História Fera - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 12
Palavras 1.505
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ft tirada do trailer ugly Love , pra quem gosta desse tipo de leitura 😉 como eu
Vai lá e dá uma olhada.

Capítulo 6 - O velho.


-O que ele queria com você ?- Frank me pergunta enquanto dirigi seu Lamborghini prata , carro muito exagerado pro meu gosto mais é bem o jeito dele ,- Ele quem ?

-Cary.- ele diz seco olhando ficço para frente, -Queria saber se eu sou mais uma das suas VADIAS.- falo simples o fitando com um sorrinho forçado , -E o que você disse ?

-Não precisei dizer nada.- Frank por um minuto tira o olho do volante e olha para mim incrédulo, - Como assim ? Ele te chama de vadia  e você não faz nada ?-

- Por que faria , não sou nada sua .- falo tirando os olhos dele e olhando para frente, - Porque não confessa logo ?- Frank pergunta com um sorriso malicioso nos seus labios, quase me perco neles mais tenho que me manter firme.-Confessar o que ? - o pergunto fingindo pouco caso , - Que você me quer, desde da cafeteria.- ele fala isso e meu coração quase pula pela boca , confesso que sinto sim uma certa atração por ele que eu ainda não entendi, mas não tinha me dado conta que era isso que eu queria ,-Por que você acha isso ?- pergunto , - Por que não são muitas mulheres ficam fascinadas por mim, lembra que foi isso que você falou.- ele me encarando de novo e sinto que estou nervosa, minhas mãos estamos suando, então respondo - Só te achei bonitinho.- mentira ele era muito gostoso , mais eu não ia falar isso pra ele, ele apenas me dá um largo sorriso que faz parecer pequenas covinhas em seu maxilar, meu Deus - Então para onde te levo pra minha casa ou a sua ?

-Para as duas! - isso é jogo, penso comigo mesma , e não vou perder -você na sua e eu na minha, dobre a direita por favor.

São apenas cinco longos minutos de silêncio naquele carro até chegarmos na minha casa, ao estacionar logo desço do carro, estava sentindo um clima muito quente lá dentro, - Ei - ele diz antes que eu entre em casa - não precisa dizer hoje, mais a partir de segunda você não vai mais poder fugir de mim.- isso foi quase uma ameaça pode sentir ,ele me da outro sorriso largo que consegue me derreter toda por dentro, entro logo em casa já chega Frank por hoje preciso de banho frio e uma boa noite de sono , -Da onde você vem Vadia ? - o meu padrasto está sentado no sofá com uma garrafa pela metade de vodka , fingo que não ouvi aquilo e vou para o meu quarto, devia ser umas duas horas da madrugada,quando fecho a porta do meu quarto o escuto gritando  - Sua Vadia  me responda - ele dá um chute em minha porta que abre com tudo me fazendo dá um grito de susto , ele me dá um tapa no rosto que me faz rodar e cair em seguida ele vem por cima de mim gritando - Sua cachorra, dá pra todos e menos pra mim!- ele tenta segurar minhas mãos enquanto me debato pedido pra ele para. Ele começa então a tentar me beijar mais viro o rosto de um lado pro outro , aquele velho desgraçado. Por um minuto que fecho e abro os olhos vejo um par de sapatos grandes vindo do corredor em nossa direção ,correndo , puxa o velho de cima de mim que cai pro lado perguntando - Quem é você ?- Frank não o responde apenas apenas começa a esmurrar o velho com tanta raiva, não penso duas vezes e saio correndo de dentro de casa chorando com as mãos no rosto, quando olho para trás Frank vem enfurecido me pegando pelo braço e me botando dentro de seu carro novamente, não consigo parar de chorar então entre soluços o pergunto - Pra onde você tá me levando ? - , ele não diz nada , apenas dirigi seu carro com tanta velocidade que poderíamos sofrer um acidente, vinte minutos depois paramos enfrente a um prédio simples com a frente pichada,saio do carro meio mancando por causa do salto que quebrou e eu nem vi que quando foi isso , Frank me puxa pela mão para lá dentro o pergunto outra vez enquanto entramos em um velho elevador de carga , - onde estamos ?- Frank apenas se aproxima de mim, limpando minhas lágrimas do rosto e me olhando com carinho. Chegamos ao último andar e Frank me puxa para a única porta de cor vermelha que tem nesse andar. Ele pega as chaves do bolso abre a porta e me leva lá para dentro , é um grande apartamento com pouca mobília e sem divisão nenhuma do que  é o quarto dele e a sala , ele entra pisando firme e tirando sua jaqueta e logo ele começa a dizer.

-Você é minha!

Ele gritava, e eu não entendia a sua raiva. Quem deveria estar com raiva sou EU afinal fui eu fui atacada por aquele velho desgraçado, então por quê ele está com tanta raiva ?

- Você é minha- ele repetia vindo em minha direção - só minha !

Estou com medo, o que faço, fico ou fujo ? E por que ele me olha desse jeito ?

De repente ele aumenta as passadas, dou um passo para trás mas não adianta ele já está na minha frente me puxando para seus braços e me envolvendo com o seu calor, ele segura o meu rosto com suas mãos e repete - Você é minha.

Sua boca envolve a minha com tanto fervor que não consigo me conter, suas mãos dessem até minhas costas enquanto rasga o meu vestido.

-Vira- ele manda e eu obedeço.

Ele me prende na parede enquanto tira o que resta do meu vestido, suas mãos alcança os meus seios e os afaga enquanto diz- Você é minha !

Meu Deus onde isso vai parar ?

Logo pode sentir sua grande extensão dura coberta pela calça em minha bunda quase desnuda, estou apenas de calcinha e solto um gemido involuntário com isso , eu o quero eu sei que o quero mais... Uma de suas mãos solta o meu seio e desse até minha parte enfiando a mão por dentro da calcinha dou um pequeno grito de susto, mais Frank me aperta mais forte e fala no meu ouvido - Você já está molhadinha Srs.Harley !- suas mãos brincam comigo me fazendo dar gemidos , -É isso que você quer ? - ele esfrega sua extensão dura em mim que dou um gemido em reposta, não conseguia pensar em mais nada naquele momento, só prestava atenção em tudo que o meu corpo dava em reposta para Frank. Por um momento Frank tira a mão de minha calcinha me virando para si e me dando um beijo veloz, nossas línguas em um sintoma só, senti que ele ainda estava vestindo enquanto eu já estava quase nua e comecei abrir  os botões de sua camisa que logo foi atirada para o lado , Frank envolve minhas pernas em seu quadril me fazendo ficar em seu colo e encontrar minha vagina com o seu pênis completamente duro.Ele me joga na cama se afastando um pouce me observando enquanto eu ardia de prazer , ele dá um largo sorriso e passa a mão por seu membro me fazendo olhar para ele e morder o lábio, - Você quer ? - Ele pergunta -É isso que você quer ? - faço que sim com a cabeça, eu quero esse homem em mim , - Diga ! - ele ordena ,e eu obedeço - Sim...- minha resposta foi um sussurro, mais foi o suficiente pra ele tirar as calças e vir por cima de mim só de cueca. Seu corpo era todo malhado cheio de gominhos na barriga até o caminho da felicidade, seus peitoral era largo e suas boca...Ele veio como se fosse me beijar mais logo volto beijando o meu pescoço, depois os meus seios, enchendo minha barriga de beijinhos e arrancando minha calcinha com a boca. 

-Tira -eu falava , enquanto tentava arrancar sua cueca, ele meu deu um longo beijo outra vez e a tirou me deixando ver seu membro tão grande e duro... Ele pega uma camisinha numa mesinha do lado da cama, e arrasga com boca, para em cima enquanto a coloca olhando pra mim, isso é tão sexy.

Ele começa e me beijar de novo até que aperta as minhas coxas envolta do seu quadril e me penetra com força, aquilo me faz dar um gemido alto e ele diz - Você tá tão molhadinha ! - sua voz rouca em meu ouvido me faz gemer mais alto ainda, ele começa a dar leves bombadas em mim -Com Força...- eu peço, e assim ele faz, até me levar ao êxtase e gozar, ele caí em cima de mim com um gemido rouco e percebo que ele também gozou.Ele sai de cima de mim indo para lado da cama, enquanto eu simplesmente me contorço e adormeço.



Notas Finais


Então
Fiz a parte do sexo ouvido crazy in love dá Beyoncé , a música do trailer 50 tons de cinza .
Por hoje é só, bjs ....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...