História Feel Again - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf, The Vampire Diaries
Personagens Allison Argent, Damon Salvatore, Derek Hale, Elena Gilbert, Enzo, Erica Reyes, Isaac Lahey, Lilian "Lily" Salvatore, Lydia Martin, Malachai "Kai" Parker, Malia Tate, Personagens Originais, Stefan Salvatore, Talia Hale, Theo Raeken
Visualizações 5
Palavras 763
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Vida que segue.


3 Anos Depois...

19:00 P.M

Kai

A faca bateu outra vez contra a tábua,separando um pedaço daquele grande filé,a cliente estava de braços cruzados e batia o pé no chão impaciente.Coloquei a carne dentro do saco plástico transparente e o coloquei sob a balança.

-13 dólares e 85 centavos!-digo,entregando-a dentro de uma sacolinha,ela o puxou de minha mão com certa brutalidade.

-Onde eu pago?-sua voz era ríspida,fazendo-me prender a risada.

Essa era a minha nova rotina,trabalha de segunda a segunda,11 horas por dia e tudo isso por 500 dólares que me salvavam no fim do mês,200 era do aluguel,como eu morava sozinha,eu economizava bastante a energia e água,ou seja,sempre sobravam 200 dólares para a compra mensal.

-No caixa,na entrada do super mercado.-dito isso,ela se virou e saiu,sem agradecer.

Estava acostumado com esse tipo de gente mal educada,porém,sempre havia aquele cliente educado,que ao menos agradecia-me,ah essas pessoas que faziam meu trabalho valer a pena.Passei o pano branco em minha testa.Já era a hora de eu ir embora para minha casa.Levei a faca para a pia metálica da cozinha.Abri uma porta que dava em direçaõ ao vestiário,retirei o avental sujo de sangue seco e o pendurei no cabide ao lado do meu armário,retirei minhas botas brancas de borracha.

Suspirei,estava realmente muito cansado.Coloquei meus tênis gastos e peguei meu casaco e minha bolsa.Havia dez dólares na minha carteira e antes de ir embora,comprei um lanche natural e um refrigerante.As ruas ainda estavam muito bem movimentadas,os carros não paravam de passar e tive de esperar 5 minutos para poder atravessar.Caminhei um pouco mais e subi um escadão,depois desci um grande morro e caminhei por mais 7 minutos.Até achar o portão quase destruído que eu dividia com os irmãos Salvatore's,dois caras legais e bacanas.Eram os únicos amigos que eu tinha feito,quando mudei para aquela parte de Mystic Falls.

Caminhei pela lateral da primeira casa,a minha ficava atrás do jardim.Era um amarelo gasto e tinha dois cômodos apertados,eu gostava até,se não fosse pelo mofo que acabava comigo,afinal eu portava a maldita sinusite.Assim que coloquei meus pés dentro da cozinha,senti a dor atrás do olho chegando.Fui até o quarto,onde coloquei a bolsa sob uma poltrona velha e meio rasgada que eu paguei por 6 dólares num bazar.

Retirei meus tênis,junto de minhas meias e fui até a cozinha.Tomei um enorme copo de água,voltei para o quarto e fui até a cômoda,onde retirei apenas uma moletom preta e caminhei em direção do banheiro.Foi um banho de 5 minutos por conta da água estar deveras gelada.Senti uma grande dor de cabeça e meu nariz logo ficou irritadiço.Fui até a cozinha e peguei um comprimido de dipirona,bebi com mais um grande copo de água,já que segundo o médico,eu devo me manter hidratado.

Peguei a coberta que estava sob a cômoda e joguei sob a cama,fui até a cozinha e tranquei a porta,fechei as janelas (já que eu as deixava aberta o dia inteiro por conta do mofo.) e apaguei todas as luzes da casa,escorreguei para de baixo da minha coberta,eu costumava agarrar a cintura de Malia para ter uma boa noite de sono,confesso que ainda,só de pensar no nome dela,uma tristeza profuda se aglomera em meu peito e sempre me pego com o rosto molhado.Foi questão de lágrimas e minutos para que eu enfim pudesse dormir.

22:30 P.M

Malia 

Senti um grande nó se prender em minha garganta,a cama de casal,que agora era ocupada apenas por mim e minha burrice.Retirei aquela calça jeans e aquela blusa apertada.Fui até o guarda roupa e escolhi uma t-shirt dele afinal eu não tinha coragem para colocar um ponto final naquilo tudo.

Eu sentia tanta a falta dele,me lembro que naquela noite,a raiva de ver aquelas fotos foi tão grande que eu não evitei em disparar palavras terriveis,nem impedi Isaac de desferir um soco contra ele.Por que ele havia feito aquilo?Ele tinha tido mesmo coragem para o fazer?

Por que eu não o dei o benefício da dúvida?Por que eu não perguntei antes de sair atirando?

''Eu vou,Malia,mais um dia,quando descobrir a verdade,vai saber que eu sou inocente,mais já vai ser tarde demais!Não se preocupe, nunca mais apareço aqui.'' 

Todo dia era a tortura de ter essa frase ecoando em meus pensamentos,me fazendo acreditar,por um milésimo de segundo que ele é realmente inocente e que eu tomei a pior decisão da minha vida.Apaguei a luz,e tranquei a porta.Joguei a coberta sob a cama e me encolhi nela,sentindo falta daquelas mãos fortes que me abraçavam todas as noites.Não pude evitar em começar a chorar,até que meus olhos foram ficando pesados demais e eu dormi,imersa em pensamentos e lágrimas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...