História Filha da Máfia (Hot Lésbico) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Máfia, Romance, Sexo Lésbico
Exibições 23
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Survival, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Salve galera
:v

Capítulo 15 - Party - pt. 2


Lua P.O.V

 

Levanto e vejo o cara inconsciente no chão, Alice o amarra e me encara. Lavo o sangue de me rosto, não tenho tempo pra fazer curativos, vou até o closet pego o capuz e o visto junto com os coturnos.

 

--Eu vou com você! - insiste.

 

--Fica de olho nele, e cuidado. - digo me afastando e soltando sua mão. --Chama a polícia e não sai daqui!

 

--Mas e...

 

Corro em direção a janela de vidro e salto atravessando-a e me jogando em queda livre no jardim.

Seja lá quem forem esses vão se arrepender de terem vindo aqui e comprado briga com a pessoa errada.

 

[****]

 

Pulo sobre um dos homens com metralhadoras e logo acerto um chute nele, posso ouvir os convidados gritando enquanto outros tentam correr, jogo um gancho na cara de outro antes que ele possa atirar tomando sua metralhadora e acertando outro soco acompanhado de um chute no rosto.

 

Mas tiros são disparados e dessa vez não da pra fazer como eu fiz com Henryc, a munição é mais pesada e pode me transformar em peneira.

 

Sou surpreendida por uma gravata no pescoço por um dos homens que invadiram minha festa, solto a Colt no chão e acerto um cabeçada nele. O homem não me solta me deixando sem ar, jogo meu corpo pra trás o derrubando no chão e acertando cotovelas em suas costelas.

 

Mas uma rajada de balas sobre mim e me jogo por trás da mesa de bebidas, olho para a região das minhas costelas e vejo sangue descer, merda! Pego as pistolas nos coldres e disparo contra os encapuzados mirando em suas cabeças.

 

Outro acerta minha cabeça com a metralhadora abrindo um corte talvez profundo, preciso de um plano rápido para me livrar desse encosto de capuz.

 

Usando as pernas como chave pulo no pescoço de outro e o derrubo no chão, lhe aplico uma chave de braços porém ele acerta minha coxa com um canivete. Rolo para o lado e o agarro usando seu corpo como escudo humano.

 

Agora só faltam dois, preciso ignorar a vertigem então mais disparos, um deles atingem a DJ mas ao que parece foi de raspão. Pulo sobre outro homem o derrubando e logo tirando seu fuzil e disparando contra ele e logo mais no outro.

 

Respiro fundo mas sou surpreendida por um chute nas costas por a tal garçonete vestindo um macacão preto de couro, caio de cara no gramado. Olho para o lado e vejo a ruiva arrancar a peruca revelando os cabelos loiros então sorri com desprezo segurando uma faca.

 

Rolo quase que como uma cambalhota então salto para trás evitando os golpes. Não demora para que eu escute outra explosão vinda da area de entrada, Dasha acerta uma cotovelada em meu rosto se aproveitando do simples fato de que eu ainda sinto algo por aquela vadia.

 

Dasha acerta uma joelhada em meu abdomen, então se aproxima de mim enquanto estou caida no chão. Não posso deixar que ela tire a merda desse lenço, mas ao mesmo tempo sinto minha visão escurecer.

 

A loira se aproxima mais antes que possa arrancar o lenço ela é derrubada por um vulto de cabelos castanhos, viro de bruços e enxergo Alice acertando um soco em Dasha e me dizendo alguma coisa.

 

Alice P.O.V

 

Não podia ficar olhando ela se matando aqui embaixo enquanto eu teria que assistir de camarote, sinto o canivete dessa vadia raspar por meu ombro.

 

Lua permanece caída no chão, mas antes que eu possa ajudar sinto uma rasteira e Dasha me jogando de volta no chão, ela acerta um soco em meu rosto e outro em meu estômago.

 

--Então, você é a heroína? - pergunta me encarando e rindo.

 

--Vai por inferno garota!

 

--Acredite em mim, eu já estive lá. - responde com o deboche de sempre em sua voz.

 

Vejo o borrão de capuz derrubar Dasha no chão e logo cair após um chute no peito, a loira acerta mais outro chute no peito de Lua então pisa em sua cabeça.

 

A chuva desmorona e sinto braços rodearem minha cintura, olho pra cima e vejo Tommy usando um terno preto, me debato em seus braços mais ele é mais forte.

 

--Você precisa tirá-la de lá ou aquela garota vai matá-la. - digo enquanto esperneio em seus braços.

 

--Você vai chamar mais atenção ruim pra Lua. - retruca enquanto me arrasta pelo gramado.

 

Lua P.O.V

 

Dasha me joga sobre outra mesa de bebidas e pularia em meu peito se eu não rolasse para o lado e me levanto mais rápido que posso.

 

Minha namorada psicótica acerta uma garrafa em meu rosto e logo me acerta um chute de cheio no peito enquanto estou no chão ele desfere mais outros.

 

--Eu amava você e você mentiu e me usou! - grita enquanto pisa em meu rosto o pressionando na grama.

 

Eu admito que errei com Dasha após ter brincado com seus sentimentos, mas isso não justifica uma invasão arriscando a vida de dezenas de pessoas.

 

--Eu sei quem é você, não precisava esconder sob um capuz. - diz rindo e me puxando pela gola da jaqueta preta. --Vai pagar pelo que fez!

 

Uma granada de gás vem em nossa direção e Dasha me larga para correr, escuto as sirenes da polícia vindo então corro usando minha mão pra estancar o sangue.

 

Corro me esgueirando pelas paredes da mansão com vista pro mar, preciso de ajuda e rápido porém não posso ser presa o que acabaria com meus planos e não vim tão longe pra acabar aqui.

 

Entro usando a saída da garagem secreta digamos assim, logo após entrar sinto uma queimação na região do tórax, o rangue do meu rosto pinga no chão, minha visão já está embaçando e já não aguentando tropeço em meus próprios pés e caio rolando lá pra dentro.


Notas Finais


Se você curtiu já sabe
tamo junto
É nois
Falow maluco :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...