História Férias de Verão - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ian Somerhalder, Selena Gomez
Personagens Ian Somerhalder, Personagens Originais, Selena Gomez
Tags Férias De Verão
Exibições 17
Palavras 2.848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - Flash back


POV. Selena

Ian virou o carro quase num estrondo e estacionou na beira da estrada, desligando o mesmo. Eu permaneci imovél, olhando para a janela do meu lado. Pelo canto do olho vi ele olhar pra mim de forma séria, esperando eu fazer o mesmo mas não o fiz. Ele bufou e tirou o cinto dele, em seguida me virou pra ele bruscamente, agarrando meus braços...

_ Selena, porquê você me trata desse geito? Eu estou tentando me entender com você e você agi feito uma criança!_ ele falou impaciente.

_ Ah! E você ainda pergunta porquê te trato assim? Você esqueceu do que me fez?.... Pois eu não, até hoje me pergunto o que fiz a você para ter merecido aquilo!_ falei irritada tentando puxar meus braços.

_ Porra Selena...isso já foi a muito tempo, esquece isso...eu já falei pra você que eu era inconsequente, sem rumo qualquer e nós éramos adolescentes Selena!_ falou me olhando nos olhos.

_ Ah tá! E isso explica tudo o que eu vi e você fez? _ eu perguntei o olhando debochada_ Pra você é fácil, simples esquecer, mas pra mim é dificil entendeu, pois fui eu quem sofreu mais, eu é que fui humilhada por você, eu é que tive que cometer o pior erro da minha vida, eu...!_ falei apontando pra mim mesma.

_ Eu também sofri com isso...depois que você se foi...eu reflecti nas coisas que fiz e quis pedir desculpas a você, só que você não quis me ver, então eu preferi me afastar de você e acredita, foi dificil pra mim!_ ele falou me olhando e parecia estar sendo sincero.

_ Agora é tarde pra isso, o passado não sofre alterações, ele permanece intacto...E além do mais eu não acredito em você!_ falei baixando meu rosto.

Ian ficou olhando pra mim e travou seu maxilar, eu me desvencilhei dele e me virei pra janela, travando a vontade enorme que eu tinha de chorar naquele momento.
Ian, ligou novamente o carro e deu partida pisando fundo no acelerador.

Eu fechei meus olhos, esquecendo tudo do presente e me deixei levar pelas imagens do passado.

Flash back On:

Pov. Selena

{ 6 anos atrás\ New York }

Coloquei um short jeans e uma blusa regata branca, passei perfume, protector labial e soltei meu cabelo. Caminhei até a minha cama onde sentei e calçei meus sapatinhos pretos. Peguei meu celular e o mesmo indicava 11:30hrs da noite.

_ Óptimo!_ falei me olhando no espelho e gostando do resultado.

Caminhei até a cama e amontuei as almofadas, e tapei com o lençol, fazendo aquele antigo truque de que tinha alguém alí e em seguida corri até a janela, pulando a mesma e chegando ao chão com a ajuda da árvore.
Eu estava indo me encontrar com o Ian, meu namorado. A gente se conheceu no oitavo ano da escola, quando eu tinha 13 anos e ele 14. A partir daí nós começamos a nos relacçionar. Agora eu estou com 16 e ele com 17, e as coisas entre nós mudou bastante, ele é mais ciumento e um pouco possessivo.

Ian sempre foi impulsivo e as vezes parecia uma criança birrenta em seus actos, o que faz com que briguemos muito. Nossos pais sabem do nosso relacçionamento, pois ele é antigo, porém não sabem das nossas escapadas noturnas para namorar.

Corri levemente no meio da penumbra da noite, até avistar de longe o Ian, me esperando, com a sua moto. Corri até ele e assim que cheguei pulei nele selando nossos lábios.

_ Oi, meu amor!_ falei sorrindo.

_ Oi amor... Achei que não viesses, estava impaciente !_ ele falou me fazendo caricías_ Estou louco pra foder você, sabia?_ ele sussurrou no meu ouvido dando uma leve mordidinha.

_ Você é um safado sabia?_ falei o olhando e o beijei_ Vamos?

_ Vem logo... Sobe !_ ele falou me dando o capacete em seguida me ajudou a subir na moto_ segura forte!_ ele falou e acelerou dando partida.

[•••]

Ian me deitou sobre a mini cama, do nosso sítio e nossos corpos nús, compartilhavam calor, amor, prazer e desejo. Ian desceu seus beijos em meu pescoço, enquanto me bombeava forte e fundo, causando certa dorzinha, mas gostosa.

_ Awn...vai...awm...isso!_ eu gemia loucamente entre os beijos movendo meus quadris de encontro com o dele.

_ Ohhh... Gostosa...Arrrgh....apertadinha!_ ele gemia me socando cada vez mais rápido e abrindo minhas pernas.

Eu estava no ápice do prazer, ia a loucora, ou seja, nós dois, nos entregavámos ao prazer. Ian socou mais três vezes e parou bem no fundo, se derramando dentro de mim. Eu me contorcia, sentindo a quentura de seu líquido.

_ Ahmmm... Isso é....bom!_ sussurrei rebolando nele.

_ Vamos tentar uma posição nova!_ ele falou saindo de mim com seu membro ainda erecto e se deitando na cama.

_ Como faço, então?_ falei meio desorientada.

_ Sobe em mim e senta no meu membro, e cavalga!_ ele falou e me puxou delicadamente pra cima dele.

Eu me inclinei pra ele e selei nossos lábios num beijo de língua. Ian com sua mão livre, colocou seu membro em mim e agarrou minha cintura me ajudando a subir e descer, de forma acelerada.

_ Ohhhh....delícia...._ Ian gemeu mais ainda e deu um tapa na minha bunda.

_ Awnnnn... OMG....Ian...._ Gemia sentindo o limite me alcançar e meus seios balançavam ao ritmo das bombeadas. Logo gozei.

Ian ainda animado, deu um tapinha na minha bunda e aperto a mesma, me fazendo sair dele. Logo ele levo seus dedos na minha intimidade me estimulando, enquanto nos beijávamos de forma sensual.

_ Fica de quatro pra mim!_ ele sussurrou entre o beijo e eu o fiz.

•••••

_ Te amo tanto meu amor!_ falei abraçando seu corpo enquanto ele afagava meu cabelo.

_ Eu também te amo demais Selena... Minha.... minha e de mais ninguém_ ele falou me apertando sobre ele e eu sorri baixinho.

[••••]

* um mês depois *

No meio da aula senti novamente aquela sensação de enjoô e cansaço, sem falar que últimamente vomito tudo o que como.

_ Professor!_ chamei o interrompendo no meio da aula_ Posso ir ao banheiro, por favor?_ perguntei controlando a vontade de vomitar.

_ Pode sim!

Asssim que ele falou saí correndo da sala, indo até ao banheiro. Assim que cheguei, corri até a sanita e me ajoelhei vomitando tudo que havia comido. Assim que terminei, fui até ao lavatório meio zonza e passei água no rosto.
Eu devia estar doente, pois eu me sentia estranha, as vezes irritada, outras cansada e enjoada.

Ouvi o sino tocar, então saí do banheiro. No meio do caminho cruzei com a Briana trazendo minhas coisas.

_ ai amiga! Como você está?_ ele perguntou me fazendo se sentar no banco com ela.

_ Enjoada e cansada...eu não tenho andado muito bem!_ falei me debruçando ali mesmo_ Vomito tudo que como e o cheiro forte me traz ânsia!

_ Sel...sua menstruação apareceu esse mês?_ Briana perguntou me fazendo olha-la.

_ Não....está meio atrasada, deve ser o stress!_ falei a olhando.

_ Ou uma suposta gravidez!_ ele falou sussurrando.

_ Grávida, eu? Ah Briana pára de graça, vai!_ falei sem graça.

_ eu estou falando sério! Me diz uma coisa... Você e o Ian se protegem todas vezes que transam?_ ela perguntou e eu fiquei pensativa.

_ Algumas vezes....não sei!_ falei desnorteada e tremendo_ Ai não! Briana você acha mesmo que eu posso estar grávida?_ perguntei nervosa e preocupada.

_ Sua menstruação sempre foi regular e está atrasada...você tem cansaço, enjoôs e vomita tudo que come, tudo indica uma suposta gravidez e um teste pode provar!

_ Não....eu não posso estar grávida!_ falei deseperada com um na garganta.

_ Calma... Vamos agora na fármacia e tiramos essa dúvida!_ ela falou e eu assenti.

[••••]
*
* algumas horas depois *

Nesse momento eu me encontrava, sentada no chão do banheiro de uma fármacia, chorando desesperada com dois testes, que deram positivos. O que vai ser de mim agora?

_ Calma Selena..._ Briana falou me abraçando.

_ Eu não consigo... Briana eu estou grávida com 16 anos apenas, o que os meus pais vão achar de mim quando souberem e o Ian, ele vai pirar!_ falei desesperada e chorando_ A minha vida acabou!

_ Amiga, também não é assim, você ainda não conversou com Ian, vai que ele aceite e os seus pais com teplmpo vão perceber e vão ter que entender!_ Ela falou tentando me acalmar.

_ Meus pais não podem saber....não agora!_ falei limpando as lágrimas_ Eu preciso falar com o Ian...agora!_ falei pegando minhas coisas.

_ Quer que eu te acompanhe?

_ Não, acho melhor eu ir sozinha!

••••

[••••]

Assim que cheguei no nosso sitío, Ian se encontrava me esperando como eu havia pedido. Assim que fechei a porta e ele notou minha presença, ele logo veio até mim selando nossos lábios.

_ Estava com saudade de você meu amor_ ele falava e percorria meu corpo com caricias

_ Ian, pára...a gente precisa conversar!_ falei me afastando dele.

_ A gente conversa depois...agora vem!_ ele falou vindo me agarrar mas eu me desviei dele _ O que foi agora?_ ele falou irritado.

_ Ian é sério, não é hora pra isso a gente precisa conversar, é importante o que eu tenho a dizer!

_ Então fale... O que foi?_ ele perguntou meio rude.

_ Ian eu estou grávida_ falei tudo de uma vez e ele arregalou seus olhos.

Ian apenas ficou em silêncio olhando para o nada e eu estava ficando aflita.

_ Como você foi deixar isso acontecer Selena?_ Ele perguntou frio e rude.

_ Como assim... Ian eu também estou tão surpresa quanto você!

_ Você é muito inrresponsável Selena, o que você pretende? Estragar a minha vida?_ Ele gritou me olhando.

_ Ian você está falando como se eu tivesse culpa... Eu não fiz esse filho sozinha, eu também estou desesperada!_ gritei e ele passou as mãos entre o cabelo_ Ian...é o nosso filho!_ falei indo abraça-lo mas ele me empurrou.

_ Seu filho...Não nosso!_ falou rude e eu começei a chorar desesperada_ Você é que foi uma burra de deixar isso acontecer, agora se vire!

_ Ian... Não faz isso comigo...e o nosso amor...por favor, você precisa estar do meu lado, precisamos contar para os nossos pais_ Gritei aflita.

_ Você nem se atreva a abrir essa boca... E tem mais, se você quiser continuar tire essa coisa de você ou então me esquece_ ele falou pegando suas coisas.

_ Ian... Onde você vai...volte aqui!_ gritei indo atrás dele mas o mesmo me jogou longe.

_ Não vem atrás porra!_ ele gritou e saiu batendo a porta.

Eu começei a chorar feito criança, ele estava me deixando. Como ele pode estar fazendo isso comigo, o que eu faço agora.

••••

[••••]

estava ficando escuro e eu caminhava sem rumo e toda desorientada no meio da rua. Meu celular não parava de tocar, com tempo passei a não ouvi-lo mais. Parei numa calçada e sentei no chão de qualquer geito derramando lágrimas. As pessoas que passavam olhavam pra mim com cara de pena e outras riam de mim.

Eu estava me sentindo sem chão, minha vida estava sem sentido algum, e o medo me dominava. Eu estava com vergonha de mim mesma, meus pais nunca iam me ver mais como a mesma pessoa se eu lhes contasse.

Eu precisava do apoio dele, precisava dele. Levantei lentamente e me pus a caminhar até a casa dele. Assim que cheguei toquei a campainha limpando as lágrimas.

_ Oi querida...entre!_ vera a senhora que trabalhava ali  me deu passagem.

_ O Ian está? Eu preciso falar com ele!_ falei tentando ficar calma.

_ Ele está...mas_ Ela parou_ Não sei se você vai gostar do que vai ver!_ ela falou.

_ Como assim?

_ Acho melhor você subir!

Mesmo curiosa, subi rápido as escadas e  fui em direcção ao seu quarto. Logo no caminho ouvi gemidos e isso me fez andar mais rápido. Quando abri a porta, quase cai dura no chão.
Ele estava transando com uma garota, e gemiam os dois loucamente.

_ Que porra é essa Ian?_ gritei chorando chamando a atenção deles.

Ian logo se levantou e a garota se cubriu, Ian fez a mesma coisa e ficou me encarando.

_ O que você está fazendo aqui Selena?_ ele falou impaciente.

_ Bastou eu falar que estou grávida de você e você veio transar com outra? Ian, você está me traindo!_ falei furiosa.

_ Estou sim... E daí? Eu cansei de você, ainda mais com essa coisa dentro de você... Não vai servir mais pra nada!_ ele falou e eu o olhei incrédula.

_ Ian eu estou esperando um filho seu, um filho que nós os dois fizemos, porquê está me tratando assim?_ falei entre o choro.

_ Selena, entenda de uma vez por todas, que eu não quero esse filho, você que se vire, eu não ando com mulheres grávidas, é chato...você não presta, não serve para mais nada!_ ele falou isso de boca cheia e a outra garota riu da minha cara.

Eu andei até ele e começei a socá-lo e a dar tapas nele.

_ Você é um idiota, seu filho da puta, porquê está me tratando assim, o que eu fiz pra você...fala?_ Eu gritava chorando e o batendo.

_ Pára merda!_ ele gritou e me deu um tapa forte na cara me fazendo cair no chão_ Vai embora daqui... Sai do meu quarto!_ ele falou me agarrando pelo braço e me arrastando pra fora do seu quarto.

_ Ian...por favor me escuta...eu te amo, a gente se ama lembra... Meu amor por favor Ian!_ eu implorava e me ajoelhei me prendendo nele no meio do corredor.

_ Sai daqui...me esquece!_ ele falou me soltando dele e eu fiquei alí chorando_ E nunca mais entre assim no meu quarto!_ ele falou e fechou a porta  na minha cara.

_ Ian...não faz isso comigo...Ian!_ eu chorava mas ele nem ligou pra mim.

••••

[•••]

* Três dias depois *

_ Selena você não pode fazer isso, conta de uma vez para os seus pais!_ Briana tentava me convencer de não fazer o aborto.

_ Eu tomei essa decisão... Não , eu não vou criar essa criança sozinha!_ falei pela milésima vez.

_ Você não vai ficar sozinha, os seus pais...._ eu a interrompi.

_ Os meus pais não podem saber...Briana eu não quero decepciona-los, eles me veêm como a mininha deles, como você acha que eles vão ficar, quando souberem que a minininha deles está grávida... Eu tomei a minha decisão, eu vou abortar!_ falei pegando minha bolsa.

_ Pensa bem Selena...não faz isso!_ ela falou e u suspirei.

_ Eu estou atrasada...você vem comigo?_ perguntei e ela baixou seu rosto_ Tudo bem eu entendo!

_ Selena...eu não posso fazer isso...desculpa!_ Falou me olhando triste.

_ eu entendo...depois eu ligo pra você!_ falei e me despedi dela.

Eu sei que era errado, mas eu não tenho outra saída, eu achei que o Ian iria me apoiar, para podermos estar juntos nisso, mas ele fez me humilhar. E eu não vou conseguir criar essa criança, eu não estou preparada pra isso.

_ Boa tarde...eu tenho consulta marcada!_ falei com a recepcionista.

_ Seu nome?

_ Selena Gomez!_ falei e ela procurou.

_ Pode entrar, a doutora está esperando você!_ ela falou e eu agradeci.

Caminhei pelo corredor e logo cheguei na sala, bati na porta e ouvi um entra! E assim o fiz.Logo a doutora me mandou tirar a roupa e me deu uma daquelas batinas verdes de hospital, logo me colocou numa daquelas macas identicas as da sala de parto, mantendo minhas pernas abertas.

_ Você tem certeza que é isso que quer Selena?_ a doutora perguntou e eu assenti meio nervosa_ Vai doer um poco durante o efeito, tenta fazer coragem ?

_ !_ falei com a voz trêmula, eu estava nervosa e sentia a minha consciência pesada.

A doutora preparou um tubinho que parecia uma seringa e colocou um meio líquido. Segundo ela, como ainda estava de semanas, não precisaria muita secção. Logo senti algo entrando na minha intimidade, me causando arrepios. Após ela ter injectado, eu começei a sentir uma ardência leve, com os minutos, a ardencia havia se transformado numa dor aguda, me fazendo se contorcer e chorar, pois doia demais.

_ Ahhhh... doendo!_ eu falei chorando e apertando os lençois.

_ Shiii... Calma vai passar... Você está sangrando, é sinal de que o feto está saindo de você!_ ela falou colocando as luvas.

Quando senti um liquido escorrendo de mim, eu passei a chorar mais, mas não era de dor e sim de culpa e arrependimento. Eu sei que isso vai me atormentar, pois eu estou insegura disso, eu estou matando uma vida, uma criança que não teve culpa de nada.

_ Me perdoa...me perdoa!_ falei num sussurro derramando lágrimas e abraçando minha barriga_ Perdoa a...mamãe!

••••

Flash back off...






Notas Finais


Até depois.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...