História Filha da Lua - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Brasileira
Visualizações 4
Palavras 1.319
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Luta, Suspense
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 1 - Único


 Mia era uma adolescente de apenas 16 anos, que estudava na melhor escola particular da vizinhança e morava na maior mansão do bairro, mas o luxo que ela tinha não influenciava seu caráter, por incrível que pareça, ela não era metidinha, ela era muito bondosa e generosa, doava uma boa quantia todo mês para a caridade, e entregava comida nos asilos semanalmente.

Mia tinha um namorado muito popular na escola, ele era atleta e todas as meninas do colégio invejavam Mia por ser seu namorado. Ele era totalmente o contrário de Mia, ele se gabava por todo o dinheiro que tinha e não dava a mínima para pessoas com necessidades. Como eles se apaixonaram ninguém sabe, eles simplesmente namoram.

Todo dia, ela voltava da escola e fazia seus deveres de casa e estudava um pouco, mas seu irmão mais velho tirava o silêncio da casa, ele via filmes de vampiros muito alto e incomodava Mia, que dormia ao lado do quarto dele.

Mia cansava de dizer a mesma coisa todo dia, e o diálogo era o mesmo:

- Lucas abaixa isso!

- Vem aqui abaixar então, sua vagabunda!

Com essa repetição todos os dias, Mia ficou com ódio de vampiros, e do seu irmão também.

Mas um dia, tudo mudou, Mia estava indo se deitar para dormir 23:47, ela foi dormir tarde assim pois tinha que terminar um projeto escolar que ela acabou atrasando. Prestes a deitar em sua confortável cama, ela ouve um ruído vindo da janela, o que era aquilo? Mia não teve tempo de ver, já estava sentindo dois dentes penetrando em seu pulso. A dor era muita, mas estava fraca para gritar. Ela desmaiou no chão do quarto e só acordou no dia seguinte, atrasada para a faculdade...

Depois de Mia acordar atrasada para a faculdade, sente fortes tonturas e mal consegue se levantar do chão do quarto.

Ela conta aos seus pais cada detalhe do que aconteceu, enquanto toma o café da manhã:

- Vocês deveriam acreditar em mim!

- Mas porque deveríamos acreditar que um vampiro te mordeu, filha? Seu irmão está colocando paranóias na sua cabeça.

Mia chega atrasada na faculdade, e quando chega na sala de aula, o professor dela dá uma bronca nela por ter se atrasado.

O sinal que indica o intervalo toca, e todos os alunos saem desesperados para o pátio. Enquanto todos estavam comendo, Mia conta ao seu namorado, chamado Mike, o que havia acontecido para ela se atrasar.

- Amor, eu te juro que não estou louca, por favor acredite em mim!

Mike estava sentado perto de seus amigos, e como não queria pagar mico, disse:

- Mia você tá maluca, vampiros não existem! Eu não vou namorar uma garota maluca como você e ficar com má reputação.

A fúria interior de Mia despertou seu coração, e ela mostrou sua forma da escuridão, seus olhos ficaram vermelhos como sangue, sua pele ficou tão esbranquiçada como a lua, e seus dentes estavam afiados. Então Mia disse:

- Ah Mike, você não vai ficar com má reputação se você estiver morto.

Ele tentou correr, mas a hipnose de Mia o paralisou, e ela mordeu seu pescoço com toda a raiva que tinha, todos os alunos que estavam no pátio saíram correndo, e Mia, matou Mike...

Ela se transformou em morcego e fugiu da cidade, ela voou para muito longe. Depois do que aconteceu na faculdade, Mia nunca mais foi vista por perto e ela não ia voltar tão cedo.

Ela prometeu que ia se vingar, ela vai se vingar do vampiro que a transformou, e talvez tenha uma batalha final.

 Enquanto Mia voa até a cidade que os vampiros se escondiam, ela para um pouco, pois estava cansada de voar por tanto tempo, então ela decide ir caminhando.

Ela percebe que chega ao seu destino quando do nada sente um vento frio, aquele era um lugar arrepiante. Mia está caminhando distraídamente, quando tropeça em uma pedrinha e quase cai, mas antes que desse de cara no chão, sente que algo a segurou, sentiu uma mão gelada segurando a dela.

Antes que Mia olhasse quem a segurou, ela agradecia, agradecia muitas vezes:

- Muito obrigada! Você não tem ideia d...

Mia olha no fundo dos olhos do vampiro que a segurou, ela se apaixonou completamente, amor à primeira vista? Não importa, parece que ele sentiu o mesmo:

- Não foi por nada, apenas não queria que você desse de cara com o chão e talvez se machucasse.

- Foi muito gentil da sua parte, que tal algum dia a gente se encontrar pra bater um papo?

Mia se sentia constrangida pois achou que foi direta demais, mas o vampiro desconhecido disse:

- Claro, posso pegar seu número?

- Sim! Pode ser amanhã aqui às 18:40?

- Estarei aqui.

Mia descobriu que o nome dele era Henry, depois do acontecido ela não conseguia mais parar de pensar nele.

No dia seguinte, os dois se encontraram novamente, e começaram a falar sobre suas vidas, e como se tornaram vampiros

- Eu queria muito saber quem me transformou, quero me vingar!

Dizia Mia para Henry

- Eu já nasci vampiro, se quiser posso te ensinar a lutar.

- Sério mesmo? Mas primeiro, sabe identificar quem me mordeu?

- Acho que consigo, deixe me ver.

Henry viu a mordida e com facilidade soube quem a transformou.

- Parece que não vai ser fácil você se vingar, ele é o vampiro supremo, ele é o mais experiente de todos

- Obrigada Henry! Acho que preciso treinar, obrigada por me ajudar, tchau...

Enquanto Mia saia dali, Henry segurou pelo seu braço, e deu um beijo nela, ele acariciava seus cabelos enquanto a beijava.

Mia saiu de lá sem falar nada, apenas lançou seu olhar de tchau para ele.

Ela ligou pra ele e disse:

- Sei que não estou pronta mas, tenho que derrotar o supremo desgraçado, vai comigo?

- Claro, mas tem certeza que está pronta?

- Tenho a mais pura certeza.

O dia da batalha era amanhã, então Mia treinou bastante, e esperou ansiosamente. Horas e horas passam, e as 17h em ponto os dois estão em frente ao castelo do vampiro supremo, seu nome era Vladislaus.

Mia invade seu castelo, e quando ela chega ele está tocando órgão.

- Vladislaus, você sabe muito bem quem sou e o que quero aqui.

- Ah, você é uma das minha vítimas, vê esses ossos ali no canto? São das pessoas que tentaram me matar.

- Então que os jogos comecem.

Henry começa atacando ele, mas ele recebe um golpe muito forte de Vlad. Seu golpe o deixou fraco, ele não conseguia andar direito.

Mia luta com Vlad, e poucas vezes conseguiu afetá-lo. Henry o ataca novamente, mas com todas as forças que tinha, mas Vlad consegue o acertar com tanta força que o lança pro lado de fora do castelo, mas como eles estavam lutando durante a madrugada toda, o sol já estava nascendo...

Mia percebe o estado de Henry, e vai até ele.

- Henry! Você está virando pó, sai daí!

Dizia Mia na entrada do castelo, que tinha uma sombra.

- Mia, eu estou sem forças para fugir, eu sei que você consegue lutar contra ele. Saiba que você é forte, foi muito bom te conhec...

Mia viu Henry morrer, queimado, isso não ia ficar assim, ela reuniu todas as más lembranças e juntou toda a força, ela atacou Vlad com tudo, ela estava enforcando ele com toda a força que nem sabia de onde veio, e enforcou ele com suas garras e ele morreu segundos depois, dizendo:

- Parece que conseguiu o que queria, jovem vampira, mas saiba que você nunca vai ser mais forte do que eu já fui, adeus...

Mia, se sente triunfante, porém culpada pela morte do menino que se apaixonou, então enterrou o que restou dele no lugar que eles se encontravam, ela prometeu que nunca se esqueceria dele...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...