História Felica — Hate love love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Felica, Felipe, Lica, Malhação, Vivaadiferença
Visualizações 69
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 3 - Aprontando!


Fanfic / Fanfiction Felica — Hate love love - Capítulo 3 - Aprontando!

         Lica fica encarando Felipe como uma sensação que nunca avia sentido antes, o sangue começou a ferve, um misto de ódio e ciúmes quando a voz de Tina a desperta.

—Ei, Lica, Lica, planeta terra chamando!—Fala tina estralando os dedos na frente do rosto de Lica.

—Que foi?.

—Você saiu de se do nada, o que tá acontecendo?—Fala Tina—E por conta do Felipe e da Clara?.

—Claro que não, tá maluca..tô pouco me lixando prós dois—Fala Lica os encarando quando Clara passa a mão no ombro de Felipe e Lica engole seco e Felipe desvia indo em direção a Lica.

—Até que fim você chegou Lica—Fala Felipe e Lica bufa saindo em seguida sem responder Felipe que encara Tina—Ue, o que deu nela?.

—E eu vou saber—Fala Tina e Felipe saí em seguida atrás de Lica, Clara sorri e Tina a encara sem acreditar saindo em seguida também.

Lica caminha com raiva no corredor da escola esbarrando nas pessoas e Felipe corre atrás.

—Lica espera, Lica—Fala Felipe e Lica sobe as escadas e Felipe corre entrando na sua frente—Espera Lica!, Não tá me escutando.

—Não, não tou te escutando, aliás saí da minha frente Felipe—Fala Lica com raiva.

—O que tá acontecendo?, Porque você tá assim, nervosa—Fala Felipe.

—Eu não tô nervosa!.

—Ah não, magina, só tá soltando fogo pelas ventas—Fala Felipe—O que tá pegando Lica?.

—Será que vc não sabe mesmo?.

—E óbvio que não, se eu soubesse não taria perguntando?!—Fala Felipe e Lica o encara.

—Você me irrita!.

—Eu?.

—É, esse seu jeito sonso, bom samaritano, que se da bem com todo mundo—Fala Lica.

—Eu não tô te entendendo, Lica.

—Ah tá sim, tá sim, porque você tava falando com a idiota da Clara?—Fala Lica nervosa e Felipe a encara sem acreditar e solta um sorriso.

—Você tá assim porque eu tava falando com a Clara?—Fala Felipe e Lica fica quieta—Você tá com ciúmes?.

—Que, que ciúmes o que!…vocês tá tudo maluco e isso—Fala Lica subindo e Felipe a puxa pelo braço prendendo na parede.

—Confessa!—Fala Felipe quase a beijando.

—Eu não vou confessa nada, idiota, sonso—Fala Lica e Felipe sorri.

—Amo quando você fica assim, nervosinha—Fala Felipe puxando o lábio de Lica com sua boca a fazendo ficar ofegante.

—Ah sorte sua é que você é um gostoso sabia—Fala Lica e Felipe sorri a beijando em seguida cheio de tesão passando a mão pela sua cintura e a outra na nuca da garota.

Clara e Samantha observam da porta que entra no corredor da escola.

—E amiga, parece que esses dois se entendem mesmo né?!—Fala Samantha.

—Quero só vê por quanto tempo, eles dois, nada haver, são completamente diferente—Fala Clara com ódio.

—Amiga desencana, tá na cara que eles se gostam—Fala Samantha.

—Não, o Felipe e meu, meu namorado, ah Lica que tem que desencana dele, essa falsa, ela que se prepare, porque só tá começando—Fala Clara saindo em seguida e Samantha observa os dois se beijando e fica impressionada saindo em seguida.

Lica e Felipe continuam se beijando na escada, quando Lica envolve a mão em seu pescoço e Felipe pega em sua bunda se beijando e Felipe para ofegante.

—Acho melhor a gente parar, não vai dar muito certo isso aqui, no meio da escola—Fala Felipe malicioso sorrindo.

—Agora que tava ficando bom—Fala dando selinho em Felipe.

—Por isso mesmo, se não eu perco o controle, você sabe—Fala Felipe e Lica sorri se afastando—Hoje eu vou Gráfita, que ir comigo?.

—Gráfita?.

—Aham!.

—Mais e claro!.

—Então nos vai, a noite tá—Fala Felipe feliz—Agora vamo pra aula, antes que o Boris aparece aqui—Fala puxando Lica pela mão.

Lica e Felipe entram na sala de aula de mão dadas pouco minutos antes da professora entra na sala e sentam cada um no seu lugar, MB encara Lica.

—O casalzinho se assumiu pro Brasil?—Fala MB cochichando encarando Lica.

—Não enche MB!—Fala Lica.

—Ah, claro, a gente ainda tem um relacionamento que eu saiba Lica—Fala MB.

—Que eu saiba, o nosso relacionamento não existe já faz tempo, deis de quando inventamos esse negócio de relacionamento aberto.

—Nos?, quem inventou foi você!—Fala MB e Lica tenta rebater quando a professora os corta.

—Vocês dois aí, já terminaram o questionário?—Fala e Lica se vira fazendo a lição e Felipe se vira estranhando.

As horas se passam no colégio grupo, todos já estão saindo da escola, indo pra suas casas quando Lica sai caminhando até a cantina e Tina chega em seguida.

—Ta tudo bem?—Fala Tina se sentando ao lado de Lica.

—Ta, tá sim—Fala comendo.

—E você é o Felipe, já tão e um relacionamento sério?—Fala Tina.

—Não, a gente só tá se pegando!.

—Se pegando?—Fala Tina rindo—So você Lica—Quando Felipe chega.

—E aí gatinhas—Fala Felipe se sentando na mesa ao lado das duas.

—Oi Felipe—Fala Tina.

—E aí gatinho—Fala Lica.

—Huuuummm já tem até apelido carinhoso, shippo Felica—Fala Tina e Felipe

sorri.

—Também shippo!—Fala Felipe—Vem cá, o que o MB queria com você na aula?.

—O MB?—Fala Lica séria.

—E, o MB, a professora até chamou a atenção de vocês dois!—Fala Felipe.

—Ah Nada, ele só tava querendo perturbar sobre a matéria—Fala Lica e Tina a encara desconfiando.

—Ah sim, você terminou com ele né?—Fala Felipe Lica o encara, encarando Tina, em seguida voltando encarar Felipe.

—Terminamos, Claro—Fala Lica disfarçando nervosa.

—E a nossa aventura hoje, ainda tá de pé né?!—Fala Felipe animado.

—Claro que tá!—Fala Lica sorrindo.

—O que os pombinhos vão aprontar em?—Fala Tina curisosa.

—A gente vai Gráfita—Fala Lica animada—O Felipe vai me ensinar na verdade né.

Passa-se horas na cidade de São Paulo, já é noite quando numa rua abandonada perto a avenida principal, próxima a lanchonete do Roney, Lica e Felipe se aproximam de toca e mochila olhando em volta pra vê se tem alguém.

—Acho que aqui tá bom, fica entre as duas escolas é não tem muito movimento—Fala Felipe tirando a toca da cabeça.

—To amando essa vida radical!.

—Ta mesmo?—Fala Felipe e Lica o abraça beijando.

—Vamo, fazer nossa obra de arte—Fala Lica tirando a mochila das Costa e pegando os exprei de tinta e Felipe os desenhos. Os dois começam a grafitar em seguida um desenho do caderno de Lica.

—Esse desenho vai ficar maneiro—Fala Felipe sorrindo enquanto Gráfita.

—EI, VOCÊS DOIS AI?—Chama uma voz de homen e Lica e Felipe se viram encarando percebendo que é um policial.


Notas Finais


........ CONTÍNUA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...