História Febre - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Feitan, Kalluto Zoldyck
Tags Kallutoxfeitan
Visualizações 30
Palavras 420
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ninguém explora esses dois, claro, porque é coisa de gente louca igual a mim. Ahsuahsuahudhaus essa fic foi escrita a exatamente um mês atrás, eu deixei ela de molho nos meus arquivos até hoje, no que decidi posta-la porque achei engraçada e que seria falta de cérebro apagar. Foi escrita durante um surto que eu tive ao ler uma fanfic do Nyah, Chuva de papel, leiam, é muito boa. Enfim, enjoy💖

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Febre - Capítulo 1 - Capítulo único

Não sabia qual o objetivo de Phinks com toda aquela confusão com remédios, se ele queria se drogar e levar Feitan junto, conseguiu, mas não com um bom resultado. Pois agora o moreno baixinho ardia em febre.

Kalluto torceu o pano e colocou na testa dele, já fazia dois dias que estava no mesmo ritmo, sentada ali ao lado da cama de Feitan, velando seu sono conturbado. Não entendia o porquê de estar fazendo algo tão inútil quanto isso, não conseguia respostas coerentes, então concluiu que tampouco importava, estava ali porque queria, devia bastar.

Não deixou de achar também certa graça ao ver Feitan em um estado que o mesmo diria como: patético. Nunca pensara que um dia veria-o assim, tão vulnerável que apenas o vento de seu leque poderia o tirar a vida, e de fato se sentia tentada a ver o sangue jorrar do pescoço pálido.

Mas não era uma opção.

Fitou os adornos de sua arma antes de voltar a Feitan, o cobertor o cobria até os ombros, sua pele pálida liberava gotículas de suor, sua expressão parecia de dor.

Realmente Phinks merecia passar por um chuva de navalhas de papel.

- Ka…Kalluto? - A voz fraca de Feitan inundou o cômodo que até então permanecia em profundo silêncio.

Aproximou-se e tirou o pano da testa dele. O mesmo tinha os olhos entre-abertos, mas rapidamente capturou o pulso dela entre os dedos, em um aperto meio forte para quem está quase morrendo. Risos.

- O-o que está fazendo?

Kalluto o encarou sem expressão, sentindo o aperto em seu pulso ir afrouxando gradativamente.

- Cuidando de você. - Respondeu, seca.

- Cui…dando? - Ele não parecia compreender certamente, entretanto nem sobrou tempo para tal, já que o mesmo fechou os olhos e caiu outra vez em seu sono.

Kalluto segurou a mão dele e depositou em cima do lençol.

De fato velar Feitan dia e noite não era algo ruim, gostava de admira-lo e agora com essa vulnerabilidade extrema, se Kalluto estivesse interessada em mandar ele para o outro lado, já teria feito a muito tempo.

Contentou em apenas sentar na cama ao lado do aranha e passar a mão em sua testa, afastando os fios negros da testa suada.

Sim, Phinks merecia uma bela surra, talvez pensasse em um plano para fazê-lo arrepender de se drogar e levar Feitan junto. Culpa do baixinho idiota também, com tanta exibição de fortão, ele devia ser mais inteligente.

Mas por que isso me importa? 

- Não faço a mínima ideia.


Notas Finais


Obrigada por lerem, Podem dizer aqui que sou louca e vão mandar minha vó me internar, ahsuahus eu levo vocês comigo. 💞 Espero que tenham gostado, até a próxima meus docinhos e docinhas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...