História Fight On The Street - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Romance
Visualizações 3
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá. Espero que gostem dessa fic. Quanto às minhas outras histórias, vou tentar postar um capítulo de cada uma. Boa leitura♡♡♡

Capítulo 1 - "Ingressos..."


Fanfic / Fanfiction Fight On The Street - Capítulo 1 - "Ingressos..."

- Jorge! Vem logo, antes que eu tenha que te pegar pelos cabelos!- grito da sala, esperando meu companheiro.
   - Tá estressada, amor?- ele me fita e toca meus lábios com o polegar.
   - Já disse que não gosto de atrasos. Da próxima vez eu te deixo aí.
   - Eu sei que me ama.- ele contrai os lábios e me encara.
   - Claro que amo, idiota!- O puxo para um breve Beijo e logo o jogo contra a parede.
   - Ai!
   - Já disse que não gosto de atrasos...
   Saio do prédio com Jorge em meu encalço.
   - Sabia que aquela banda coreana que você gosta vai fazer show aqui?- ele me provoca, carregando a pesada bolsa nos ombros.
   - Fala "banda" de novo e eu te faço de saco de pancada- faço uma pausa e continuo - Sim, eu sabia. Infelizmente os ingressos acabaram...
   - Sério? Mas foi anunciado ontem e...
   - Os caras sãos bons no que fazem...- o corto decepcionada e dobro a esquina.
   A academia está cheia. Os garotos estão animados hoje, e é assim que eu gosto...
   Jorge guarda a mochila atrás do balcão e vai ao meu encontro.
   - Vamos começar com quem hoje?- ele me pergunta e abraça meus ombros.
   - Carlos. Ele tem uma importante luta semana que vem e anda não se preparou...
   Meu namorado sai e entra no banheiro para se preparar. 
   Olho ao redor. Trabalho no mesmo local há três anos. Isso aqui é a minha vida! A academia de luta mais prestigiada de São Paulo. A "Fight on the Street". É incrível! As pessoas vem aqui para malhar, lutar, treinar luta etc. Eu sou professora de uma turma de baixinhos, se é que me entende. Tenho muita paciência com crianças...
   Encaro Jorge por um momento. Me lembro do dia em que nos conhecemos como se fosse um borrão na memória. Faz quatro anos... eu seu que foi na minha festa de formatura que nos beijamos pela primeira vez... mas estávamos bêbados!
   - Olá, Anna! Como vai?
   - Eu ia bem, até você chegar...
   - Está de mau-humor... isso é esplendido!- Lucas afirma e fita meus olhos. Ele é novo aqui na academia e acha que a vida é só farra. Lembro-me que fiquei de treiná-lo... merda!
   - As pessoas ainda usam esse termo? Esplêndido?
   - Sei que gosta quando eu falo desse jeito...
   - Não gosto de você. Portando, não gosto do que você diz. Sua voz me irrita.
   - Vamos começar logo, ou vou ter que te atacar?- ele me pergunta, fazendo posição de defesa.
   - Você não ia querer isso. Tira a camisa e...
   - Mas já? Sem nem me pagar um jantar antes?- ele me corta e tira a blusa.
   - Idiota, é para pesar você. Tenho que saber quanto peso pode pegar - tento explicar para o camelo ao meu lado. Eu chamo ele assim pois é lento como um camelo.
   - Ok... disfarçou bem.
   - Vá logo, antes que eu esfregue sua cara no chão!
   - Você não conseguiria...
   Pra mim já deu! Agarro o braço de Lucas com força e giro para trás. Bloqueio uma tentativa de me atingir com a mão livre e puxo suas pernas com a minha perna direita. Ele cai no chão de barriga para baixo e eu prontamente me coloco em cima dele, ainda presionando seu braço contra as costas. A única coisa que me resta é esfregar sua cara no chão, que ele tem muita, repito, MUITA sorte de ser macio.
   - Tá, você venceu!- ele grita com força e contrai o maxilar. Não vou soltá-lo agora...
   - Opa! Acho que já deu, saia daí, Anna!- Ouço Jorge pedir e vejo de soslaio levantar a mão para me tirar de cima do garoto.
   - Tente me parar e vai ficar sem janta por uma semana!
   Ele automaticamente se afasta e encara Lucas no chão.
   - Sinto muito, Cara. Com comida não se brinca... - ele murmura e beija o topo de minha cabeça que está coberta de meus cabelos cacheados, antes preso em um coque mal-feito.
   - Peça Desculpas!- grito para o garoto. Noto que uma pequena rodinha começa a se formar em volta de nós - Saiam daqui! Bando de pombos!- grito para a pequena multidão e alguns se afastam.
   - Desculpa!- Lucas grita em resposta.
   O solto lentamente e vou em direção ao ring. Grito para ele ir treinar logo de uma vez. Ele pega o mesmo peso da semana passada e eu fico sem falar com ele o resto do dia.
@@@
     - Posso falar com você?- Jorge me pergunta no caminho de volta para casa.
   - Fale...
   - Sabe aquela Banda...- ele faz uma pausa e se corrige- Grupo coreano que você gosta?
   - Se for jogar na minha cara que eles vão fazer show aqui, pode esquecer.
   - Não é examente isso... é que eu consegui comprar ingressos para você... achei que gostaria.
   - Espera... O QUE?!
   - Isso mesmo. Eu comprei os ingressos para você. Primeira fila. Com direito à conhecer os japoneses.
   - Japo...- Pondero sobre o que ele acabou de dizer- VOCÊ CONSEGUIU COMPRAR OS INGRESSOS PREMIUM?!- Pergunto eufórica e pulo em seu pescoço.
   - Sim, meu amor!- ele ri.
   - Espera... Você disse ingressos? Vai comigo?
   - Não. Pode levar uma amiga sua, eu tenho de visitar minha avó...
   Encaro ele por um segundo.
   - Só pode ser brincadeira...
   - Eu deixei eles em casa. Pode conferir assim que chegarmos...
   Dou um pulo de felicidade. Eu simplesmente AMO o BTS! Sou Army desde 2013 quando eles debutaram. Eu sempre quis ir a um show, mas nunca tive oportunidade. Até agora...
   Chegamos em casa e eu corro para arrumar minhas coisas. Logo mais estou na sala.
   - Tome aqui... apressandinha...
   Ele me entrega os envelopes e eu pulo de euforia.
   - Posso saber o por quê de eu estar recebendo isso? Os ingressos são caros...
   - Primeiramente, minha princesa merece tudo! E em segundo lugar, eu sei o quanto você queria ir ao show...- ele diz e me dá um beijo estalado nos lábios.
   - Você quer comer?- digo e guardo os ingressos na minha bolsa. O Show será amanhã. Tenho que arrumar uma roupa e chamar meu reforço amante de K-pop: Lara.
   - Com certeza! Sua comida é maravilhosa! Se precisar de ajuda é só chamar. Eu vou tomar um banho- Jorge diz e se levanta.
   - Acho que vou fazer macarrão...- penso alto e logo dou um suspiro alto. Meu primeiro show da vida vai ser com meus Idols preferidos! Eu não poderia estar mais feliz!
@@@
   A manhã chega rapidamente e eu me levanto tarde. Um bilhete em cima da cama:
   "É seu dia de folga,  amor. Descanse. Bjs, Jorge" leio e sorrio ao pensar nele. Eu sempre esqueço da minha folga e Jorge sempre me lembra de uma forma divertida... uma vez foi dentro de uma garrafa dentro da pia do banheiro. Foi hilário, pois era primeiro de abril e eu não tinha folga nesse dia. Claro que teve um troco, mas depois que os roxos de seu braço passaram, rimos muito da situação...
   Vou até a sala a procura de meu celular. Ligo para Lara para contar sobre os ingressos.
   - Fala logo. Você me acordou, tem que ter um bom motivo para isso- a garota diz do outro lado da linha.
   - Bom dia para você também, sua mula.- digo em resposta e Rio da situação.
   - Fala logo!- ela resmunga com a voz abafada.
   - Não é nada... só quero dizer que o Jorge comprou ingressos para o Show do BTS. Que tal?
   - Isso é um convite pra um show ou um pedido de casamento? Por que eu aceito os dois agora. É sério isso?- ela pergunta com a voz mais séria que pode fazer em plena sexta feira às oito da manhã.
   - O que você acha, Flor?
   - Se isso for sério, eu sou virgem. Você está mentindo.- Lara diz e desanima a voz.
   - Comprove você mesma.- Digo com minha voz mais persuasiva.
   - Odeio quando fala assim. Mas eu não tenho nada pra fazer mesmo... Estou indo praí, e se estiver mentindo para mim e te mato, Piranha!- Lara desliga o telefone.
   Deito no sofá de casa e encaro o teto. Resolvo ligar para Jorge:
   - Oi, amor, onde você está?- Pergunto, tentando fazer uma voz fofinha.
   - Na academia, Ué!
   - Quer que eu leve seu almoço?- Pergunto com a mesma voz.
   - Primeiro, para de falar assim, parece uma retardada. Segundo, eu pensei que você is trazer. Pode fazer aquelas almôndegas que eu amo?
   - Desculpe, eu sou retardada, não posso fazer almôndegas. E pense bem antes de falar assim comigo! Se vira.- Desligo o telefone e encaro o teto novamente. Tem uma mancha de vinho... como isso aconteceu?
   Aff, não importa!
   Vou tirar um cochilo, do jeito que a Lara é, vai demorar uma eternidade.
@@@
  
    
    


Notas Finais


E aí? Gostaram?♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...