História Fifty Shades Of Red - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Isabelle Drummond, Tom Hiddleston
Personagens Isabelle Drummond, Personagens Originais, Tom Hiddleston
Tags Beatriz Biasi, Luke Windsor, Tom Hiddleston
Visualizações 48
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Orange, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei? Só um pouquinho né? É que eu tô fucking ocupada com algumas coisas e preciso dar atenção a elas. Mas eu não vou largar a fanfic, não me matem. Bom, aí está mais um cap pra vcs.
O tema musical de hoje é earned It, do The Weeknd, que eu estou pensando em transformar em música tema do casal, mas não é nada certo...
o título não é trecho da música, como vcs já viram né. Aidnaiifaidmsoe

Boa leitura... ❤

Capítulo 8 - Red room.


Fanfic / Fanfiction Fifty Shades Of Red - Capítulo 8 - Red room.

"Você sabe que nosso amor seria trágico.

Então você nem dá atenção.

Nós vivemos sem mentiras. 

Você é o meu tipo de noite preferido." 


Bia acordou tarde aquele dia. Era um sábado agradável, com uma típica manhã de verão londrino. Ao chegar a cozinha as meninas já estavam tomando seus cafés da manhã.

-Bom dia, Bela Adormecida. – Vitória sorriu.

-Bom dia... – bocejou. – que horas são?

-Dez da manhã. – Ana disse, tomando um gole de seu café.

-Meu Deus! – riu. Bia raramente acordava tão tarde.

-Que horas você chegou ontem? – Vitória disse, rindo da amiga.

-Sei lá... Se eu não me engano, depois de meia noite.

-Caralho. – Ana riu. – o que vocês tanto fizeram? – sorriu maliciosamente.

-Ah, besta. Não é o que você tá pensando. – balançou a cabeça, reprovando a mente suja da amiga. – ele me levou para a praia de Brighton, depois do jantar. A noite fica tão deserto... – sorriu.

-Perfeito pra fazer sexo. – Vitória disse maliciosa. – até eu e a Ana que não somos mais virgens nunca transamos na praia, e a Bia conseguiu ter a sorte de perder a virgindade na praia.

-Eu não perdi a virgindade. Eu nem conheço o cara, pra sair dando o rabo pra ele.

-Nossa. Jurava que tu tinha dado. – Vitória riu.

-Ele foi romântico? – Ana perguntou, sorridente.

-Sim... Ele foi um fofo, e disse que vai esperar o meu momento pra perder a virgindade.

-Vocês tão namorando? Não era você que dizia que “mal conhecia ele pra sair dando o rabo”.

-Não, não estamos namorando. Mas quem disse que ele precisa ser meu namorado pra nós transarmos? Sabe que eu sou muito liberal, e não me importo que não seja com o “homem da minha vida”. Quero apenas que seja especial, e ele me passa essa segurança.

-Você gosta dele? – Vitória questionou.

-Sim... – disse sorrindo. – acho que estou apaixonada.

-Você tirou a virgindade da garota na praia!? – Luke perguntou surpreso e quase que horrorizado.

-Ei! Eu não disse que havíamos transado. Pare de distorcer as coisas.

-O que vocês ficaram fazendo numa praia deserta e sozinhos?

-Conversamos, Olhamos as estrelas, bebemos... – riu. – quase deixei Bia naquele estado em que ela ficou na boate.

-Meu Deus... – Luke suspirou. – por que você nunca me ouve? Eu disse pra você não se meter com ela, que droga! Eu não aguento mais esse círculo vicioso! Eu contrato uma secretária boa e competente, você seduz ela, ela se apaixona, você a larga, ela vai embora, eu fico fodido, é assim sucessivamente.

-Meu Deus, Luke... Que exagero. – riu.

-Exagero, nada. Quero que se afaste dela, ouviu?

-Não, Luke. Eu estou sentindo por Bia algo que eu nunca senti por ninguém, e você não vai impedir isso.

-Mas você se desinteressa rapidamente pelas pessoas. Não dou duas semanas pra você estar por aí saindo com outra, e deixando Bia totalmente abandonada, porque com certeza ela não vai querer participar nos seus jogos doentios de sadomasoquismo. Quem garante que ela vai assinar esse contrato ridículo? Só sendo louca!

-Eu posso convencê-la. Se ela não quiser assinar o contrato, eu posso dá-lhe uma “amostra grátis”. – sorriu. – ela vai gostar, com certeza.

-Meu Deus... Pelo menos a prepare. Converse com ela sobre seus gostos, e mostre a ela o Quarto Vermelho.

-Sim. Eu vou fazer isso.

-Thomas, Thomas... Corrompendo garotas virgens? Não te conheço mais... – riu.

Depois dos ensaios para a peça que estava apresentando, Tom combinou com Bia para pegá-la em casa, e almoçarem na casa dele. Ele também aproveitaria para lhe mostrar o Quarto Vermelho e conversar sobre suas preferências.

Já dentro do carro, ele ligou para Bia. Estava indo rumo ao prédio dela, buscá-la.

-Alô? – Bia respondeu do outro lado.

-Oi Bia. – sorriu. – daqui a pouco eu estou aí.

-Ótimo. Já estou pronta.

-Que bom. Pode já ficar na frente do prédio, eu estou na sua rua.

-Está bem. Já estou descendo.

-Está certo. – Tom desligou.

Ele entrou na rua de Bia, e logo estacionou em frente ao prédio dela. Não demorou para avistar a menor saindo do prédio. Sorriu ao vê-la.

-Olá... – deu-lhe um selinho nos lábios, quando ela entrou.

-Oi. – sorriu.

-Está pronta para provar o meu incrível ovo frito? – riu.

-Serio que eu sai de casa pra comer ovo frito? – suspirou.

-Estou brincando. Vou fazer um almoço decente para nós. – sorriu. – você vai gostar.

-O que você vai fazer?

-Bom... Acho que uma macarronada, e suco de laranja.

-Eu gosto de macarronada. – riu. – com almôndegas?

-Sim, com almôndegas.

Tom dirigiu até sua casa, mas antes parou no mercado para comprar os ingredientes de sua incrível macarronada, como ele mesmo descrevia.

Bia esperou pacientemente no sofá, lendo um dos livros de Tom, enquanto ele continuava a fazer o almoço dos dois.

-Meu Deus, quando isso vai ficar pronto? Minha barriga tá roncando! – brincou.

-Já tá pronto. Vem ver. – sorriu.

Bia foi até a cozinha, e viu a panela grande que Tom havia feito a macarronada.

-Meu Deus, por que você fez tanto?

-Eu como bastante, e além do mais, eu moro sozinho e não disperdiço nada. Isso vai ser meu almoço e jantar por uns dois ou três dias.

-Que bom que você não disperdiça.

Eles se sentaram e Tom serviu sua convidada. Ela comeu, e os dois conversaram bastante durante o almoço. Ela riu de algumas piadas que ele havia lhe contado. Depois, eles foram para a sala, e sentaram-se, para digerir melhor o almoço.

-Uau... Eu estou muito cheia. – riu.

-Bia... – ficou apreensivo de repente.

-Sim? – sorriu.

-Nós precisamos conversar.

-Sobre?

-Sobre sua virgindade.

-Tom, você prometeu esperar meu tempo.

-Sim, eu sei. Não é de perdê-la que eu estou falando.

-Sobre o que é então?

-Você precisa saber que eu não sou comum. Eu tenho alguns gostos estranhos, e até bizarros, quando se trata de sexo.

-Você não é daquelas pessoas que sentem tesão em cocô e xixi, né? – fez uma cara de nojo.

-Não. – riu. – também não é tão bizarro assim.

-O que é então?

-Eu gosto de ser dominador, e ter uma submissa.

-Não entendi...

-Eu sou adepto ao sadomasoquismo. – suspirou. – acho melhor te mostrar.

Tom pegou-a pela mão, e a levou escada a cima. Em uma gaveta perto de uma porta diferente das outras do corredor, Tom pegou uma chave. Ele abriu a porta, e acendeu a luz dentro dela.

O que havia lá dentro deixou Bia totalmente horrorizada. Chicotes, varas, algemas, e no centro do salão totalmente vermelho, uma cama, também vermelha.

-Tom... O-o que é isso?

-Bem vinda ao Quarto Vermelho.


Notas Finais


Caralhoo!
Vai dar merda cusal
Corre que é cilada Bino.
Qirnwidmwiw
Até o próximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...