História Femme fatale - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Barbara Palvin, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 110
Palavras 715
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Esse prêmio e nosso....


Fanfic / Fanfiction Femme fatale - Capítulo 20 - Esse prêmio e nosso....

Sênus 

Nove meses se passaram e nada de melhoras, ele se encontrava em estado vegetativo. Não tinha nem melhoras e nem sinal de pioras, estava neutro. 

- Senhorita Infernus - sky falou - hoje terá a premiação de executivo do ano, que o Justin te escreveu a uns dez meses, lembra? 

- sim sim, eu irei - eu disse e ela saiu da sala me deixando só - e por você meu amor - susurrei. 

***

Eu estava terminado de colocar o brinco, assim que acabei me levantei e olhei me olhei no espelho. 

- Você iria amar me ver assim - susurrei me referindo ao Justin. 

Eu usava um vestido preto que era transparente na calda e saltos preto e uma bolsa preta - típico Vênus - coloquei algumas pulseiras no braço e desci para o carro. 

Assim que cheguei e a porta do carro foi aberta os flash vinheram em direção a mim. 

*** 

- E o prêmio da noite de melhor executivo do ano e para..... - bateram os tambores - Vênus Infernus Valente, da concessionária de carro Infernus. 

Todos me aplaudiam de pé, pude ver a cara de decepção no rosto de alguns mas faz parte da vida. 

-Boa noite - todos responderam - Esse prêmio não vai para mim, e sim para o meu namoro Justin Bieber ele que me inscreveu, ele que me fez ta aqui hoje. Só que ele não poderia esta comigo aqui hoje, nesse exato momento faz nove meses que ele está em uma cama de hospital em coma - uma lágrima escorreu em meu rosto - e mesmo ele deitado ali daquele jeito, me deu forças para melhorar para estar aqui hoje - fiz uma pausa - então amor ...  esse prêmio e nosso,  Eu te amo - assim que acabei todos aplaudiram e eu desci as escadas indo para mesa onde eu estava sentada. 

Dei um gole na bebida e percebi que alguém havia sentado na cadeira vaga. 

- Século XXI e as mulheres ainda querem ser melhores que os homens, esse prêmio com certeza foi comprado, porque e isso que as mulheres sabem fazer " compras ". 

- E em pleno século XXI as mulheres sendo melhor do que os homens, aceite perde, seja melhor! - levantei e fui em direção a saído do evento mas alguém me puxou pelo braço e vi que se tratava da mesma pessoa - Me solta! 

- Meu nome e Gustavo o melhor empresário de NY , e na sua idade eu não tinha o que você tem, você deu para algum velho rico? 

- primeiro se fosse melhor esse prêmio que está nas minhas mãos seria seu, segundo esse prêmio eu batalhei e vou continuar batalhando para ganhar outros e esfregar na sua cara meus prêmios. 

Ele ficou paralisando com seus olhos fixados no meu e pareceu lembrar de algo. 

- qual o nome da sua mãe? 

- Laura Valente, porque? 

Ele saiu sem me dar nenhuma explicação . 

***

- Bom dia meu amor - disse assim que entrei no quarto do Justin - eu não sei porque mais eu sempre imagino você respondendo " Bom dia minha imensidão " - coloquei minha bolsa encima da poltrona. 

Peguei uma foto que eu havia revelado de nois dois e coloquei em um porta retrato, eu trocava a foto do porta retrato a cada semana. E eu trazia florea e balões também. 

- eu ganhei aquele prêmio amor, e eu fiz um discurso para você - susurrei. 

- Vênus - o doutro entrou no quarto - nos vamos desligar os aparelhos dele em duas semanas, nos não podemos continuar ele não vai melhorar. 

As lágrimas desceram pesadas nos olhos. 

- Doutor eu pago quando o senhor quiser -me ajoelhei - não faz isso. 

- desculpe Vênus. 

Ele saiu me deixando jogada aos prantos no chão, levantei e me deitei ao lado de Justin. 

- amor! Acorda por favor, você tem apenas duas semanas se não eu vou vir aqui e acordar você a força - uma lágrima desceu - Eu não prometo que tudo vai ficar bem, mas eu prometo que sempre vou estar aqui!!!  

Segurei sua mão que tinha o aparelho de medir os batimentos e segurei sua mão entrelaçando nossos dedos. 

- eu te amo - susurrei 



Notas Finais


Guardem o nome " Gustavo " ele vai ser beeeeeem importante


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...