História Feelings and pain - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Novos Titãs (Teen Titans)
Personagens Asa Noturna, Ciborgue, Estelar, Mutano, Personagens Originais, Ravena
Tags Ação, Aventura, Família, Romance, Sentimentos
Exibições 74
Palavras 1.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey pessoas!Tudo bem?#^_^#
Várias pessoas nos comentários estão falando que vai ter uma "competição" entre o Azarath e o Damian agora...e eu vim confirmar!
Kkkkk,isso mesmo! Dá pra ver que eles são meio →_→ ←_← um com o outro,e a Mar'i fica no meio dessa zona de guerra kkk,então, sem mais delongas.... Vai ler esse capítulo! Kkk,nos vemos lá em baixo *^O^*

Capítulo 36 - Revelações...


----Mar'i----

O mordomo terminou de nos mostrar a mansão, e parecia desconfiado quanto a mim. Lá fora uma tempestade caía, e devia ser por volta das 6:00 da noite. Quando terminou de nos apresentar a mansão, nos acompanhou até nosso quartos. Quando fui entrar no meu,ele pareceu não aguentar e me perguntou

Alfred:Senhorita...-o encarei- É mesmo filha do sr. Richard?-ele perguntou e Azarath e Damian me encararam

Eu:Sim...-ele controlou sua cara de espanto

Alfred:E...sua mãe é... a tamaraneana?

Eu:Koryander,sim!-sorri,tentando esconder a vergonha por todos estarem me encarando

Damian:Quem disse que milagres não podiam acontecer...-eu não estava aguentando segurar a vontade de dar um soco na cara daquele moleque

Alfred: Então você também possui poderes,eu presumo...

Eu:Na verdade meus poderes....-fui interrompida

Damian: Acho que é só olhar pra pele dela pra saber...

Eu:OLHA,POR QUE VOCÊS SIMPLESMENTE TEM DIFICULDADE DE ACREDITAR QUE EU SOU FILHA DO...

Damian:...do Richard?-ele arqueou uma sombrancelha-Bom,por que parecia ser impossível ele se apaixonar por uma alienígena e abandonar meu pai indo para aquela equipe idiota!

Azar:Essa " equipe idiota " a quem você se refere é nossa família!-ele aumentou o tom de voz,encarando Damian com raiva

Damian:Pouco me  importa ô emo!-falou sem tirar os olhos de mim-Ele foi o segundo Robin,um dos que meu pai treinou para combater o crime com ele,mas assim que sua mãe caiu na terra,ele se apaixonou por ela e conheceu esse seu timinho patético....

Eu:...que por acaso salvou Jump City várias vezes!

Damian:... E ficou por lá mesmo...-continuou simplesmente ignorando tudo o que eu havia falado-E quando meu pai tentou contato, ele simplesmente recusou voltar,pois disse que havia 'encontrado uma família'!-fez aspas com os dedos 

Eu:E como você sabe disso?

Damian: Sua ingenuidade é engraçada...-ele riu,me olhando incrédulo-Meu pai é Bruce Wayne,o Batman,ele me treinou e agora sou o Robin...até hoje o único que não fracassou,e isso não vai mudar!

Eu:OK,então é por isso que vocês não acreditaram que eu era filha dele?-perguntei cruzando os braços

Damian:Se você quer mesmo saber, não! Tem mais...-meus olhos começaram a arder-Você também não é humana...

Azar:Mas ela também não é uma alienígena...-ele tentou interferir pra ajudar,mas acho que só piorou a situação

Damian:Esse é o ponto..-ele sorriu- Você não é da terra nem de outro planeta...-dei as costas pra ele,abrindo a porta do meu quarto-Então eu te pergunto,o que você é?-entrei no meu quarto fechando a porta com força  e pulando na cama.

                ' O que eu sou'? 

Aquilo concerteza doeu muito mais do que ele pode ter imaginado! 

Se não controlava meus poderes não era uma titã,não era alienígena....e também não era da terra...então eu era o que?! Uma aberração!?

Encarei a chuva que caia com força pela janela do quarto,e perdi a noção do tempo em que eu fiquei ali,só sei que quando me dei conta havia ficado escuro lá fora, e um vento frio passou por mim,me arrepiando. Mas o que mais me assutou foi ver que eu estava chorando! Passei as mãos rapidamente por meu rosto,que estava molhado e gelado,até ouvir uma batida na porta, me assustando um pouco

Eu:Quem é?-perguntei tentando fazer minha voz soar normal, porem ela saiu trêmula

Dick:Sou eu...-ele abriu uma frecha na porta-Posso entrar?

Eu:Sim...-disse vendo ele acender a luz do quarto, e sentei na cama

Dick:Olha filha,tem uma coisa que você precisa sab..você estava chorando?

Eu:Não, não, eu só estava...-_ele arqueou uma sombrancelha-Tá legal,eu estava chorando!-confesei e ele pareceu se entristecer,sentando na cama ao meu lado

Dick: Posso saber o motivo?

Eu:É que...-suspirei,abaixando a cabeça-Qual é a daquele menino chato?!

Dick:O Damian?

Eu:É! Ele é ridículo, chato e incrivelmente maldoso!Eu nunca parei pra pensar quem realmente sou eu!E agora,depois de tudo o que ele disse...eu parei pra pensar...-o encarei e ele botou uma mecha de meu cabelo atrás da orelha

Dick:Você é uma titã...

Eu:Não! Eu não sou! Meus poderes não funcionam!-falei e ele me abraçou

Dick: Só prescisa de tempo para descobrilos, e aprender a usá-los.

Eu:Mas e se eu não conseguir?

Dick:Eu tenho certeza de que vai...-ele falou e eu sorri

Eu:O que você queria me contar?-de repente meu pai pareceu desconfortável, e forçou um sorriso

Dick:Em uma hora melhor eu te falo...-ele disse-Agora,vá trocar de roupa, Alfred vai servir o jantar daqui a pouco

Eu:Qual é o problema dessa roupa?-o provoquei,já sabendo da resposta

Dick: Esse short curto e essa blusa não estão combinando...-falou sério se retirando do quarto e eu ri

Eu:Mas o que eu vou usar?-perguntei antes dele sair

Dick:Bruce é sistemático quanto a jantares, coloque um vestido...-nesse momento Azarath apareceu atrás dele

Azar:Olá Dick!-meu pai o encarou de cima a baixo e depois olhou pra mim-E sugiro que um vestido longo...-falou se retirando dali e Azarath entrou 

Azar:As vezes acho que ele não gosta de mim...-falou e eu ri

Eu:Pelo visto vamos jantar daqui a pouco...-eu falei e ele bufou

Azar:Aqueles jantares de gente rica?Terno,gravata e um tanto de comida que nunca ouvimos falar?-perguntou e dei de ombros

Eu:Provavelmente...-abri minha mala,que estava em cima da cama-Eu não trouxe nenhum vestido do modo que meu pai quer...-falei vendo os que eu tinha-Pra que essa frescuragem?Já tô com raiva desse lugar,e não faz nem três horas que chegamos! 

Azar:Você se refere ao...

Eu:Você sabe muito bem a que eu me refiro!-ele abaixou a cabeça

Azar:Ele te magoou né?

Eu:Na verdade ele só tem sorte por eu não conseguir estar disparando lasers...-ele sorriu,Alfred bateu na porta,mesmo está estando aberta

Alfred:Gostaria de lhes informar que o jantar sairá em 30 minutos...-disse e se retirou do quarto

Eu:OK..se correr consigo me arruamar...-falei e ele foi para seu quarto. Fechei a porta e peguei uma toalha,indo para o banheiro do quarto.

 Prendi o cabelo em um rabo mal feito e liguei o chuveiro. Tomei um banho rápido e quando terminei enrolei a toalha no corpo, saindo do banheiro e indo até minha mala. Por sorte havia trago um vestido lilás, ele tinha alças e ia até o joelho(meu pai provavelmente não gostaria (*^﹏^*) 

Então o coloquei e calcei um sapatilha prateada. Coloquei um colar simples prateado e solteira o cabelo. Passei um gloss qualquer e rímel, o tempo não ia me dar o luxo de demorar muito mais passando meia tonelada de base e sombra, por isso fiquei assim mesmo. Peguei meu celular e sai do quarto. Foi só aí que me dei conta de uma coisa:

Eu:Onde fica a sala de jantar?-perguntei desnorteada, olhando pros lados. Lá fora a tempestade parecia piorar,e barulhos de trovões e raios caindo me assustaram um pouco,pois estava sozinha no imenso corredor. Senti uma mão no meu ombro e me virei repentinamente,me assustando ainda mais ao ver Damian atrás de mim

Eu:Ahhhh...-suspirei aliviada-É você...

Damian: Jura que não é a Chapeuzinho Vermelho?-perguntou irônico e depois sorriu-Tá perdida?-olhei pros lados

Eu:Acho que sim...-sorri timidamente e ele revirou os olhos, mas depois sorriu

Damian:Vem,a sala de jantar fica por aqui...-começou a andar e eu fui atrás dele. Fiquei confusa,a pouco tempo ele havia me magoado e agora me tratou gentilmente

Eu:Anh...o seu pai é o Batman né!-tentei puxar conversa enquanto íamos caminhando pelo longo corredor

Damian: Sim...-respondeu arrumando a gola da camisa social que usava. Em breve chegamos na sala de jantar,que tinha uma longa mesa de madeira e uma laleira que iluminava parte do cômodo e algumas velas na mesa. Todos estavam lá, e o silêncio era constrangedor. O garoto dos cabelos rebeldes se sentou em uma cadeira e me sentei ao lado de meu pai. Alguns empregados logo trouxeram alguns pratos sofisticados,como carnes assadas e outras coisas,que tinham nomes quase impossíveis de se pronunciar. Todos começaram a se servir e fiz o mesmo. 

Eu: Onde está a mãe?-perguntei ao meu,só agora dando falta dela na enorme mesa

Dick:Ela não estava muito bem...-disse apenas mas podia jurar de que aquilo era mentira 

Bruce:Vocês se decidiram?-perguntou após um longo silêncio-Vão ficar?

Eles se entreolharam e meu pai abaixou a cabeça, parecendo pensativo

Bruce: Richard,quase não me dirigiu a palavra desde que chragaram...-meu pai o encarou,e por mais que usasse terno,seu olhar não era nada cordial-Gostaria que você me desse a resposta...

Dick:Nós vamos ficar,mas somente até resolvermos esse problema,e logo depois iremos embora,pra Jump City e ficaremos por lá!-disse seriamente,e Bruce estreitou os olhos,logo depois voltando sua atenção para seu prato 

Bruce:Suponho que eles precisaram de uma escola,devido ao tempo que ficarão aqui...

Dick:Tanto Mar'i quanto Azarath estudam em casa...-ele falou e Bruce o encarou novamente

Bruce:Então ambos não tem esperiencia de convívio com outras pessoas, digo, pessoas normais...

Dick:Felizmente não...-forçou um meio sorriso

Bruce:Pois bem,aqui disfarce e identidade são levados a sério, e não me importarei de providenciar que eles possam estudar em uma escola,a mesma que Damian...-o garoto tossiu,se engasgando com a comida

Damian:QUÊ?!-arregalou os olhos

Eu:Olha,sr. Wayne.. -o chamei mas ele me encarou friamente,como se eu fosse um de seus inimigos-Eu agradeço a gentileza mas acho que não daria certo em uma escola...de verdade! Sou um pouco...'diferente', dos padrões que se encontram por aí...-disse e todos os olhares se viraram pra mim

Bruce:Tudo bem...-forçou um sorriso, que saiu mais como uma cara de ódio-Se não se sente a vontade...-me senti um pouco culpada quando o silencio voltou a reinar,ad horas pareciam não passar,e o silêncio torturava. Pensei em gritar aleluia quando os empregados finalmente recolheram os pratos.  Bruce se levantou primeiro e depois todos fizeram o mesmo. Fui  pro meu quarto, e coloquei ums camisola de frio,pois ainda chovia e o vento frio  rondava a mansão. Apaguei a luz e deitei na cama,tentando me acostumar  com ela visto que era bem diferente da minha. 

Pensei em tudo o que acontecera naquele dia,mas o que me assustava era o que ainda podia estar por vir....

 

 

 

 


Notas Finais


Horrível? Bom?Deixem aí embaixo,vocês me motivam muito!!!Bjs lindos!!!*^▁^*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...