História Feju depois do fim...Natiese - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Natiese
Visualizações 33
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olha nós aqui de novo e agora com mais história

Capítulo 2 - Mais um dia de amor


-Socorro, socorro- gritava e ninguém me ouvia e eu corria, quanto mais eu corria mas assustada eu ficava. E tanta mata, onde estou? Me pergunta milhares de vezes em décimos de segundo. 

Quando tropecei numa maldita pedra e me alcançou, não sei quem era mas sempre repetia: Agora vc não escapa! Vc é  minha. Quando consigo finamente fugir de seus braços que tanto me apertavam, dei por  cai num precipício gritando e como flash vi minha vida inteira passar por meus olhos em questão de segundos e a última coisa que consegui ver foi meus lindos e maravilhosos olhos castanhos, os olhos que tanto amo e que me fazem tão feliz. E ao imaginar que não voltaria a ver aqueles olhos me desesperei.

Acordei com a Fernanda me dando carinho, desesperada com meus gritos, tentando me acalmar. Quando a olhei e vi seu olhar agoniado e a primeira coisa que lembro foi respirar profundamente. Um tipo de suspiro de alívio,  porq por um instante imaginei que não voltaria a ver aqueles olhinhos de novo e a coisa seguinte que pude fazer foi agarra-la com todo meu amor e talvez até com desespero a minha vida, é sim minha vida, porq a Fernanda é a minha vida inteira.

- Pequena calma, calma minha pequena. Ta tudo bem agora, nada de mal vai te acontecer, eu to aqui e vou te proteger meu amor.

-Promete que jamais vai me deixar? Promete Fernanda? Promete pra mim que até se vc for morrer vc vai me levar contigo? Por favor, não tenho vida sem vc e só de pensar me desespero. 

Começo a chorar compulsivamente, e sou embala pelos braços do meu amor  com ela me dizendo:

-Pequena jamais vou te deixar, vc é minha vida tbm, eu te amo e não sei viver sem vc meu amor. Agora calma e me conta que pesadelo foi esse ?

- Não amor, não. Só de imaginar de novo esse pesadelo horrendo quero chorar.

-Tudo bem pequena. Não chora mais por favor, me desepera ver vc assim e não poder fazer nada. 

-Eu to bem amor, só em estar em seus braços me sinto protegida e amada. Sentindo como se nada nesse mundo pudesse nos atingir. Eu te amo tanto Fernanda tanto.

-Eu tbm te amo minha pequena. Agora vamos levantar dessa cama, e tomar uma banho bem gostoso que hoje o dia promete e ainda temos tanta coisa do nosso casamento pra resover. Ou a srta ja ta querendo fugir da raia heim?

Rindo da sua carinha de boba disse: 

-Claro que não meu amor, contando os dias pra que esse dia chegue. Agora mais que nunca quero ser sua e te fazer minha pra sempre. 

-Eu sou sua pequena. Sempre fui, antes mesmo de saber eu já era sua. Já te amava antes mesmo de te conhecer 

-Que linda amor. 

Lhe dou um beijinho de leve e carinhoso em seus lábios . E digo: 

-Quem diria que Aquela Fernanda séria romântica assim hahahahhaa

Começamos a rir e ela diz:

-Efeito Juliana em mim.

Olho em seus olhos sem conter um sorriso bobo e aproximo nossas bocas, sentindo seu corpo se aproximar do meu, me  fazendo estremecer antes mesmo de sentir algum contanto. Como ela consegue isso? Ter esse efeito em mim. Conseguir me tirar de órbita com apenas um olhar.

Por fim sinto sua boca se apossar da minha, a princípio com carinho apenas um tocar de lábios, para no momento seguinte sentir sua língua pedindo passagem pra entrar na minha, e sem querer deixo escapar um gemido rouco que brotam dos meus lábios e ela entende como sinal pra proseguir. Porq apenas com um movimento ela usa aquela pegada gostosa que só ela tem pra me deitar na cama e me pressionar sobre o colchão macio.  Quando dou por mim sinto suas mãos percorrendo pelo meu corpo, subindo em direção aos meus seios enquanto nós beijamos e entre esses beijos suspiramos e gememos devido a um tesão que estamos sentindo.

-Pequena vc me deixa louca.

Ela diz com suas mãos acariciando meus seios por cima da blusa.

-Vc que me deixa louca

E gemo ao sentir sua mão em minha pele quente

-Awn, me faz sua mais uma vez Fernanda faz.

Digo quase gemendo entre beijos e carinhos. Quando ela diz:

-Vou te fazer pra sempre minha pequena. Te amo Juliana.

E me beija com volúpia e ao mesmo tempo carinho e paixão. Quando começamos a nos roçar e tentar tirarmos a peças de roupa que tanto atrapalhar de sentir um corpo no outro  a campainha toca  e resmungo comigo baixinho e ainda rouca devido o prazer que nos embroagavamos minutos antes.

-DROGA, DROGA, DROGA. Vou matar FDP que resolve perturbar as pessoas a uma hora dessas.

Esbravejou Fernanda e eu apenas rir da carinha de desolação do meu amor.

-Calma amor, vou lá ver quem é. Talvez não seja ninguém importante pu até mesmo o porteiro com algum recado. Fica aqui ja volto e conforme for continuamos de onde paramos.

Sorriu e pisco pra ela com um sorriso sapeca nos lábios e ela me devolve com um sorrisão tão lindo q me perco nos pensamentos babando por ela até que caio em mim com a campainha tocando outra vez e  aquele sorriso lindo se transformando num bico lindo e um olhar emburrado que me faz ter vontade de voar em cima dela e deixar quem quer que seja esperando la fora.

-Vou la atender esse apressadinho antes que derruba nossa porta.

Assim dou um selinho nela e saio a deixando deitada em nossa cama. Assim que chego na sala dizendo: 

-Já vai.

Quando a campainha volta a tocar e quando por fim abro a bendita porta meus olhos piscam milhares e diversas de vezes tentando acreditar se realmente estava vendo quem eu estava vendo .

 


Notas Finais


Olha nos aqui de novo espero q curtam esse capítulo novo e sim deixei com gostinho de quero mais. Quem sera essa tal pessoa apressadinha heim? Até logo pessoal. Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...