História Fenômenos Paranormais - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 656
Palavras 792
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, FemmeSlash, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FELIZ DOIS FAVORITO, SJSJSJ eu to brincando heuehrhue but anyway SIMBORA

Capítulo 2 - O Início das Pesquisas


 Dia 1 

*Câmera ligada* 

*Behind the scenes* 

– Esse é o dia 1 do Projeto Hospício Lovato! – Zayn sorriu animado.

– E o que nós vamos fazer hoje Zayn? – Selena perguntou tão animada quanto o seu irmão.

– Nós vamos pesquisar sobre o Hospício Lovato e seus mistérios. – Zayn fez uma cara misteriosa e Louis fez sons de fantasmas.

– E quem nós somos? – Selena perguntou.

– Quatro idiotas que vão passar sete dias num hospício abandonado yaaay. – Camila disse entrando no enquadramento da câmera.

– E vão fazer um puta documentário yaaay. – Louis completou, colocou a câmera no tripé e entrou no enquadramento também.

– Então hoje nós vamos pesquisar sobre o que aconteceu atrás desses muros. – Zayn deu tapinhas os grossos muros do lugar.

*Câmera desligada*

Louis guardou o equipamento e colocou na van.

– Qual o plano? – Camila pergunta.

– Eu e Selena vamos entrevistar a senhora Lovato, você e o Louis vão para a biblioteca e acham os arquivos do hospício. – Zayn explicou.

– Combinado, estejam aqui na hora do almoço. – Louis respondeu.

– Ok. – Todos responderam e o grupo se separou.

[...]

*Câmera ligada*

*Asilo Municipal*

*Entrevista da Senhora Lovato*

– Então, senhora Lovato, o seu hospital psiquiátrico foi fechado por algum motivo em especial? – Zayn perguntou e deu um sorriso simpático para a velhinha na cadeira de rodas.

– Não, nenhum motivo em especial eu só estava muito velha e não tinha herdeiros, Dallas e Madison nunca quiseram o hospital.– Dianna explicou, mas a velhinha se arrepiou por algum motivo, a enfermeira cobriu a sua paciente.

– Uhum, e a senhora gerenciou o local por anos, notou algo estranho? – Selena perguntou.

– As paredes, ás vezes parecia que tinha sangue nelas, mas aí você virava e sumia.  E tinha essa paciente, a... Qual era o nome dela mesmo?  AH SIM, Lauren, ela sumiu.– Dianna contou.

– Alguma coisa aconteceu depois do sumiço dela? –Selena perguntou.

– MUUITA COISA, antes eu tinha que ficar quieta porque era meu hospital, agora eu sou só uma velha viúva e á beira da morta. Então, como vocês jovens dizem? AH SIM, FODA-SE – Dianna desabafou.

– E que coisas aconteceram? Algo estranho? – Zayn disse segurando a risada.

– Muito estranho, tem essa sala e sempre que você entra nela você sente uma respiração na sua nuca. E a sala de lobotomia, quando você entra lá... É inexplicável, é horrível. Aquele hospício de merda inteiro é um inferno – Dianna respondeu.  

– E sobre a sua filha? Demetria, certo? – Selena perguntou.

– Ah, a minha menina. – A mulher começou a chorar.

– A senhora não precisa falar se não quiser – Zayn confortou a senhora.

– Não, tudo bem, ela era uma garota maravilhosa, ia herdar o meu hospital. – Dianna começou, depois de secar as lagrimas com a manga de sua blusa.

– E o que aconteceu? – Selena perguntou.

– Ela enlouqueceu, e uma noite eles vieram buscar ela. – A velha se arrepiou de novo.

– Eles? – Zayn franziu as sobrancelhas. 

– Eles a enlouqueceram, enfraqueceram a alma dela e a levaram embora. – Dianna lançou um olhar vazio para os irmãos.

– Como assim?

– Se eu falasse, eles me levariam também.

– Falasse o que? – Os primos se entreolharam confusos.

– Fiquem. Longe. Daquele. Hospital – A mulher disse com a voz praticamente desumana.

– Senhora Lovato.. – A enfermeira começou.

– EU SÓ ESTOU TENTANDO ALERTÁ-LOS, DEMETRIA NÃO GOSTA DE VISITAS! – A mulher gritou.

– Ok, o horário de visitas acabou. – A enfermeira praticamente os arrastou pra fora da sala.

[...]

Louis e Camila estavam atolados de livros e poeira na biblioteca municipal.

– O que você acha desse laudo de morte? – Louis entregou uma pasta para Camila.

– Lauren Jauregui: Causa de morte: Desconhecida. – Camila leu em voz alta.

– Bem suspeito – Ela concordou.

– Naquela época eles tiravam fotos dos mortos, dá uma olhada – Louis folheou a pasta e mostrou a foto da garota morta.

– Ela parece... Assustada. – Camila comentou.

– Ela está morta, Camila, ela morreu claramente de algo que o assustou. – Louis respondeu.

– Tipo, uma barata que causou uma parada cardíaca e ela morreu? – Camila arqueou a sobrancelha.

– Pode ser cética o quanto você quiser, mas ela era jovem demais para ter uma parada cardíaca por algo assim. – Louis observou.

– Meu Deus, olha que médica delícia. – Camila suspirou olhando dentro de uma pasta.

–  “Dallas Lovato: Médica condutora de lobotomia e tratamentos de choque.” – Louis leu em voz alta.

– Não sabia que as filhas dos Lovatos estavam envolvidos no hospital. – Ela observou.

– Ninguém aparentemente sabia, olha esse carimbo. – Louis apontou para um carimbo quase apagado na capa da pasta que dizia:

“CONFIDENCIAL, APENAS SUPERIORES ESTÃO AUTORIZADOS A LER”

– Pensei que as Lovatos odiassem esse hospital, dizem que elas abandonaram os pais em asilos e foram embora. – Camila disse.

– Aparentemente, Dallas Lovato não odiava.  – Louis respondeu.

– Nós vamos levar essas montanhas de poeiras, temos muito a analisar.  – Louis declarou.

– Apoiado. – Camila disse já pegando as pilhas e mais pilhas de arquivos.


Notas Finais


YAAAH, voltei com mais um capítulo para vocês! Espero que gostem, até amanhã *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...