História Felinos e caninos - Capítulo 52


Escrita por: ~

Postado
Categorias Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Luiz Felipe (Luiz 1227), Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Luiz Felipe "Luiz 1227", Mike, Pac, Pedro Afonso Rezende Posso, Rafael "CellBit" Lange
Tags Mike, Mitw, Pac, Tazercraft
Visualizações 537
Palavras 1.327
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 52 - Especial



Pov Pac §{ 3 dias depois }§ §{ Anti-Cats, 22:30 }§
Não faz tanto tempo que estou aqui e já arranjei algumas amizades, brigas, mas nada muito grave, só causei uma quase morte e um coma, mas nada demais.
Mike vem me atazanando muito nesses últimos dias, ele realmente sente algo por mim, eu também sinto, mas não sei se é correto, pois temos gangues totalmente rivais, eu acho isso meio errado e bem complicado.
Nesse momento estou sentado na cama do quarto do mike, realmente, é bem organizado, e por falar nele, o mesmo chega meio sem expressão, eu me levanto, e vou até ele, querendo passar pela porta, pois a cama dele é de solteiro e só tem a dele, o cara deve estar querendo dormir, então devo dar privacidade ao mesmo.
Mas quando eu ia abrir a porta, o mesmo trancou, ele nem tinha saído do lugar, só sei que... FUDEU.
-Por que não corresponde ao que eu faço?- ele pronuncia com uma voz totalmente diferente, frustada, triste...
-E-eu... M-me deixa passar- tento empurrar ele, mas mike é mais forte e continuou lá.
-Por que você fez aquilo?- ele fala e eu já estava agoniado querendo passar, eu estava nervoso, suando.
-M-me deixa p-passar- repito.
-Você brincou comigo? Brincou com meu coração naquele dia? Me largou?- eu mais uma vez tinha pedido pra passar, mas ele pega um pulso meu e me prensa na porta, esperando minha resposta.
-E-eu....- tento soltar meu pulso, mas ele apenas apertou mais meu pulso, me fazendo dar um gemido de dor e fazer uma careta.
-Você ainda não me respondeu- ele fixa seu olhar em mim, e eu apenas olho pra tudo, menos pra ele, corado.
-E-eu arrumei... U-uma namorada- mantenho um olhar para o chão, com as mãos frias, rosto suado.
-Se está falando a verdade, olhe nos meus olhos- ele fala e eu olho nos seus olhos meio receoso.
-E-eu... Realmente tenho uma n-namorada- falo olhando em seus olhos, trêmulo.
-Mentiroso- ele fala aproximando seu rosto do meu, pegando em minha nuca com sua mão vaga, selando nossos lábios, ele estava fazendo com força, acharia forçado se não gostasse, eu debatia minha mão pra sair, mas ele apenas aumentava a força, tanto no meu pulso como no beijo, assim, soltando sua boca da minha e pega o meu pulso, me  joga no chão, e ele fica de quatro em cima de mim, me beijando de novo de forma intensa, aproveitando e pegando em meu membro, o acordando com suas massagens por cima da calça, assim me soltando beijo, assustado.
-Toque em mim também- ele fala num sussurro, pegando meu pulso, preso, e colocando em seu membro, me fazendo fazer massagens em seu membro, aos poucos ele soltou meu pulso, me deixando fazer as massagens em seu membro, arrancando suspiros dele, o mesmo também retirava, só que ele é muito bom nisso e me fazia arrancar gemidos de vez em quando.
Depois de um tempo, ele parou e começou a atacar meu pescoço, distribuindo chupões e lambidas, me fazendo soltar gemidos tímidos, passando uma de suas mãos por dentro de minha camisa, me fazendo aumentar o tom dos gemidos e arquear as costas por puro prazer.
Minutos depois ele retirou sua camiseta e a minha, dando à mostrar minhas marcas, ainda cicatrizadas do passado da minha família e lutas entre alguns bandidos.
Ele me olhou, mas não ligou muito para o que viu, então passou a massagear um de meus mamilos e chupar o outro, aproveitando para mordiscar, eu estava ficando louco de tesão por ele, até eu sentir um cheiro completamente diferente, era cheiro de... Alfa? FUDEU DE VEZ. 
Eu tentei sair dele, mas deixar o mesmo na mão sendo que ele já me ajudou? Seria uma tremenda mancada...
Ele continuou fazendo aquilo, e depois trocou, após ele deixar meus mamilos rígidos, fez uma trilha de beijos de meu peitoral até minha calça.
Pov Mike
Eu estava louco por ele, o desejando demais, além de meu heat ter chegado, eu aguentei demais ele aqui, então não pude deixar isso passar ileso, eu olhei para o mesmo e ele entendeu, ascentindo com a cabeça e eu retiro sua calça, revelando seu membro ereto, o meu não está diferente.
Vendo que eu vi sua ereção, o mesmo tentou esconder sua cara, mas simplesmente retirei suas mãos, vendo a vermelhidão de suas bochechas, distribuo um selinho demorado em sua boca e sorrio.
Eu poderia virar um louco por sexo, mas estou me prendendo pra não ferir o mesmo, seria doloroso para o mesmo.
mas retirando essa melosidade, retiro sua box, e o membro praticamente salta, vendo seu líquido escorrer um pouco por lá.
Eu percebia que ele estava um pouco assustado, até porque, é um heat meu, e alfas geralmente não perdoam ômegas, mas eu estou fazendo o possível para não machucá-lo.
Mas sem delongas, comecei a lamber sua glande bem devagar, pra dar o gostinho à ele, via as expressões de impaciência dele, me olhava com prazer e ódio ao mesmo tempo, mas resolvi dar uma perdoada, abocanhei seu membro, fazendo movimentos não muito lentos de vai e vêm, dando a ver que ele estava louco de prazer, arqueando várias vezes suas costas a ponto de quebrar sua coluna... É exagerei um pouco, mas é o que eu vejo.
Quando eu solto seu membro, ele geme reprovando minha ação, levanto suas pernas e a deixo em meus ombros e estendo três dedos perto de sua boca, ele entende e começa a chupá-los freneticamente, quando percebo que estava de bom tamanho, eu tiro seus dedos de sua boca e introduzo um em sua entrada, causando um gemido de desconforto no mesmo, depois de segundos, coloco outro, causando agora, um gemido de dor, esperi um pouco até pôr o terceiro, que quase o fez gritar.
Depois dele se acostumar, faço movimentos lentos, e aumento a velocidade de acordo com seus gemidos, quando vi que o mesmo se acostumou por completo, eu retiro os três dedos, e me preparo para colocar o meu membro, vendo que ele se preparava para me receber, segurou fortemente as cobertas, e eu coloco o meu membro em sua entrada, vendo que ele estava quase soltando um grito, mas segurou, assim eu vejo um lágrima descendo por seu rosto.
Não limpo à mesma, sei que é uma maldade, mas pra quê? Quando o coloquei por completo, passei a me movimentar vagarosamente, causando ainda gemidos de desconforto, mas em pouco tempo foi se transformando em prazer, pego em seu membro e começo a masturbá-lo de acordo com as estocadas, percebendo sua feição, agora repleta de prazer, de vez em quando via que o mesmo não gemia por morder o lábio inferior, agora com um pouco de sangue por morder fortemente.
A velocidade aumentava cada vez mais, nossos corpos se chocavam freneticamente, causando barulhos altamente constrangedores, gemidos cada vez mais altos, dando a ver que qualquer um poderia escutar, mas continuamos assim, não nos preocupamos, é algo normal em nossa nação.
Estava frenético, o cheiro que ele exalava não era de seu heat, mas era um cheiro melhor, o cheiro de sexo não se compara à cheiros de ômegas no cio, eu percebia o puro prazer em seu rosto, suas reações a cada estocada minha, cada mínima coisa contava, até eu perceber que ele estava prestes à se desfazer, eu aumento a velocidade de minha mão em seu membro, até ele gemer mais e mais alto, ele estava vindo.
Eu também estava quase no meu limite, mas quando me dou conta ele se desfaz em minha mão, a sujando toda, não ligando muito, mais umas estocadas, e eu chego ao meu limite, preenchendo sua entrada, e solto um gemido rouco.
Quando percebo que meu membro inchou em sua entrada já era tarde, eu fiquei louco, eu sentia que poderia fazer isso, já pac, ele percebeu isso e ficou assustado, queria sair dalí mas era tarde, mordi seu pescoço.


Notas Finais


Não que seja exatamente um especial, até porque demorou pakas, mas agora aconteceu a ligação alma gêmea :3
Agladeçam :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...