História Fetiche - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Restart
Personagens Personagens Originais, Thomas
Tags Hot, Restart, Thomas
Exibições 20
Palavras 591
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Me peguei fazendo outra coisa que nunca fizera antes...

Capítulo 7 - Sobremesa


Fanfic / Fanfiction Fetiche - Capítulo 7 - Sobremesa

Me peguei fazendo outra coisa que nunca fizera antes: Me arrumar pra um homem! Claro que sempre saí de casa muito bem arrumada, nunca se sabe quando uma presa vai aparecer...

Quando estava pronta me toquei que o safado desligou sem me dizer se viria me buscar, bem, vou pro apartamento dele, dali a gente sai pro tal jantar, tomara que o lugar combine com minha roupa.

Chegando logo pude perceber algo diferente nele, um abraço mais apertado, o perfume me embaçando os sentidos; era como se o mundo andasse em câmera lenta...

-Katrina, eu fico meio sem jeito com você babando assim. Ele falou me despertando do transe em que eu me encontrava.

-Nem é convencido, né? 

-Você que tava com um olhar de tarada no meu corpinho.

-Besta, onde a gente vai jantar, posso saber?

-Aqui mesmo, pode entrar se quiser...

De repente me toquei que ainda estava plantada na soleira da porta feito um tonta! A mesa estava posta e velas iluminavam o ambiente como num cenário de filme e o aroma vindo da cozinha era divino.

-Então, o quê temos no cardápio? Perguntei curiosa.

-Talharim ao molho Madeira, espero que goste.

-Eu nunca diria que você sabia cozinhar.

-Sei sim mas só cozinho em ocasiões especiais.

-E qual ocasião seria essa? Perguntei em dúvida.

-Eu nunca repeti uma ficada, queria comemorar. Nisso senti um aperto no peito, eu era só isso mesmo...

-Então brindemos a isso! Falei erguendo a taça que ele me entregava.

Jantamos, rimos, conversamos tão naturalmente quanto da outra vez, o tempo passou tão rápido que quando percebi já estava em seus braços, seus beijos me levando à loucura! Ao entrar no quarto notei algo diferente na cabeceira da cama: Uma tigela de chantilly, como assim?

-O quê é isso?

- A sobremesa, oras...

-Legal mas e o morango? Perguntei inocentemente.

-Não preciso de morango quando tenho o ingreditente mais suculento de  todos.

Nisso entendi tudo, claro que sendo pegadora nata era versada em fetiches que fariam garotas da minha idade fugirem correndo mas chantilly era novidade pra mim; li algo na internet mas achei meio complicado.

-Legal, por onde começo?

-Tira a roupa e deixa o resto comigo...

E assim foi, tirei a roupa lentamente, no melhor estilo stripper enquanto ele tirava a roupa com uma rapidez que nunca tinha presenciado antes, seu membro parecia adquirir vida própria, era bem excitante ver a agonia em seus olhos.

-Deixa que eu ajudo... Peguei seu pênis e em movimentos suaves e contínuos eu o aliviei.

-Quase estraga tudo sua gostosa, eu deveria estar no comando aqui.

-Pode continuar, agora sou todinha sua! 

E ele continuou, com uma colher ele passou o creme no meu rosto e lambeu, desceu pelo pescoço, colo, barriga... Em minutos ele estava lambendo a parte interna da minha coxa me fazendo gemer alto!

Depois de me torturar de maneira indizíveis ele me penetrou, a ansiedade era tanta que foi mais bruto dessa vez mas nem me assustei, estava molhada e pronta pra ele como nunca estive pra ninguém...

As coisas que esse homem me faz sentir eram muito mais intensas do que tudo o que eu já experimentara antes, eu poderia nunca passar de uma ficada mas o prazer que sentia agora era muito mais intenso, mais perfeito do que algo passageiro; esse gostoso ainda me deixa louca!

Depois de cair ofegante na cama, dormi em seus braços, se era pra ficar aproveitaria tudo o que tinha direito, aquele corpo perfeito e tatuado seria meu, nem que fosse por uma noite.

 


Notas Finais


Oi amores, voltei! Ficou bom esse? Ainda tenho um pouco de vergonha de escrever hots, espero que tenham gostado, beijinhos. ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...