinte com muita dor no corpo. A mesma não conseguia se mexer direito. A menina sabia que isso era por causa do sol que havia tomado ontem e da cólica também.

Eram exatamente sete e cinquenta e seis. A mesma ainda estava com sono e a dor no seu corpo não colaborava.

Mansfield apenas se virou de bruços e dormiu um pouco mais, assim. Quando acordou novamente estava na hora do almoço. Aspen se levantou e foi tomar um banho, para tirar os resquicios de sangue no seu corpo. A mesma colocou um shorts com pequenos et's e escritas, uma blusa de lã e um salto preto. Já que iria tentar sair mais tarde. Passou corretivo, base, e pó. Fez um olho de gatinho e caprichou no rímel. A loira pegou seu celular e uma bolsa grande. Colocou  seus documentos e um pouco de dinheiro. E, por último pegou um óculos de sol.

Aspen, desceu as escadas devagar, a dor no seu corpo não havia passado totalmente e sentia seus músculos doendo um pouco.

A mesma entrou na cozinha e encontrou James, Ana e as crianças, e mais alguns meninos que já haviam acordado.

-Bom dia, Aspen!- falou Ana, com um sorriso carinhoso.

-Bom dia!- disse a mesma, se mexendo em passos lerdos.

-Você está bem?- James perguntou preocupado, ele viu a sua filha se mexendo devagar e a mesma parecia com dor.

-Ahn, sim eu estou bem. - a mesma falou. Aspen sentou-se numa cadeira e pegou um prato e se serviu. Havia frango grelhado, arroz, batata frita e ovo cozido. A mesma pegou o frango, o arroz e o ovo cozido. Já que não comia batata frita.

A mesma comeu em silêncio, apenas ouvindo a conversa dos outros. Um celular começou a tocar e todos pararam de conversar e olharam para a mesma que tava que nem louca  procurando seu celular. A mesma tirou o celular da bolsa e atendeu. Sem nem identificar quem era. E parecia ser um número brasileiro.

- Alô?- a mesma atendeu, falando em português.

-Senhorita Aspen Mansfield?- perguntaram na mesma lingua a qual ela havia perguntado.

-Sim, sou eu. Quem é?- a mesma perguntou.

-Aqui é do Aeroporto Internacional Salgado Filho, é que nós queriamos lhe avisar que seus automóveis já chegaram no Aeroporto LAX, de Los Angeles. - a voz séria avisou.

-Oh sim, obrigada!- a mesma falou, ouviu um som de concordancia - Até mais.

Aspen desligou quando ouviu a moça do outro lado se despedindo.

A mesma terminou de comer pouco mais rápido. A mesma se levantou e deixou a bolsa no sofá. Subiu as escadas correndo e foi escovar os dentes e passou um batom mate na cor nude. Pegou os documentos dos automóveis e desceu as escadas.

-Eu vou sair. - a mesma avisou quando estava saindo de casa.

- Aonde você vai ir, querida?- perguntou Ana.

-No aeroporto. - a mesma falou.

-Você não vai querer uma carona? Daqui a pouco eu vou ter que ir trabalhar e eu passo por lá!- James falou.

-Não, muito obrigada, mas eu preciso de mais gente e que saibam dirigir. - a mesma se lembrou dos meninos e se virou na direção deles. -Algum de vocês sabe dirigir?- ela perguntou olhando para os meninos que a olharam com uma cara confusa.

-Eu sim. - falou um menino com uma bandana. A mesma não se lembrava do mesmo.

-Eu também. - falou outro dando de ombros. Seu rosto era fofinho, parecia um urso.

-Vocês tem alguma coisa programada?- ela perguntou.

-A principio não. Iriamos apenas jogar video game, mas a maioria dos meninos ainda estão dormindo. - falou o menino da bandana.

-Ok. Vocês querem ir comigo no aeroporto?- a mesma perguntou um pouco mais alegre.

-Pode ser. - o ursinho falou dando de ombros.

-Ótimo!- a mesma bateu palmas empolgada. - Vamos!- Aspen falou fazendo um movimento com as mãos.

- Nós podemos ir junto?- perguntou um menino do cabelo meio aloirado, e um menino que tava com um chuquinha no cabelo.

-Podem, só preciso ir buscar uma coisa no meu quarto! Vão indo pro carro!- falou a menina subindo, se lembrando que havia que pegar o seu capacete.

A mesma pegou seu capacete preto fosco que havia vários desenhos em grafite do mesmo.

Passou pela cozinha e deu um beijo na cabeça dos seus irmãos e também no rosto de seu pai e de sua madrasta e para os meninos apenas deu um aceno de mão.

A mesma foi correndo para a garagem e encontrou os meninos dentro da Range Rover branca. Eles haviam deixado um lugar para ela no banco do passageiro, do lado do motorista.

A mesma foi até ao porta-malas e colocou o seu capacete dentro do mesmo. Andou até ao lado do motorista e abriu a porta, assustando o menino do cabelo aloirado.

-Vaza dai!- a mesma fez o mesmo pular para o banco do passageiro. A mesma só ouviu as risadas dos outros meninos que estavam no banco de trás. - Esse carro está cheirando à testosterona!- falou fazendo um careta e os meninos começaram a rir novamente. Aspen se arrumou no banco e colocou a sua bolsa nas pernas do aloirado.

-Você só deve estar de sacanagem comigo! - falou o menino fazendo um cara engraçada. A menina só riu e negou.

Mansfield estava se preparando, colocou o celular no cabo do auxiliar o que fez com que todas as suas músicas tocassem. A primeira foi um remix de Don't Let Me Down. Aspen colocou o cinto e ligou o carro, verificando se todos estavam de cinto.

-Hey, você ai! - apontou para atrás de si, - coloca o cinto!- a mesma falou em tom de ordem.

-Sim mamãe. - o mesmo falou obedecendo. A mesma deu uma risadinha negando e saiu da garagem com o carro. Andou mais um pouco e logo estava numa avenida bem movimentada. E logo acelerou o carro até os 120 km/h. O menino aloirado ao seu lado começou a falar com uma mini câmera que estava na sua mão.

-Agora, neste momento, eu não sei aonde estamos indo. 'Pra onde a gente tá indo? - o aloirado perguntou.

-'Pro Brasil. - falou a loira.

-Mas eu nem trouxe mala!- ele falou espantado.

-Mentira! Estamos indo para o aeroporto. - Aspen falou um pouco mais séria.

-Sério?- ele perguntou.

-Sim!- ela falou dando um sorriso.

-Então tá!- e o menino começou a conversar com os garotos que estavam sentados atrás. Começou a tocar Baile de Favela  e a menina começou a cantar junto.

Os meninos começaram a encher a paciência da menina, e fizeram ela traduzir tudo o que a música falava. E ficaram surpresos com a letra da música. 


Em 30 minutos eles conseguiram chegar no aeroporto.

Todos desceram do carro, e aqueles que só vieram acompanhar, foram numa loja para comprar algo para todos beberem e aqueles que estavam ajudando Aspen foram com ela até ao balcão de informações.

-Boa tarde, eu gostaria de saber aonde que eu faço a retirada de automóveis. - a mesma falou simpática ao homem de mais idade que estava atendendo.

-Pode fazer aqui comigo. - ele falou dando um sorriso para a mais nova. - Só preciso de todos os documentos.

Aspen assentiu e tirou de lá, todos os documentos que eram precisos para a retirada dos automóveis.

-Aqui, senhor.- a mesma deu os documentos.

-Faz no máximo três horas que chegou um avião com alguns automóveis. Deixa eu ver a placa deles. - ele façou coçando a nuca. O mesmo começou a digitar no computador e demorou em torno de cinco minutos até encontrar a carga que havia ali. -Sim, esses automóveis estão aqui. Me sigam.- o mesmo falou se virando e indo para um portão diferente dos outros. Ele foi até um depósito, onde Aspen conseguiu ver seu carro e a sua moto.

O moço da recepção pegou e foi até um mural e encontrou as chaves dos automóveis.

-Aqui! A senhorita pode levar eles até ao estacionamento. - ele falou. Aspen sorriu e deu a chave do carro para o menino das bandanas e foi até a sua moto e subiu em cima da mesma.

-Vamos!- ela falou sorrindo.

[...]

Depois disso eles foram até a parte de alimentação e encontraram os outros comendo. Fizeram seus pedidos e foram embora do aeroporto depois de comerem. Todos foram para o estacionamento e ficaram boquiabertos quando viram que a menina iria ir de moto. A mesma apenas riu da cara de chocados dos meninos. Pegou seu capacete no porta- malas e fez mil e umas recomendações do seu carro para os meninos que apenas concordaram. Os mesmos foram para casa de Aspen com o maior cuidado possivel com os carros que ela havia emprestado para os mesmos.

Aspen chegou em casa, e subiu direto para seu quarto. E dormiu a tarde e a noite inteira.

Aspen se divertiu durante a tarde não podia deixar de agradecer por isso.


Notas Finais


Comentem, favoritem, chamem in-box! Toda forma de opinião é liberada! Sendo apenas para criticas contrutivas e não xingamentos!

Roupa da Aspen: http://www.polyvore.com/m/set?.embedder=17776327&.svc=copypaste-and&id=209778460


Beijos! < 3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...