História Filha de Hades - Capítulo 71


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Clarisse La Rue, Hades, Jason Grace, Nico di Angelo, Percy Jackson
Tags Heróis Do Olimpo, Percy Jackson
Exibições 63
Palavras 1.149
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Romance e Novela, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


EU VORTEI
Comentem oque acharam do Capítulo e fans da Tessa preparem seus corações para o proximo capítulo.

Amo oces, meus pandas lindus.

Tchau!

Capítulo 71 - Problemas Com Harpias


Vi Thalia sorrir. Como se oque eu tinha tido desse a ela um motivo para sorrir. Como aquela garota podia deixar de ser uma arvorizinha irritante tão rapido? Ela ainda era irritante, mas não gritava nem esperneava por minha causa, parece que ela havia aceitado minha existência.
No caminho eu vi Tessa, ela estava parada olhando para algo que segurava nas mãos, parceria triste. Desde a missão ela pareceu mudar um pouco, ela ficou um pouco assustada por causa do tempo que pareceu ter corrido mais rápido enquanto estávamos procurando o semideus Adam. Além disso ela ficou um pouco abatida com a notícia sobre Edward, ela foi a única que pareceu se abater com a perda dele…
Pensei em ir conversar com ela. Mas antes deu mudar meu curso Thalia deu um pequeno empurrão no meu ombro chamando minha atenção. Olhei para ela esperando que falasse qual o problema, mas ela não disse nada.

- Que foi? - Perguntei.

- Ali. Aqueles garotos. - Tentei procurar de quem ela estava falando. - Filhos de Deimos.

Achei dois garotos que estavam olhando para nós. Eram bem pálidos, não chegavam a ser piores que eu e Nico mas pareciam duas folhas de papel com pernas. Na verdade os dois eram bem parecidos, tinham a mesma estrutura física e cabelos negros e mesmo de longe consegui ver que os olhos dos dois eram bem escuros. Não pareciam ter mais de 15 anos.

- Qual o problema com eles? - Perguntei.

Ela parou de olhar para os garotos e começou a andar encarando o chão. Parecia que ela estava com vergonha de dizer algo.

- Demorou bastante tempo até eu ter coragem de ir conversar com você… - Cortei a fala dela.

- Não me diga que estava com vergo….

- Eu não terminei de falar! - Ela me interrompeu. - Eu ficava perto do Chalé 13, esperando até ter coragem. Aqueles garotos e mais alguns semideus costumavam ficar escondidos vigiando o chalé. Uma vez eu fui perguntar oque eles estavam fazendo e eles disseram que estavam esperando por você.

Parei de andar e comecei a encarar os garotos. Já me falaram algumas vezes que alguns semideus tinham uma certa "admiração" por mim. Mas eu não via nada de errado.

- Victoria eu não sei oque está acontecendo. Mas metade do Olimpo te odeia, e a outra metade e mais alguns semideus querem te colocar no lugar de Zeus.

Assim que disse isso um trovão ecoou no céu. Com certeza o "Tio" Zeus não gostou do que Thalia disse. Mas quem se importa ne.

- Anda. - Ela puxou meu braço. - Por enquanto você tem outros problemas pra resolver.

- Tipo o que? - Perguntei desviando minha atenção dos garotos.

Ela deu uma risada. Como se estivesse zombando de mim. Ela parou de andar e cruzou os braços. Só ai que eu percebi que tínhamos chegado a Casa Grande.
Vi Dioniso sentado em uma cadeira de balanço, não lembro de ter visto ele desdeque cheguei no Acampamento. Achei que ele era mais gordo. Dioniso observava Quiron, que estava…. Que estava conversando com uma Harpia. Por um momento eu me senti encrencada. Mas me lembrei que tinha matado todas as Harpias, não tinha deixado uma faltar, todas que ousaram se aproximar de mim eu matei, vi todas se transformarem em pó. Aquela Harpia devia ter vindo de qualquer outro lugar do planeta.
Eu e Thalia nos aproximamos da casa. Assim que Dioniso me viu, revirou os olhos se levantou e entrou na casa. Minha presença ainda o incomoda.
Mas Dionísio não foi o único que teve uma reação ao me ver.

- Foi ela! Essa garota! Foi ela que fez aquilo!

A Harpia começou a gritar me acusando de algo e se escondeu atrás de Quiron, desde quando Harpias são tão "medrosas"?.

- Se acalme por favor. - Disse Quiron. - Vamos resolver isso depois.

Ele me lançou um olhar desaprovador. Eu com certeza não ia querer resolver aquilo depois.
Quiron deixou a Harpia, que parecia estar em estado de choque, e se sentou na cadeira de rodas e pediu que nós o seguisemos para dentro da casa.
A Casa Grande era um pouco velha demais, parecia caindo aos pedaços mesmo que não "caísse" nada literalmente. Mas apesar disso era bem aconchegante, tirando a parte que quando você chega na sala tem umas mil pessoas olhando pra você como se fosse um fantasma.
  Tentei dar meia volta e tentar resolver o problema com a Harpia, preferia uma mulher galinha do que aquele tanto de gente me olhando. Antes que eu me virasse Thalia segurou meus ombros me impedindo de voltar. Eu queria jogar um raio na cabeça dela, mas ai eu lembrei que a filha de Zeus na verdade é ela…
  Quiron entrou na sala e pediu para que algumas das pessoas que estavam ali saíssem. Ficaram apenas 11 pessoas, eu, Thalia, Annabeth, o garoto filho de Poseidon Percy, Will, Nico, Clarisse, os irmãos Stoll e o Leo, 13 pessoas contando com Dioniso e Quiron.
Fazia tempo que eu não via o Leo. Ele parecia mais cansado… parecia mais triste…

- Vamos logo com isso então. - Disse Dioniso. - Tenho coisas mais importantes para fazer.

- Tipo oque? - Perguntei.

Todos pararam de olhar para como se fosse um fantasma, e começaram a me olhar como se eu fosse um fantasma… um fantasma mais feio.

- Não me provoque filha de Hades. - Dioniso olhava para mim com os olhos pegando fogo.

- Credo. - Deixei um sorrisinho escapar. - Só fiz uma pergunta.

- Não estamos aqui para discutir. - Annabeth se intrometeu.

Ela e Quiron começaram a falar algo e todos parecerem parar de prestar atenção no fantasma que era a minha pessoa e começaram a prestar atenção no que estavam falando.
Mas por algum motivo eu comecei a me sentir desconfortável. Comecei a ter uma péssima impressão, e sempre que tenho isso algo de ruim acontece.
Olhei para a janela, procurando algo de ruim acontecendo.

- Você finge que aquilo não ira acontecer.

Eu me lembrava dessa voz. É a voz de uma das Parcas. Olhei para os outros, talvez eu não fosse a única a ter ouvido aquilo. Mas parecia que infelizmente eu era a única.

- Sua amiga vai morrer… Filha de Hades… Ela vai morrer, e você sabe disso, você sabe que suas visões não mentem.

Tentei prestar atenção em outra coisa que não fosse aquela voz. Mas o resto do mundo parecia mudo, eu não ouvia nada além daquela voz fria.
A Parca começou a rir e disse:

- Sua amiga vai morrer… E você não vai poder fazer nada…

- Victoria? Está tudo bem? - Ouvi alguém perguntar.

Mas com certeza eu não estava bem.
Ver uma Harpia segurando uma amiga sua pela perna enquanto voa não é algo muito agradável de se ver.


Notas Finais


Comentem por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...