História Fenômenos Paranormais - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Jvtista, Mitw
Exibições 72
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Pesquisa e entrada no manicômio


Pov Tarik Pacagnan 

-Já descobriram algo? -Pergunto chegando perto da mesa em que Lauren e João estavam sentados enquanto liam alguns papeis sobre o manicômio

-Só o fato de um garoto chamado Jacob de 10 anos ter morrido misteriosamente enquanto brincava com a sua bola -Lauren diz enquanto lia o arquivo na pasta velha 

-Eu já ouvi esta historia -Digo enquanto me sentava na cadeira em frente aos depois, estico meu braço direito e pego alguns arquivos. 

-Olhem isso, Tyler Miller e Mikhael Linnynker foram internados ambos com 20 anos e foram encontrados mortos no mesmo dia, ambos tinham os olhos parecidos ter sido queimados, em seus braços esquerdos tinham uma marca de queimado em forma de um desenho estranho, suas pernas e barriga tinham arranhados profundos -João lia atentamente, seus dedos batiam freneticamente na madeira da mesa e podíamos ouvir o barulho de seu coturno bater no chão. 

-Isso é interessante, posso ver? -Pergunto e João acena com a cabeça e "joga" a pasta na minha direção, a viro pra poder ler e vejo que tinha uma foto em preto e branco dos dois e ao lado uma pequena descrição dos mesmos....Mas- O Mikhael é bonito 

-Já se apaixonou pelo morto? -Laur pergunta arqueando uma das suas perfeitas sobrancelhas, reviro os olhos para a morena e molho meus lábios com a ponta da língua

-Lógico que não, só elogiei ele -Dou de ombros e volto a ler a descrição de ambos 

"Mikhael Linnynker: 

Idade: 20 

Cidade/País Natal: Miami, Estados Unidos  

Entrada: 21/05 

Saída: Nulo 

Quarto: 1850

Dia da morte: 14/06 

Motivo Da Morte: Ainda não sabem" 

" Tyler Miller:

Idade: 20 anos 

Cidade/País Natal: Seattle, Estados Unidos 

Entrada: 19/05 

Saída: Nulo 

Quarto: 1745

Dia da morte: 14/06

Motivo Da Morte: Ainda não sabem" 

-Acham que devemos anotar isso? -Pergunto apontando para a pequena descrição dos mesmos, meus dois amigos me olham e negam com a cabeça 

-Não acho que iremos precisar disso -João diz dando de ombros e abrindo outra pasta, mas logo soltando algumas tosses por causa da poeira 

-Tudo bem...

X.X 

Era cerca de 16:30 da tarde quando parei meu carro em frente ao manicômio, seria hoje que iremos entrar no mesmo, mas somente amanhã a nossa gravação vai realmente começar e quando iremos começar a explorar o mesmo. 

Diego e eu saímos ao mesmo tempo do meu carro e abro o porta-malas do meu carro, tiramos as nossas mochilas e eu pego uma que tinha comida e outra que tinha algumas garrafas de água, cada um tinha duas mochilas com as mesmas coisas e outra com o necessário pra ficarmos uma semana ali dentro. Ligo o alarme do meu carro e caminhamos para perto dos outros que tinha uma caixa de papelão nas mãos, ali dentro tinha tripés, cabos e umas coisas para dar luz para a gente quando estivermos em cômodos como a sala principal e tal. 

-Como iremos entrar? -Vero pergunta enquanto arrumava sua mochila nos ombros, olho em volta e vejo um velho e grande portão de metal 

-Por ali -Aponto para o portão e começamos a andar em direção ao mesmo, quando chegamos em frente ao mesmo e tentarmos abrir o mesmo acabamos percebendo que ele estava trancado 

-Eu tenho uma ideia -Felipe diz e tira um grampo de dentro do bolso do seu jeans, se ajoelha em frente ao portão e começa a fazer movimentos que eu não conseguia ver direito 

-Por que você tem um grampo no bolso? -João pergunta encostando o ombro na parede ao lado do portão, a espera do loiro abrir o portão 

-Na verdade ele é da Lauren -Deu de ombros e voltou a sua atenção para o portão -Pronto, a nossa passagem para o inferno esta aberta -Felipe diz se levantando do chão, começamos a entrar em passos lentos e olhávamos de um lado para o outro 

-Vocês tem certeza disso? Pode ser perigoso, e ainda podemos ser presos -Diego diz enquanto esta parado no portão, arqueio a sobrancelha para o mesmo e coloco as duas mochilas na mesma mão 

-Não seremos presos, a faculdade conseguiu um tipo de passe livre pra entrarmos aqui -Digo calmo, mas ainda com a sobrancelha direita arqueada para o mesmo, ele acena com a cabeça e começa a andar lentamente na nossa direção 

-E sim, nós temos certeza, agora dê uma ajuda aqui... -Vero diz entregando a caixa de papelão para o moreno ao meu lado. 

x.x 

-Okay....iremos ficar aqui por uma semana, uma longa e intensa semana -Lauren diz enquanto subíamos as escadas, que faziam um barulho escroto a cada passo nosso, para o segundo andar. 

-Eu ainda não quero isso, preferia ter pego romance -Diego dizia enquanto subia lentamente as escadas, um pouco mais longe de todos. 

-Mas não pegou, agora aceite isso e traga os equipamentos -Felipe dizia enquanto arrumava seu cabelo loiro e olhava para as paredes que tinham manchas estranhas e um pouco de sangue seco na mesma. 

Estávamos no segundo andar, o corredor estava claro por causa de duas janelas que tinha e a luz do sol batia nas mesmas, iluminando o local, o extenso corredor era cercado por diversas portas de metal, indicando os quartos onde os pacientes ficavam, e tinha alguns quadros, alguns estava até quebrados e outros inteiros, parecia até ter sido posto naquele local estes dias.

-Ahm...Pac fica no quarto do Mikhael, Diego no do Tyler -João diz e somente acenávamos com a cabeça e caminhamos para os nossos quartos, o que quer dizer que eu acabei não ouvindo o número do quarto dos outros, mas eu iria descobrir logo 

Abro a porta de metal que indicava o meu quarto e entro em passos lentos para dentro do mesmo. O quarto era composto por somente uma mesa, uma cadeira, uma janela com grades e uma cama de metal com um travesseiro mais velho que a minha pobre vozinha. Coloco as três mochilas em um canto e me sento lentamente na cama gelada, pego meu celular e ligo a tela do mesmo....Ótimo, não tínhamos sinal algum. Jogo meu corpo para trás e acabo soltando um gemido baixinho ao tocar meu corpo quente na cama gelada. 

Pego meu celular novamente e vejo que já era 17:00, eu poderia dormir agora pra descansar um pouco já que iremos acordar as 3 da manhã pra começar a nossa "aventura" e nosso documentário pelo manicômio...É isso que irei fazer. 

Tiro meus sapatos com a ajuda dos pés e arrasto meu corpo para cima, encostando minha cabeça naquele travesseiro velho pórem confortável, guardo meu celular novamente no meu bolso e me viro para o lado, olho para a grade da janela que tinha alguns arranhados e marcas de dedos, mas tinha uma visão maravilhosa para o sol que começava a se pôr lentamente e de uma grande arvore, e com isso eu acabei caindo no sono.


Notas Finais


All The Love x
#LoveOnly


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...