História Filha do Arcanjo - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gigi Hadid, Justin Bieber
Personagens Gigi Hadid, Justin Bieber
Tags Amor, Anjos, Demonios, Drama, Fantasia, Romance, Violencia
Visualizações 65
Palavras 964
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Capítulo 16


JUSTIN

- Epa! Epa! Vamos com calma que eu não fiz nada!-Desviei do ataque dela pela direita, tentando conversar com ela.

- Não? Ah, claro, até por que me abandonar quando estou a beira da morte é não fazer nada!

Ela veio para cima de mim mais uma vez, desviei novamente, sem muita facilidade dessa vez.

Olhei para Miguel e Castiel, buscando ajuda. Miguel tirou sua espada da bainha e fez sinal para que eu a pegasse. Desviei de outro ataque e corri para pegar a espada, assim que a peguei, bloqueei um ataque frontal de Julie.

Olhei em seus olhos.

- Eu não sei do que você está falando! Eles sequestraram você ontem!

Ela girou a espada fazendo a minha tombar para o lado e me deu um soco no nariz com a mão livre. Porra! Ela é forte!

- Aí! - levei minha mão livre até o nariz.- Eu não abandonei você! Eu jamais faria isso princesa!

- Não.- ela me deu outro soco.- Me chame.- Ela me deu um chute na boca do estômago tão forte que fui parar na parede, bati as costas e cai como boneco no chão.- De Princesa!

Cuspi o sangue em minha boca, e me levantei dolorido.

Suspirei e olhei para ela.

- Espero que me perdoe, mas você não me deixa escolha agora.- abri minhas asas e joguei a espada para perto do Miguel, que olhava para Castiel imobilizando Daryl.

- Finalmente resolveu lutar como um anjo de verdade.-Ela sorriu desafiando e partiu para cima de mim de novo.

Pisei forte no chão e um bloco de terra se elevou, jogando-a contra o teto.

Estiquei os braços e fechei as mãos uma na outra com força e uma jorrada de vento em horizontal a jogou na outra parede.

Ela mexeu as asas com dificuldade e não conseguiu se levantar. Me aproximei dela cautelosamente.

- Pare com isso Julie, lute contra o feitiço!

Ela olhou para mim com um sorriso no rosto e me deu uma rasteira.

Bati as costas no chão e em questão de segundos me virei para o lado fugindo de outro ataque mortal da minha garota. Me levantei e olhei para a máquina com latas de refrigerante, olhei para Julie que vinha em minha direção com uma fúria indescritível. Me abaixei de outro golpe dela e lhe dei uma rasteira com o vento. Pisei forte no chão novamente fazendo com que outro bloco se elevasse e a jogasse no teto. Ela caiu e antes que eu lhe desse tempo de se recuperar, abri as mãos e estourei as latinhas de refrigerante e fiz uma onda, com ela, arrastei Julie ja fraca na parede, a mantendo no alto, fechei minhas mãos em punho e congelei o refrigerante.

Sua cabeça tombou para baixo, deixando claro que ela estava inconsciente.

- Acho melhor irmos.- Miguel disse mas não olhou para mim, seu olhar estava perdido na filha, ele pegou sua espada que estava caída no chão e só aí se virou para nos olhar.

- Ele precisa de espadas.-Disse Castiel e tocou o meio da testa do Daryl com o dedo indicador e do meio, meu irmão desabou no chão. E seguimos para fora da loja, batemos as asas e levantamos vôo. Olhei para trás, com um aperto no coração.

- Vamos levá-lo para Hefesto.

- Hefesto? O deus grego?!

- Ele não é um deus. É um anjo que caiu na primeira batalha, quando o universo não se passava de cosmos. É uma história muito longa, mas ele era responsável por fabricar as armas celestiais, e bom, o único até hoje além de Azazel. Mas o Azazel... Bem, não podemos contar com ele depois da queda dos anjos com Lúcifer. Então vamos recorrer à Hefesto.- Disse Miguel

- Que loucura.

- Você se acostumou com o conhecimento humano, quando os Três Arcanjos apagaram sua memória, eles eliminaram tudo sobre os anjos, Deus, e tudo que for celestial ou demoníaco. Eles implantaram em você outros conhecimentos, conhecimentos que você precisaria para viver a vida como um humano qualquer.

- Quanto mais eu falo e ouço sobre isso e coisas relacionadas ao céu, inferno, e tals, mais parece que minha cabeça vai explodir.

- Isso acontece por que seus lado celestial não voltou completamente, voltou em partes, apenas parte da sua memória foi restaurada, e graças a isso seus poderes voltaram também.-Miguel disse e começou a perder altitude, indicando que pousariamos.

- Eu tenho uma dúvida quanto a isso.

- Diga.- Ele ficou ereto e bateu as asas devagar para ter equilíbrio e colocou os pés no chão. Fiz o mesmo e Castiel também.

- Meu irmão é um demônio, então, como ele restaurou minha memória sendo que o feitiço é angelical?

- Demônios podem insentivar fragmentos da memória Justin, ele não trouxe sua memória de volta, mas puxou uma parte dela, a parte que ele queria que você lembrasse. Ele só pode fazer isso uma vez a cada vinte anos.

- Demônios são tão fortes assim?

- São criaturas fortes sim, mas não tanto. Eles só precisam usar os poderes de forma certa e se, pegarem um anjo desprevenido, podem mata-lo caso tenham uma espada angelical. O que não acontece há milênios.

- Mas agora eles tem a Julie, ela tem duas espadas angelicais...

Olhei para eles esperando que eles entendessem onde eu queria chegar, e entenderam, eles balançaram a cabeça em afirmação.

- Se seu irmão quiser, ele pode matar você.

Suspirei.

- Eu ainda não sei como tirar a Julie daquele maldito feitiço.- passei as mãos no rosto.

- Você vai descobrir com o tempo.

De repente o chão aos nossos pés cedeu, e caímos em um túnel estreito que não nos dava espaço para abrir as asas.

Sem opções, caímos na escuridão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...