História Felicidade - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Taekook, Vkook
Exibições 14
Palavras 240
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


alo alo galeros voltey o/
cá estou eu com minhas lamentações curtas sobre morte, destruição e... mentira
bom, eu não tenho muito o que dizer mas não é nada do que citei ali em cima então está tudo razoável.
Essa fic foi inspirado no poema do cheiroso do Vinícios de Moraes com um poema do mesmo nome.
Espero que gostem, que tenham carinho e muito amor <3

Capítulo 1 - Tristeza não tem fim, mas a felicidade sim.


Tristeza não tem fim, mas a felicidade sim.

A felicidade é como pluma, o vento leva pelo ar e se perde na imensidão que é o mundo. Voa leve e tem a vida breve. Precisa que haja vento sem interrupção. Mas Jungkook difundia sua felicidade como algo supérfluo, as plumas estavam caídas ao chão. O vento de nada adiantava, pois era escasso e sem força.

Entre uma nota e outra saídas daquele piano, uma nova dor era sentida. A cada melodia, um fracasso. A cada dor, uma lágrima. A cada felicidade, mais uma nota.

Tristeza não tem fim, mas a felicidade sim.

A felicidade é como a gota de orvalho numa pétala de flor. Brilha tranquila e logo após oscila de leve, caindo como uma lágrima de amor. Taehyung ouvia aquela melodia falha ao lado de fora, portas fechadas assim como a alma. Queria poder adentrar aquele cômodo e entregar-se ao outro, como nunca havia se entregado a ninguém.

A felicidade é uma coisa boa, é tão delicada também. Tem flores e amores entre mil cores, assim como dores. Naquele corpo havia dor, havia solidão e não era aquilo que queria entregar de si.

Tristeza não tem fim, mas a felicidade sim.

A felicidade era um sonho nos olhos de amantes. É como esta noite, passando e passando em busca da madrugada. Entre dificuldades e lamentações. Entre frustrações e solidões.

Porque a tristeza não tem fim, mas a felicidade sim.


Notas Finais


[email protected]_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...