História Filha da Flor (Imagine Jimin - BTS) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais, Suga
Tags Jimin, Novela De Época, Romance
Exibições 116
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Lírica, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Leitoras amadas, a vocês que leram meus avisos, EU PASSEI.
Minha mãe foi na escola e sim meu professor me salvou.
Sobre a fanfic e a briga do Jimin e a Rosa neste capitulo uma única frase vai explicar a situação.
Trilha sonora: Direção - Manu Gavassi.
Essa música combina muito.
Eu aceito ideias também, viu? Haha.
Espero que gostem e me desculpem pela demora.
E vai rolar o BARABERÊ. 💕

Capítulo 4 - Amor


Fanfic / Fanfiction Filha da Flor (Imagine Jimin - BTS) - Capítulo 4 - Amor

Capítulo 03

Amor

                                            

Eu e você, sem direção

Me dê a mão e eu me perco mais

Eu e você, sem direção

Não solte a minha mão jamais

Seul


Rosa deixa suas lágrimas molharem suas bochechas sentido o cheiro da chuva. De tanto chorar a pequena menina adormece. Do lado de fora de quarto Jimin segurava-se na parede tentando se acalmar. Ele se sentia pressionado na presença de Rosa. Mas aquilo não foi a principal razão de sua perda de controle. A frase de Yang Mi ainda ecoava em sua mente.

"Então você vai deixar mais uma mulher dominar você não é? ".

Ele assim que a bá lhe avisou que a menina estava se cortando saiu da cama correndo e foi vê-la. Acabou lhe ofendendo e machucando mais ainda. Jimin então volta ao aposento de sua mulher e observa dormir calma. Ele tira suas ataduras e olha os cortes grandes. A mão de sua esposa é molhada com suas lágrimas, estas a acordam e então acaba assistindo a cena. A moça pega o rosto de Jimin que fecha os olhos na tentativa de que ela não o visse chorando. Rosa seca selando cada lágrima e encosta suas testas. Por incrível que pareça ela não havia conseguido ficar com raiva dele. O moreno ergue o rosto de sua esposa e beija seus lábios demoradamente. Era aquele toque seu pedido de desculpa. A menina por sua vez o trás para mais perto e abraça delicadamente. E assim ficaram por longos minutos.

"Prometa para mim que não se machucará mais e me perdoe por tê-la ofendido..." - o jovem a olha nos olhos - "Não faça mais isso consigo, por favor. Se machucar-se desta forma... estará me machucando também " - Rosa o olha com aflição e pega seus rosto com as mãos.

"Eu prometo que sim" - Jimin então sai do quarto e volta com uma bandeja cheia de comidas. Coloca em cima da cama e começa a alimentá-la com pães e massas. Rosa estava adorando ser mimada por ele, era como se ela estivesse o conhecendo de uma forma diferente.

Jimin estava a esperando terminar de comer quando vê a moça lhe oferecer um pedaço de pão pois o mesmo não havia comido nada. Depois de terminarem de se alimentar, Jimin deita sua cabeça no colo de Rosa sentindo suas carícias.

A menina sela seus lábios e daquele ato prosseguiu a um beijo de verdade. Um beijo quente, com mordidas e sugadas durante o ósculo, inspirando o cheiro um do outro, a pequena sentiu o corpo estremecer quando o moreno tocou seus seios, enquanto a beijava delicadamente. Ele começou a desabotoar seu vestido e ela soltou um suspiro quando aquela mão quente e forte apertou suavemente seu seio esquerdo. Assim admirando-a despudoramebte e depositando um selar em cada seio. Seus beijos descem por sua barriga desnuda sentindo a respiração ofegante de sua esposa que se controla segurando o travesseiro. Jimin toca entre suas pernas, sua parte mais sensível, suas mãos acariciam seu clitóris pela primeira vez tocado por um homem. Sua intimidade pulsava cada vez mais pela excitação.

Park sente as mãos da menina em seu quadril o puxando fazendo assim que trocassem de posições, com ela ficando por cima. Jimin apoiou suas costas na cabeceira e segurou-a com as mãos.

"Isso não está igual..."- Fala se referindo a ele estar todo vestido o fazendo rir, suas mãos pegam a camisa do maior estourando todos os botões e assim exibindo o abdômem do mesmo- "Tão bonito!"- A moça aproxima seu rosto do peitoral e suga cada mamilo de Jimin que solta um gemido arrastado- "Isso, deixe-me ouvi-lo gemer... É tão gostoso"- Descendo beijos por toda a extensão de seu abdômem percebendo o volume marcado na calça de Jimin. O moreno inverte as posições novamente. Os beijos desceram pelo pescoço e clavícula da menor e logo aos seus mamilos que foram sugados e beijados. Sua cintura era apertada por suas mãos com força. Sua calcinha fina foi rasgada e jogada em algum canto.

"Você é minha"- Fala em tom dominador sendo puxado para outro beijo feroz que foi correspondido na mesma intensidade. Dois dedos de Jimin penetram a menina a alargando aos pouco- "Relaxe... Serei cuidadoso, eu prometo"- Ele fala a sentindo nervosa, o moreno deposita beijos de sua testa até os pés demonstrando seu carinho. Logo voltando a sua intimidade começando a passar a cabeça de seu falo no topo de seu clitóris e descendo até sua entrada.

Começando a penetra-la, devagar, finalmente a fazendo mulher e soltando um urro em consonância, com pequenos movimentos de vai e vem. "Jimin..."- Entrando por completo, o suficiente para ambos gemerem, gotas de suor estavam presentes na testa dos dois e assim as mesmas foram coladas. As estocadas fortes de Jimin faziam a cama sair do lugar. Não demorou muito para atingirem o clímax do momento. E ali, realizaram seu desejo carnal mais forte. Cansado o senhorzindo Jimin se deita e alinha sua esposa a seu peito assim descansando calmamente.

Jimin fazia círculos imaginários nas coxas expostas de sua esposa que acabou cochilando de cansada. Depois de alguns minutos o senhorzindo resolve se aprontar para ir exercer suas funções na câmara do engenho. Estava levantando delicadamente mas Rosa o puxa fazendo-o deitar novamente.

"Não vai me deixar sair?"- A menina nega com a cabeça o abraçando apertado fazendo Jimin rir e corresponder ao abraço. Ela então faz uma careta estranha- "O que foi?"

"Dor"- A jovem põe as mãos em sua barriga mas acaba sorrindo e dando um tapinha no ombro dele- "Você me causou essa dor, Jimin. Mas foi maravilhoso e eu quero de novo"- O moreno a olha surpreso.

"Acho que estou te deixando pervertida"- O dois acabam rindo e repetindo sua forma de amar mais uma vez.

°°°

22 anos atrás...

"Quero que obedeça cada ordem minha de agora em diante. Não pense que que por ter a salvo serei seu aliado. Daqui pra frente será minha mucama particular. Quero que comece agora pelo meu quarto"- A escrava Isabela começar arrumar a cama do seu salvador estranho. A mulher negra iria ser vendida a um comendador da região, tal comendador tinha fama de ser cruel a seus escravos. Quando achou que tudo iria ser perdido foi surpreendida por outro homem dando uma quantia cinco vezes maior da oferecida. Por qual razão havia à salvo? Seu questionamento maior era esse, ela era apenas uma jovem escrava que era órfã. Qual seu interesse? Sai de seus devaneios quando um pequeno jovem coreano que por sinal devia ter uns seis entra no quarto.

"Appa, quem é essa moça? - O menino pergunta curioso e se aproxima da mulher tocando em sua pele diferente - "Sua pele é bonita"- o pequeno era muito fofo e suas bochechas estavam rosadas.

"Ela é nossa nova mucama, Jimin. Onde está sua Omma?" - Sem esperar o garoto responder o senhor Park sai de seus aposentos a procura da esposa. O sorriso que estava nos lábios do filho desapareceram fazendo a nova mucama se aproximar preocupada.

"O que foi pequeno? Estás triste?"- A mucama se surpreende quando Jimin a abraça inesperadamente. Ela então o coloca no colo e acaba vendo hematomas em suas pernas- "Quem fez isto contigo?"- O jovem apenas sussurrou uma palavra.

"Appa".

°°°

Eu e você, sem direção

Me dê a mão e eu me perco mais

Eu e você, sem direção

Não solte a minha mão jamais

Direção - Manu Gavassi


Notas Finais


Acho que estão começando a entender a história ^^
Eu queria compartilhar isso com vocês. Eu vi muitas pessoas chorando/choramingando por que não conseguiu ir pro show do BTS. Eu realmente fiquei impressionada. Acho que isso é a prova se você ama mesmo seu artista. 14 mil pessoas vão ver eles e fico feliz por estas pessoas. Se você sonha alto isso não te abala nenhum pouco. Eu por exemplo sonho ser jornalista e não me importo em esperar, meu sonho é fazer a cobertura de um show deles, é difícil? Sim. Impossível? Não. É claro que ficar triste e pensar: poxa seria tão legal ver eles de perto. Eu não sou de SP, eu moro no Maranhão e mano eu acho que não compensa pegar avião, se hospedar em hotel + ingressos. Armys, a sua vez vai chegar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...