História Férias! - 2° Temp. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Assassinato, Floresta, Hospital, Magia Negra, Morte, Wendigo
Exibições 5
Palavras 1.019
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Voltei pessoal!!!
Bom, escrevi esse capítulo, o maior até agora. Espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 4 - Nova Paciente


Fanfic / Fanfiction Férias! - 2° Temp. - Capítulo 4 - Nova Paciente

*Narrado por Deborah*

-Porque você tá gritando, olha eu vou te demitir... O QUE É ISSO? - Mandy gritou apavorada.

Lucas estava com uma menina toda ensanguentada, bem familiar. Estava segurando ela nos braços. Mandy correu até ele e eu puxei Alesha, mas ela estava imóvel.

-Alesha, o que foi? Vamos ajudar! - falei.

-Você não reconhece? Mesmo com todo o sangue da pra ver, é a Liz! - Alesha. 

Eu parei e olhei bem, a menina com machucados intensos e cheia de sangue era a Liz. Eu nem reconheci.

-M-Mas... Como? - Eu estava perplexa.

-Não sei. Vamos! - Alesha me puxou e nós corremos até o Lucas.

--------Três Anos Atrás--------

*Narrado por Liz*

As meninas mandaram eu correr até a cabine do Graham para pedir ajuda e é isso o que eu vou fazer. Eu passei correndo pela casa da Tia Raquel então sabia que eu já estava quase perto. Comecei a ouvir os rugidos/gritos dos Wendigos logo atrás de mim.

-Eu não vou morrer hoje!

Ainda correndo, ouvi um barulho de helicóptero.

-Chamaram ajuda? Como? - Distraída com o helicóptero eu parei.

Vários Wendigos me cercaram.

-Não, por favor. O que querem de mim? - eu disse com muito medo.

Um deles me pegou pelo o cabelo e começou a me puxar, mas eu resisti.

-SOCORRO! NÃO POR FAVOR, POR FAVOR - Estava doendo muito e eu comecei a chorar.

Eu estava me puxando para um lado e o Wendigo para o outro, até que o Wendigo conseguiu arrancar um pouco do meu cabelo e eu cai no chão.

-Não... Eu não vou morrer hoje... - O Wendigo me puxou pelo pé e os outros Wendigos vinham logo atrás - ALESHAA! DEBORAH! ME AJUDA.
Era inútil, elas não iam me ouvir. Eles estavam me carregando e eu tentava agarrar algo no chão, mas era mais inútil que meus gritos. O Wendigo que estava me carregando parou, me ergueu e bateu minha cabeça em uma árvore, e eu apaguei.

-------------------------------

-Lucas quem é ela? Como isso aconteceu? - Mandy perguntou desesperada.

-E-eu não sei. Eu achei ela assim, na porta do hospital - Lucas respondeu.

-Na porta? Bem estranho... - Alesha.

-A gente conhece ela, o nome dela é Liz. Depois a gente conta tudo, vamos ajudá-la primeiro - eu disse.

-Precisamos limpar todo esse sangue, tanto dela quanto do chão. Ela agora é nossa paciente - Mandy - Cadê a incompetente da Katrina pra limpar esse chão?

-Estou aqui - Disse Katrina virando o corredor - o que aconteceu aqui?

-Não é da sua conta. Essas são as novas enfermeiras, Alesha e Deborah. Elas vão se resolver com a nova paciente e você vai limpar esse chão - Mandy - espero que ele esteja mais limpo que antes.

-Ok - Katrina olhou para a Mandy com o maior ódio do mundo.

-Eu vou descansar, Lucas já para a recepção, Alesha e Deborah vocês vão começar a trabalhar agora. Pega a tal Liz e faça o que tenha que ser feito e Katrina limpa tudo bem rápido, sua tartaruga - Mandy disse isso e entrou na sua sala.

-Deborah, eu não vou seguir ordem dessa mulher - Alesha.

-Ela mudou muito. Eu não queria trabalhar aqui mas temos que descobrir o que aconteceu com a Liz. Começamos vamos terminar! - falei.

Lucas se levantou e virou o corredor, Katrina pegou os produtos de limpeza e começou a limpar o chão e eu Alesha fomos com a Liz para outra sala.

*Narrado por Alesha*

-Eu nunca trabalhei como enfermeira, o que a gente faz? - Eu perguntei.

-Primeiro, cuidamos dos machucados. Depois, trocamos essa roupa por uma do hospital e tentamos descobrir o que aconteceu - Deborah respondeu.

Colocamos ela em uma cama de hospital.

-Olha isso, Alesha. Os cortes são profundos e parecem ser dentes. Um animal atacou ela? - Deborah.

-Não faço ideia. Ela parece estar desacordada. Mordidas de algum animal faria a pessoa ficar desacordada?

-Não sei. Ela pode ter caído e batido a cabeça... Mas porque o tal animal não matou ela? E como ela veio parar aqui justo quando chegamos? - Deborah.

-Isso é muito estranho. Mas, eu não estou nem um pouco surpresa da Liz aparecer aqui. Sei lá, sinto que esperava por isso - Eu disse.

-É melhor eu ligar para a mãe dela, faz um tempo que a gente não fala com ela né? Alesha vai pegar coisas pra gente fazer curativo.

-Pegar aonde? - Eu perguntei.

-Na sala de limpeza, na sala de enfermagem. Sei lá, procura - Deborah.

-Eu não conheço aqui, vou me perder.

-Não vai, vai que você consegue - Ela riu.

Sai da sala e fui procurar a sala de enfermagem. Eu olhei para aquele corredor imenso, parecia que alguém tinha morrido ali. Lucas não estava na recepção e Katrina já tinha terminado de limpar tudo.

-Lucas? Mandy? Katrina? - Fui olhando sala por sala.

Decidi que iria até a sala da Mandy, não fazia ideia de nada naquele hospital. Mas ela não estava.

-Por onde esse povo anda? Eu hein?!

Vi uma porta aberta e decidir ir até lá.

-Se esse corredor é grande, imagina o andar de cima. Deus me livre.

Entrei e me deparei com o Lucas se trocando, eu gritei e tapei os olhos.

-ALESHA? - Ele se assustou comigo, em seguida ouvi barulho de várias coisas caindo.

-Tropeçou? - eu disse rindo ainda com os olhos tampados.

-P-perai, não olha - Lucas.

-Nem se eu quisesse - eu ri.

-Pode olhar agora.

Ele estava só com uma calça.

-Porque você estava se trocando aqui? - eu perguntei.

-Não sei, eu tinha que tirar essa roupa. O que você está procurando? - Ele perguntou.

-Sala de Enfermagem, preciso de curativos pra paciente nova - Eu respondi.

-Porque você... Não fica um pouco? - Lucas fechou a porta e me pressionou contra a mesma.

-Ei... para - eu disse tentando afastá-lo.

Ele começou a se aproximar e eu dei um murro forte na barriga dele.

-Afaste-se de mim - eu sai da sala e fui até a sala que a Deborah estava.


Notas Finais


O que acharam? Comentem aí em baixo. Beijos e até o próximo capítulo !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...