História Feelings - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Carlo Pikale, Connie Springer, Dot Pixis, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Frieda Reiss, Hange Zoë, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Personagens Originais, Petra Ral, Sasha Braus, Ymir
Tags Drama, Romance, Tragedia, Violencia
Visualizações 27
Palavras 1.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Luta, Magia, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Obrigada pelos favoritos e os comentários, vocês são demais.
O último capítulo eu achei um pouco pequeno e então resolvi trabalhar melhor nesse, espero que gostem e boa leitura.
Xoxo😘😘

Capítulo 11 - Alistamento


Fanfic / Fanfiction Feelings - Capítulo 11 - Alistamento

 


Depois do café da manhã, Hanji e Levi foram embora. Ela com a desculpa que tinha trabalho para fazer e disse que havia amado passar a manhã conosco e ele simplismente saiu, às vezes me pergunto se Levi também sofre de TPM, pois ninguém sabe exatamente qual o temperamento dele. 

Antes que Erwin também partisse eu me pronunciei: 

- Erwin espere! - Ele parou na porte e olhou para mim. - Preciso falar com você. 

- Então diga. - Ele disse se virando para mim.

- Vocês não iam sair em expedição hoje? - Perguntei me lembrando do que Levi havia me dito.

- A expedição foi adiada para daqui a três dias. - Respondeu voltando a caminhar. - É só isso?

- Levi foi em minha sala ontem e também me disse que você teve a ideia de treinar alguns médicos para terem vantagem com os feridos fora das muralhas durante as expedições. - Ele olhou para mim desconfiado, provavelmente já sabia o que eu queria. - É verdade?

Não estava duvidando de Levi, sabia que ele dizia a verdade mas precisa convencer Erwin para que eu pudesse fazer parte disso.

- É sim, e eu sei no que está pensando. - Respondeu.

- Sabe? - Perguntei nervosa.

- Sim, e minha resposta é não. - Se virou indo embora.

- O que? Como assim não? Eu quero fazer parte disso. - Rebati indignada.

- Eu sei, mas não vai. Você tem dom para salvar vidas dentro das muralhas, não está preparada para ficar cara a cara com um titã de 15 metros de altura. - Respondeu. 

- E os médicos que vão ser treinados estão? - Eu já estava irritada. - Eu quero salvar vidas Erwin, não importa como.

- Eu sei que você quer salvar vidas, e é por causa disso que vai priorizá-las ao invés da sua própria. - Respondeu em um tom elevado e eu o encarei. Ele estava zangado. - Você é forte, mas segue esse pensamento e com ele, vais morrer lá fora e eu nunca, jamais me perdoaria se isso acontecesse, você é minha família Ino. - Disse e eu me emocionei, mas não deixei de ficar brava.

- E como você acha que eu fico quando você sai nessas expedições? Eu penso em você todo momento. Você também é minha família e eu o amo Erwin. - Eu o abracei fortemente e depois me afastei e ele olhou para mim. - Mas essa decisão não é sua para que você a decida. - Eu falei com firmeza. - Eu vou me alistar e eu vou conseguir e você sabe disso.

Ele ainda tinha o olhar de zangado e saiu pisando duro, eu entendo o que ele sente, mas ele não entende o que eu sinto. 

Eu ia me alistar, o que significa que tenho que ir na sede. Também ia precisar de ajuda para dominar o DMT, já havia experimentado andar com aquilo o que me resultou em um nariz quebrado. Erwin estava fora de cogitação, aquele de lá não irá me ajudar. Hanji vai apoia-lo em o que ele disser. Só sobrou o Levi, se eu conseguisse convence-lo a me treinar seria perfeito, já que ele é o melhor usuário que porta o DMT, e ele faz com maestria. Eu ia pedir ele para me ajudar, não seria uma tarefa fácil. 

Arrumei a louça do café da manhã troquei de roupa para uma blusa rosa bebê é uma calça. Fechei e tranquei a casa e rumei em direção à sede, iria me alistar primeiro. Ao chegar lá para a minha surpresa não havia muitos candidatos, coloquei e assinei meu nome e sai agora em direção ao quarto do rabugento que ficava no quartel.

Chegando lá bati na porta e logo ela foi aberta revelando um Levi com o seu habitual uniforme, só que estava sem o seu DMT. Ele olhou para mim desconfiado.

- O que faz aqui? - Perguntou.

- Preciso da sua ajuda. - Respondi timidamente.

Ele deu passagem para eu entrar e assim o fiz, o quarto dele era maior do que os outros mas não tão diferente dos quartos dos superiores. Havia uma cama de solteiro, um quarda roupa, um criado mudo ao lado da cama, uma mesa e é uma cadeira no canto, uma janela grande, uma porta que dava assesso ao banheiro e um conjunto de sofá com uma mini mesa no centro do quarto.

- Então, em que você precisa de ajuda? - Perguntou me tirando de meus pensamentos, sentei no sofá e ele fez o mesmo.

- Conversei com o Erwin mais cedo sobre o projeto que ele fez. - Ele fez um sinal positivo para que eu continuasse. - Ele como você disse descordou quando eu falei que queria me alistar. Nós tivemos uma discussão, eu acabei de me alistar e preciso de ajuda com o DMT. - Expliquei enquanto ele me analisava.

- O que te faz pensar que eu vou te ajudar? -  Perguntou olhando para mim.

- Você é minha única e última saída. - Fiz cara de cachorro quando caí do caminhão de mudança. Ele riu.

- Tsc. O que eu não faço por você pirralha? - Ele suspirou, eu sorri e o abracei, estava acostumada a abraca-lo e ele não me corresponder, mas ele me abraçou de volta, eu fiquei surpresa e aproveitei o momento, não era todo dia que Levi mostrava que se importava.

- Quando começamos? - Perguntei animada.

- Os treinos para os médicos alistados começam daqui a 5 semanas. Começamos o nosso treino depois da expedição daqui a três dias. - Respondeu tomando o seu chá. 

- Tudo bem. - Eu estava me levantando para sair e por impulso fiz uma coisa que até eu fiquei assuatada pela minha atitude. Dei um beijo em uma de suas bochechas, estava muito corada mas criei coragem e disse - Obrigado Levi.

Olhei em seus olhos azuis arregalados, sorri e saí. Eu tinha um sorriso enorme em meu rosto e estava quase saindo do quartel quando Hanji passou pelo meu lado.

- O que aconteceu? - Ela perguntou.

- Por que acha que aconteceu alguma coisa? - Respondi sua pergunta com outra pergunta. 

- Talvez seja porque você está no quartel da Tropa de Exploração e esteja com um sorriso maior que a própria face. - Respondeu olhando pra mim curiosa. Suspirei, era quase impossível escapar dela.

- Eu me apostei para ser uma das médicas para ajudar a Tropa fora das muralhas nas expediçõe e ... - Fui interrompida. 

- Você OQUE? - Ela gritou eufórica. 

- Shhiu deixa eu acabar de falar. - Brandei e ela se acalmou um pouco. - Me alistei e Levi irá me ajudar com o DMT. - Ela arregalou os olhos.

- Erwin sabe disso? - Ela perguntou série. 

- Sabe. - Eu tecnicamente não menti,  ele sabe sobre eu ter me alistado, só não sabia que Levi iria me ajudar.

- Suponho que ele não gostou muito disso não é? - Ela perguntou e eu neguei com a cabeça. 

- Pode tentar convence-lo? - Perguntei.

- Duvido muito que aquele cabeça dura irá me escutar, mas vou tentar. - Suspirou e olhou confiante para mim. Acenti, nos abraçamos e deu um 'tchauzinho' indo embora.




Notas Finais


Amores, espero que tenham gostado, eu sei que tá pequeno e peço desculpas por isso, vejo vocês no próximo capítulo. Boa semana.
Xoxo 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...