História February Madness - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~Raven

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anorexia, Bulimia, Depressão, Drogas, Lésbico, Psicopata, Romance, Suicida
Visualizações 12
Palavras 756
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


oi nenês
aqui tem mais um capitulo
espero q gostem
n esqueçam de comentar, se quiserem

Capítulo 6 - Blue


Aquele som desconcertante podia facilmente causar uma dor de cabeça aguda em Blue, o alarme soava como se o único som existente fosse aquele e o desespero dos alunos correndo pelos corredores como se suas vidas fossem acabar naquele momento parecia que o inferno finalmente estava na Terra. Seus planos eram correr até a porta e depois ir para casa, tomar um banho quente e fingir ter um jantar feliz em familia, mas assim que a garota viu seu falso psicólogo e novo companheiro das aulas de biologia indo em direção ao vestiário feminino ela teve de ir atrás do garoto. Era capaz de nem sobre tortura ela admitir isso em voz alta, mas algo nele a atraía, como se ele fosse a parte negativa de um ímã e ela a positiva, contudo, naquele caso, os dois eram negativos. 

    Como não queria se intrometer ou ser notada, ficou observando Indrid de longe, nunca esteve tão curiosa para descobrir o que um garoto um tanto quanto babaca ia aprontar no vestiário das meninas. Obviamente ela estava esperando que ele fosse roubar algumas calcinhas e com sorte encontrar sutiãs nos armários para depois mostrar para o amigos, mas o que aconteceu não tinha absolutamente nada a ver com aquilo.

   Talvez o que ela imaginou fosse melhor do que o que ele realmente fez.

    O garoto de cabelos enrolados tirou um maço de cigarros do bolso junto de um isqueiro, se aproximou de um armário e, rasgando um moletom aleatório, jogou-o na pia junto de álcool em gel e ateou fogo sem hesitar. Abriu seu maço se Marlboro e tirou um cigarro, apoiou-o em seus dedos sem nem sequer um tremor e acendeu-o com o fogo que acabara de fazer. Um sentimento de duvida misturado com indignação começou a subir na espinha de Blue e, antes que ela pudesse perceber, ela ja estava parada no meio da porta encarando o garoto.

    "Blue!" ele parecia mais feliz em ver ela do que deveria, afinal ela havia acabado de pega-lo em flagrante. 

    "Indrid" não sabia se devia ser fofa e gentil, para não acabar queimada, ou se deveria correr e surtar, porque claramente ele não batia bem da cabeça. Acabou por escolher a opção um. "O que exatamente você esta fazendo?"

    "Você ja ouviu o ditado: se já está no inferno, por que não abraçar o diabo? É um dos meus ditados favoritos, eu tento vive-lo ao máximo possível."

    O fogo começou a se espalhar, fazendo uma fumaça mal cheirosa começar a aparecer, causando uma pequena tosse na garota. 

   "Indrid, acho que é uma boa ideia a gente sair daqui, provavelmente somos os únicos que sobraram na escola e é bem capaz deles ja terem trancado os portões... a morte me parece legal, mas não quando ela é causada por um incêndio em uma escola. Acredite, esse é o único lugar que eu não gostaria de ter meu corpo encontrado".

    "Tudo bem" ele entregou o cigarro para a garota, como se quisesse que ela fumasse "Eu conheço uma ótima janela pra tirar a gente daqui".

     Blue ficou segurando o cigarro entre seus dedos como se fossem uma arma de fogo que acabara de assaltar um banco. Aqueles belos olhos castanhos intercalavam o olhar entre o Marlboro e sua boca, como se dissesse com o olhar: "não vai tragar?" 

    Ela colocou o filtro nos lábios e puxou a fumaça, no momento em que a fumaça entrou em contato com sua garganta e desceu queimando a garota começou a tossir tudo aquilo para fora, causando belas gargalhadas no garoto, que pegou o cigarro da mão dela e tragou, mostrando como se fazia. Aquilo foi ignorado completamente por ela, que estava ocupada prestando atenção em como aquela risada era aconchegante e ao mesmo tempo debochadora. 

    Com uma rapidez impressionante, ele acabou o cigarro e o jogou no fogo que se espalhava pelo vestiário, pegou na mão de Blue e a guiou para fora do lugar. Apesar do local estar infestado por um calor de fazer suar a pele, as mãos do garoto eram frias e macias, ja as de Blue estavam quentes e um pouco suadas, talvez bastante suadas, o que a deixou incomodada. Em seu estado normal, ela estaria um tanto quanto desesperada, querendo sair logo dali antes que alguém chegasse, mas Indrid, por mais louco que era, a passava uma calma e uma vontade de fazer o que ela nunca iria nem mesmo cogitar em fazer. 

     "Aqui estamos" ele acendeu seu isqueiro como se brincasse com as chamas "essa é minha janela".


Notas Finais


e...acabou
hsauhsu
desculpem pela demora e amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...