História Feita de Música - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Tags Adolescente, Brenoecaio, Bruna, Luansantana, Paixão, Revelaçoes, Romance, Sexo
Exibições 36
Palavras 858
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Ficção
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - 3. Marina


Me olhei no espelho do camarim, eu estava realmente acabada. O peso na consciência estava acabando comigo, a vontade de pegar o primeiro avião e ir atrás de Luan estava ficando cada vez maior. Eu talvez não tenha sido justa, mas Bianca já tinha insinuado que ela tinha ido para cama com ele, e depois encontrar tudo aquilo. Sem falar que ele ficou com raiva de mim por um bom tempo, olhei as redes sociais buscando qualquer informação sobre ele, e nada. Olhei a agenda e ele teria show em São Gonçalo no Rio de Janeiro. Coloquei e minha roupa e fui pra trás do palco esperando ordem para entrar.
_Não esqueçam que os fãs ali não são de vocês. E vocês têm que conquistar aquele público. - disse minha nova assessora.
Fiz o aquecimento da voz novamente, e me coloquei entre os dançarinos, eram três, Logan, Brad e Alexie.
_A gente vai arrebentar galera. - Disse Alexie sorrindo. Ela era linda, e eu podia ver a forma como Logan a encarava.
Escutamos a contagem regressiva, e fomos até o elevador que levaria até o palco. Colocamos uma música eletrônica na entrada do show, e já entramos dançando. O show durou quarenta minutos, até ser interrompido por um de meus seguranças.
_Eu quero subir no palco. Me deixa subir.
_Rapazinho você pode ser famoso no Brasil. Aqui não. - olhei para a lateral do palco, e senti meu coração disparar. Ele estava aqui, tentei me mover, mas meus pés pareciam presos no chão. O ver ali mesmo que de longe fazia meu corpo perder todas as reações, olhei a plateia que começava a vaiar por causa da falta de música. Os dançarinos estavam sem saber o que fazer no palco, enquanto os músicos tentavam recomeçar a musica, senti as lágrimas escorrerem pelo meu rosto e Luan fez um sinal para eu voltar a cantar. Olhei para ele, e novamente pra platéia.
_Desculpe. - eu disse pro público, eu não podia o perder de novo. Deixei o microfone cair no chão e corri em direção a ele o abraçando.
_Mar, volta pro palco.
_Desculpa, me desculpa, Luan. - eu disse chorando.
_Eu não tenho o que desculpar. Agora volta.
_Não quero, você me desculpa?
O encarei e ele abriu um sorriso.
_Eu te abandonei, você me abandou. Estamos quites agora. - voltei a o abraçar e logo depois o beijei.
_Vem. - puxei ele até o meio palco e o encarei. _Esse daqui é Luan, ele é o motivo pelo qual eu cheguei até aqui. Foi ele quem lutou por mim quando eu não tive forças para lutar, esteve comigo por todo o tempo. Eu fui tão injusta com ele, mas o amor tem dessas coisas. O amor as vezes é dúvida, mas ele é a única certeza que tenho em minha vida. Eu tô morta de vergonha aqui nesse palco, mas vamos la. - olhei Luan e me ajoelhei no chão, ele me olhou sem entender. Meu rosto queimava de vergonha, minha mão estava soando e o coração acelerava cada vez mais.
_Mar?
_Eu sei que o homem quem sempre pede em namoro, mas volta a ser o homem da minha vida? - eu disse o olhando, e ele sorriu se ajoelhando também, a plateia gritava.
_Eu nunca deixei de ser seu, meu amor. Mas esse sonho aqui é seu, termina seu show e quando você sair eu estarei de pé ali te aplaudindo. Eu te amo.
_Eu também te amo. - disse o abraçando e ele saiu, a banda começou uma música nova e o show recomeçou. Assim que o show acabou eu sai indo de encontro a Luan, que me esperava no lugar marcado. O puxei com pressa para o camarim.
_Me desculpa. Eu tô tão arrependida, o que você ta fazendo aqui? Não tinha show? Eu tava com saudade. Você tá bem? Você vai ser pai?
_Cala a boca, Marina. - ele disse me beijando, e eu sentia falta da forma como a boca dele se encaixava perfeitamente na minha. Levei minha mão até seu cabelo, e ele me olhou sorrindo.
_Eu cancelei o show, eu precisava de você.
_Eu fui tão egoísta, eu vim pra cá. E...- ele me interrompeu.
_Já passou, eu também teria ficado com raiva. Ela armou pra gente, Mar. Eu não devia nunca ter ficado com ela, eu só queria te provocar e isso acabou indo longe demais.
_Promete que não vamos deixar mais nada estragar nosso relacionamento?
_Prometo, pequena. - eu sorri e voltei a o beijar intensamente, até ouvir a porta bater e os dançarinos entrarem.
_Não queria atrapalhar. - disse Alexie e eu sorri pra ela.
_O camarim é de vocês também. Esse é Luan. Luan, essa é Alexie, aquele Logan e esse aqui Brad.
Ele cumprimentou todo mundo sorrindo.
_É um prazer conhecer vocês.
_Ela falou muito de você, cara. - disse Logan e Luan sorriu.
_Espero que bem.
_Em partes foi bem sim.
_Vou te levar pra jantar, aceita? - perguntei e Luan assentiu.
_Claro, amor. - senti um frio em minha barriga e o beijei sem me preocupar com as pessoas por ali.
_Vamos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...