História Fetish - Imagine Oh SeHun. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Kris Wu, Personagens Originais, Sehun
Tags Kris Wu, Melhores Amigos, Oh Sehun, Sehun
Visualizações 43
Palavras 2.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Escolar, Harem, Hentai, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!
Como estão?
Pequenos Elfos, agradecida de verdade, de coração, por todo o carinho. Essa fic era uma incerteza pra mim, e mesmo assim eu postei, e fico feliz que tenha pessoas que gostaram hahaha. ❤️❤️❤️
📌Eu quero deixar algo avisado, a partir desse capítulo, a fanfic irá ter muito conteúdo adulto e palavras baixas. Eu não adicionei os outros membros do Exo, para que não viessem ler atrás do Bias/Utt e shippasse a personagem com o favorito. A fic tem um foco, e ele é o SeHun, mas sim, os outros membros irão aparecer, não todos, mas os que se encaixam.
Esse capítulo é o meu favorito, por ser bem fluffy ❤️
Boa leitura ❤️

Capítulo 3 - Lábios


Point Of View Ally Mattos.

Calor. Estava sentindo um tremendo calor, mas não era um calor qualquer, era "aquele" calor.

Após SeHun ir embora, resolvi estudar, era quase obrigatório, já que o sistema escolar na Coréia não é nem sequer semelhante ao que temos no Brasil. Fiquei horas estudando e até mesmo lendo fanfics, algo que distrai muito uma mente nebulosa.

Mas eu cometi um erro, fiquei lendo imagines mais fofos, e em segundos estava nos imagines mais quentes. Isso desencadeou um sonho incrivelmente excitante, e porra, eu sonhei com Wu SeHun! Meu melhor amigo, quase que meu bebê.

Foi um sonho muito bom, acordei suada e incrivelmente molhada. Agora, de certa forma, estava mais confiante em ser sua professora particular.

Sentei na cama, sentindo meu coração bater rápido como se tivesse gozado agora mesmo. Fechei os olhos para acalmar os nervos e imagens do sonho vieram em minha mente.

Por que eu não podia sonhar com o Zayn gostoso Malik?

[...]

– Ally! - Liv correu em minha direção, segurando minhas mãos com um sorriso encantador no rosto. – Chegou cedo... Não veio com o senhor Wu? Por que não vamos comer algo?

Apenas assenti, seguindo minha melhor amiga. Aquela cafeteria em frente a escola era como uma dádiva aos alunos, mas admito ali ser caro, já que muitos frequentam ali, então sempre comprava meu chá e nada mais.

Tínhamos vinte minutos ainda, para que os portões fechassem, mas não queria deixar SeHun sozinho por lá.

– Peguei um bolo de morango, seu segundo favorito, e café. - assenti novamente, sem dizer nada, o que pareceu irritar a morena, Liv gostava quando eu era atenciosa, e ficava irritada quando eu acordava virada, mas aquele maldito sonho ficava como uma música irritante em minha cabeça.

SeHun gemia tão roucamente, enquanto eu o masturbava e beijava seu pescoço, ele nunca tinha sido tocado, aquilo era intenso para ele. Conseguia sentir o calor do seu pau em minha mão ainda. Imaginava SeHun com seu sexo em formação, digo, extensão bem mais fina que a glande, o tamanho pequeno, e sequer endurecesse direito, mas não, em meu sonho, era grosso, grande, e atrativo pra caralho.

Eu era tímida em certos aspectos, mas quando o desejo estava em meu corpo, não existia aquela Ally reservada. E nesse sonho, eu agia como a pessoa mais experiente, coisa que eu não era mesmo.

– Amor? O que você tem? Está tão calada, e agora com essa cara... Espera, você está excitada? - olhei para Liv que me olhava muito maliciosa agora, fiz questão de nega e colocar a costumeira cara de tédio. Ela me conhecia muito, mas muito bem.

Tive sonhos eróticos, com o SeHun! - dei um gole no café, tentando fugir das lembranças. Mente traidora. – Acordei suada e molhada! E o pior, fica tudo voltando com um filme.

Liv segurou o riso mordendo o lábio. Dramática, isso me resume, e Liv não fica atrás.

– Noona, Ally! - gelei ao ouvir aquela voz, mas que porra. – Ally, por que não esperou meu appa?

Segurei a grosseria na ponta da língua, um dos meus problemas era o sarcasmo e as respostas grosseiras. SeHun não tinha culpa que eu estava sonhando que estava fodendo com ele.

– A mãe de Liv me buscou primeiro, me desculpa. - me concentrei no bolo de morango, tínhamos pouco tempo agora, e não queria chegar no último minuto, era surtada de mais com horários.

– Mas você sempre vem comigo, já que moramos perto. Poderia ter me ligado avisando. - e então, percebi que SeHun estava todo arrumado, não que ele não fosse, mas com o cabelo em um topete arrumado, semelhante ao de Louis do 1D*, o qual ele sabe que eu acho uma delícia, e não para por aí, perfume. Sim, SeHun estava muito, mas muito cheiroso.

Nunca colocamos perfume, só um desodorante, principalmente SeHun, que diz não querer gastar sua colônia com bobeiras​.

– A culpa foi minha bebê! Apareci na casa de Ally antes de você, queria conversar só com ela... - assenti para que SeHun acreditasse nessa mentira esfarrapada. – Tá cheiroso, com penteado novo, não quer me pegar? Olha, até deixou a gravata despojada... Que gato! - SeHun corou, mas corou muito, Liv fez questão de chegar perto de Hun, se debruçando na mesa, fingindo que iria lhe beijar. SeHun se desesperou de tanta vergonha, me puxou para sua frente, ficando atrás de mim, e eu entre suas pernas, cara a cara com Liv.

A mesma puxou minha nuca, me beijando fervorosamente. Eu amo esses lábios carnudos, amo quando ela puxa o pouco de cabelo que tenho na nuca, mas tinha que cair na real, mesmo com a cafeteria vazia, estamos em público.

– Você ia me beijar desse jeito?! - SeHun perguntou ainda assustado.

Minhas mãos estavam em suas coxas, para que me apoiasse na hora do beijo, e minha bunda toda empinada em sua direção. Não foi intencional. SeHun percebeu esses detalhes e corou.

– Pra você aprender Hunnie! Surpreender a Ally nas aulas. - riu, me dando um selinho e voltando ao seu lugar. – Me convidaram para a festa de Halloween... E aceitei.

– Quem? - franzi o cenho, me ajeitando onde estava.

– Kim JongIn, mais conhecido como Kai, capitão do time de basquete. - Liv suspirou como uma boba encantada, revirei os olhos, e provavelmente SeHun também. – Moreno, Alto, Gentil, Gostoso.

– Pior que é. - dei de ombros, ouvindo SeHun bufar em minha nuca. – Que ciumento Hunnie!

– O quê?! - fingiu não ter feito nada.

[...]

– Senhor Wu? - franzi o cenho ao abrir a porta.

Ele mesmo havia me deixado em casa depois da aula. SeHun não poderia vir para cá, então fiquei de ir em sua casa, mas eu tinha obrigações. Cuidar dos gatos, da limpeza da casa, e do jantar.

– Posso entrar? - fiz um gesto para que o mais velho entrasse.

Fechei a porta ainda com uma interrogação na cara.

– Aconteceu algo com Hunnie? - sentei no sofá e fiz um gesto para que ele fizesse o mesmo. Seus olhos varreram minha casa, e por fim, pararam em mim. Um sorriso ladino apareceu em seu rosto, e continuei sem entender.

– Hunnie... - repetiu rindo baixinho, corei violentamente. Kris me deixava recuada com aquele seu olhar. – Não, ele está bem. Preciso de um favor seu. - Kris se aproximou e eu recuei.

– Certo... O que seria? - perguntei puxando os lábios entre os dedos.

– Vou ter que viajar nesse fim de semana, eu pediria para que SeHun ficasse com alguma tia, mas eu sei que ele recusaria na hora, então pensei em você... Sempre cuida tão bem do meu filho, e é responsável!

Não era a primeira vez que Kris viajaria um fim de semana inteiro, mas das outras vezes, SeHun havia ficado com os tios. O mesmo dissera que lá era um tédio, e que os truques de mágica do seu tio, o deixavam incrivelmente irritado. Obviamente seu pai ficou ciente disso. E bom, agora sobra pra mim...

– Mas um fim de semana inteirinho? - o mesmo assente sério. Deuses, esse homem era um pecado, não parecia ser pai de SeHun e sim irmão mais velho.

– Posso falar com seus tios se esse for o problema, e pode ter certeza que dinheiro você vai receber. - revirei os olhos com muito tédio, óbvio que eu não iria cobrar por ficar com meu melhor amigo.

– Não tem problema algum... E não, não quero dinheiro. - Kris deu aquele maldito sorriso que me deixava de pernas abertas, quer dizer, bambas.

– Você é uma boa garota Ally. - senti um duplo sentido no que ele falara, mas resolvi pensar que era minha imaginação fértil e pornográfica. – SeHun disse que você vai lá pra casa, posso te deixar lá.

– Tenho algumas tarefas ainda, mas obrigada. - em minha cabeça aquilo tinha soado como um "não, vai embora", mas Kris continuou onde estava e sorrindo.

– Vou te esperar, não tenha pressa. - voltei aos meus afazeres, mas dando uma pausa antes para fazer chá pro Senhor Wu, o qual ele aceitou de bom grado.

Não tardei em terminar tudo, e ir colocar uma roupa melhor. Mas uma coisa me incomodou nesse meio tempo, Kris não tirava os olhos de mim.

Eu sabia quando alguém estava afim de algo, e pelas ações de Kris, isso dava a entender, mas ele sempre fora assim comigo, sempre observador e galanteador. Não só comigo, obviamente, acho que esse era seu jeito. Hmmm, talvez ele estivesse se aproximando para que eu o ajudasse a encobrir algum caso de SeHun.

[...]

A "aula" de hoje era sobre beijo, já que SeHun era um ótimo aprendiz, e já tínhamos avançado em diversos assuntos. Ele já sabia o que fazer em um encontro, como fazer tal ser bom para ambos.

Eu não sou expert em romance, muito menos vivi um para ensinar SeHun tão profundamente, mas eu sou viciada em livros, filmes, séries, mangás, animes, até novelas, então, SeHun está em boas mãos.

– É bobeira aquele negócio de gelo no copo... Não acredite no que dizem Hunnie. Beijo é algo que se aprende fazendo, pelo menos eu penso assim. - SeHun anotava tudo em seu caderninho, uma cena incrivelmente fofa.

– Acredito em você. - sorriu tímido.

– Vamos ao passo a passo agora. - puxei os lábios com as pontas dos dedos, pensando em como explicar de um jeito simples. – Primeiro, podemos apenas roçar os lábios, bem devagar, só para deixar a pessoa ainda mais tentada em te beijar. - SeHun assentiu olhando meus lábios. – Para não irritar a pessoa, dê um selinho calmo. - ia continuar, mas SeHun me interrompeu.

– Não podemos aprender e praticar ao mesmo tempo? Estou confuso Ally... - seu rosto estava totalmente ruborizado, mas eu podia ver que ele estava perdido, e talvez realmente precisasse aprender praticando.

Hunnie estava sentado na cama e eu como sempre em sua cadeira giratória. Me sentei ao seu lado, tirando a franja de meus olhos, e fiz o mesmo com SeHun.

E aí complicou... Eu era baixa, mesmo sentada, a diferença de altura ainda era perceptível, me aproximei ainda mais de SeHun, ficando sentada em cima dos meus calcanhares.

– Primeiro, roçamos os lábios. - falei baixo, olhando em seus olhos. SeHun estava com tanto medo...

Segurei seu rosto carinhosamente, roçando nossos lábios calmamente. Senti sua respiração ganhar um ritmo rápido.

– Qual o segundo passo SeHun? - perguntei com os lábios rentes aos seus.

– E-eu não sei Noona... - toda aquela sua ingenuidade estava me excitando.

– Selar os lábios. - pincelei meus lábios com a língua, selando-os aos de SeHun.

Passei a mão por seu pescoço, parando em sua nuca, puxando-o mais para mim. Ele estava recuando, assustado com ato.

– Terceiro passo, entreabrimos os lábios, e os movemos em um só ritmo. - vi que seus olhinhos estavam arregalados, eu estava indo rápido de mais? – Sou eu Hunnie, não fica assim. - SeHun relaxou mais, assentindo.

Rocei nossos lábios, selando-os depois, e em seguida entreabrindo, para que iniciasse o beijo. Talvez por estar nervoso de mais, Hunnie bateu seus dentes nos meus, me assustando.

– Calma... Me acompanha Hunnie. - passei a ponta dos dedos em sua nuca, trazendo-o para mim novamente. Movi meus lábios em um ritmo lento, e SeHun conseguiu acompanhar, mas parecia não ter controle. Abri os olhos, observando seu rosto ansioso. Seus lábios se moviam conforme os meus, mas ele fazia tanta pressão, que já estava doendo. Nos separei dando um selinho rápido.

– Quarto e último passo, faremos como agora, mas com língua... Me acompanha, só isso.

Rocei nossos lábios, os selei, movi os lábios calmamente, até conseguir um ritmo com SeHun sem estar me mordendo. Passei a língua em seu lábio, pedindo para que ele abrisse mais sua boca, o garoto ficou surpreso e mordeu minha língua, me fazendo lacrimejar de imediato.

– Noona, desculpa, desculpa! Eu me assustei... - suas mãos foram para o próprio rosto o cobrindo.

Droga!

Eu sabia que era difícil beijar a primeira vez, mas morder minha língua? Isso me irritou.

– Isso doeu! Poxa Hunnie, confia em mim, não me morde caramba. - respirei fundo, e ignorei qualquer resposta que ele fosse me dar. Fiz passo a passo novamente, agora ganhando sua permissão.

Movi minha língua calmamente por sua boca, a procura da sua, logo entrelaçando-as e massageando sua língua com a minha. Hunnie arfou, agarrando meu pescoço e me puxando mais para si, abri os olhos assustada. O garoto me puxava mais e mais para si, e sua língua estava se movendo rápido de mais, fazendo saliva se acumular em nossas bocas. Um erro fodido!

Mas que porra era essa? Eu corei violentamente de vergonha, SeHun estava beijando estranho de mais, estava ruim... Tive que parar aquilo, não dava mais.

– Não vai muito rápido, só se a outra pessoa estiver rápida também. - SeHun assentiu, e eu aproveitei para respirar fundo e voltar a prática.

– Noona... Tem algo estranho acontecendo, eu quero mais. - pisquei diversas vezes, o olhando. Aquela frase tão ingênua e excitante...

E mais uma vez, o passo a passo, persistindo no beijo de língua por mais tempo. Agora SeHun estava muito melhor, diria que ele beijava bem para um aprendiz medroso.

Ia me separar de seus lábios, mas Hunnie me puxou novamente, tomando controle do beijo, um novo beijo.

Arfei quando sua língua acariciou a minha vagarosamente, tão gostoso...

– Repete passo a passo para mim. - pedi ao nos separarmos.

– Roçar os lábios, selinho, mover os lábios, e depois com a língua. - assenti com um sorriso orgulhoso. – Eu dei meu primeiro beijo...

Acariciei seu rosto, beijando sua testa em seguida, Hunnie era tão especial.

– Estou orgulhosa.

[...]

SeHun estava dormindo em meu colo, estávamos na sala, esperando seu pai chegar, para que me levasse em casa. Não era louca de andar tarde da noite sozinha.

Tinha feito o jantar para Hunnie, o qual ele comeu bastante, e desde então está dormindo.

Seu rosto tão perfeito e delicado. Com certeza ele conseguirá todas garotas que quiser.

Acariciei seu rosto, parando para olhar seus lábios. Tão macios... Gostaria tanto de beija-los novamente. Sempre admirei seu corpo, mas hoje, eu queria tocar, beijar... Suas madeixas negras, ótimas para agarrar.

Dispersei esses pensamentos voltando a acariciar seu rosto gentilmente.

Wu SeHun é um garoto incrível, e quem conseguir capturar seu coração, deve se sentir a pessoa mais sortuda.

– SeHun, vem, precisa dormir em sua cama. - o chamei baixinho, ainda acariciando seu rosto.

– Aqui está bom Noona. - falou manhoso, abraçando minha cintura. – Lá você não vai estar...

– Eu fico até seu appa chegar. - continuei o acariciando, vendo-o sorrir.

Subimos as escadas calmamente, já que Hunnie ainda estava praticamente dormindo. O coloquei na cama, cobrindo seu corpo com o cobertor.

– Vem Noona. - pediu manhoso, fazendo gestos com as mãos.

Tão fofo!

Deitei ao seu lado, apoiando minha cabeça em minha mão. Ficando de lado, para que conseguisse ver seu rosto melhor. SeHun agarrou minha cintura novamente, me puxando para si, e escondendo o rosto em meu peito. Sua respiração ficou calma novamente, provavelmente por já ter voltado a dormir.

Suspirei olhando seu rosto, não podia ir tão afundo com essas aulas. Não por mim, mas por ele. Eu sou quebrada, e talvez o deixasse sujo igual.


Notas Finais


* One Direction. Gente, o topete do Louis é uma coisa de outro mundo, nem vamos comentar de Zayn Malik, moreno delícia viu!

Eu quero um SeHun manhoso! Ou um Kris galanteador 🤤
E Kim JongIn brota na fic!
Estão prontos para os próximos acontecimentos?
Beijos de elfo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...