História Fill me in love - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Demi Lovato, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber, Romance, Sexo
Exibições 43
Palavras 1.680
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


– oooi 🌙
voltei mais cedo que o prometido, trazendo esse capítulo que é o começo de uma "nova era" da fic ahsushsh. PROMETO QUE VOCÊS VÃO SE SURPREENDER COM ESSA HISTÓRIA!
Boa leitura e até as notas finais. 💗

Capítulo 9 - Destiny loves to play with us


Fanfic / Fanfiction Fill me in love - Capítulo 9 - Destiny loves to play with us

6 meses depois..

(P.o.v Justin)

 Acorda, acorda filho da mãe. 

-O que foi Scooter? -respondi ainda sonolento.

-Esqueceu que dia é hoje?

-Não. Mas sério que tem que ser a essa hora?

-Ah qual é, é o primeiro dia de trabalho no seu albúm novo.

-Jaé cara, vou tomar banho e me trocar. Sai do meu quarto. -respondi mau humorado.

-Ta bom mocinha, desculpa. -Scooter disse debochado.

Tomei um banho morno, enquanto a água caia sobre meu corpo, pensei em como ficaria meu novo albúm, eu queria escrever sobre coisas diferentes nas músicas, coisas que marcaram minha vida além de certos ex relacionamentos, mas nada no momento me inspirava, por isso eu não estava animado, não gosto de compor sem um significado.

Fui para o closet e escolhi uma roupa confortável, afinal eu iria passar o dia todo em pé, gravando músicas e mais músicas. Vesti uma bermuda da Adidas, um tênis e uma camiseta, ultimamente  não tenho ligado pra roupas muito chamativas.

Desci até a sala e o Scooter estava me esperando, acompanhado dos meus dois seguranças particulares.

-Pronto?

-Aham, vamos.

Entrei no carro junto com meus parceiros e depois de alguns minutos chegamos no estúdio.

-Eai irmãozinho? Como tá? -Usher disse me comprimentando.

-Tranquilo cara. Bom te ver.

Usher é um dos meus amigos mais próximos, a gente quase não se vê, mas a amizade continua a mesma.

Comprimentei o resto das pessoas que estavam na sala, djs, produtores, alguns parceiros músicais e o Scooter.

-Que música você quer gravar primeiro? -Scooter perguntou.

-Tanto faz. -respondi desinteressado, é raro eu não estar animado pra gravar, produzir, mas acontece...


(P.o.v Ariana)

-Vamos Demi, anda! -gritei apressada andando pelos corredores da minha casa.

-Já tô indo! -Deh gritou de volta.

Eu iria levá-la até seu trabalho, já que o meu novo emprego ficava a alguns quarteirões dali. É, eu não estou mais trabalhando no restaurante. Adivinha? Eles estão falindo, e por isso demitiram alguns funcionários, mas por um milagre, no dia seguinte eu recebi uma proposta de emprego, graças ao amorzinho do filho do meu chefe, ops, ex chefe, que me recomendou. Me pareceu interessante então eu aceitei: secretária administrativa/ assistente em um estúdio de uma gravadora, 200 doláres por semana, estava bom demais! E por mais que séria meu primerio dia, eu não estava muito nervosa, sou boa com contabilidade, administração.. Algumas explicações e eu já seria funcionária do mês!

Que puta confiança hein Ariana?

-Tenha um bom dia, amo você! -Demi disse saindo do carro e batendo as portas agressivamente, nem me deu tempo de responder, mas acho que ela já sabia a resposta, mas mesmo assim respondi mentalmente.

-"Pra você também amiga, te amo."

Dirigindo e a pouco tempo do local do meu novo emprego, resolvi dar uma passadinha no Starbucks pra beber um café, faltava uns 15 minutos para eu estar oficialmente atrasada, então, sem pressa Ari!

Estacionei meu carro em frente ao estabelecimento, notei o quanto lindo estava o dia, o sol penetrou minha pele de forma prazerosa, recebi amorosos "bom dia" dignos de deixar qualquer um mais feliz!

-Você é linda. -um desconhecido disse quando passou por mim.

Um sorriso se abriu no meu rosto, não nego, gosto de receber elogios gentis, desde que não seja aqueles do tipo: "ei delícia", "gostosa", "que isso hein", eu aceito de boa.

-Bom dia senhorita, o que deseja? -um simpático atendente com uma aparência engraçada perguntou.

-Um frappuccino de baunilha com chocolate belga, por favor. -sorri

Depois de alguns minutos, meu pedido estava em mãos. Resolvi sair da loja e sentar nas fofas mesas de madeira do lado de fora. Fiquei admirando o ambiante até que:

-Merda! Tô atrasasa! -disse alto fazendo as pessoas ao redor olharem pra mim.

Mas eu não estava com tempo pra ficar envergonhada, entrei no carro e acelerei em direção ao trabalho.

Cheguei ao local, um prédio enorme, com vidros escuros nas janelas, bem luxuoso pro meu gosto.

-Até que enfim! -uma mulher baixinha disse vindo em minha direção.

-Quem é você? -perguntei assustada.

-Sou sua supervisora. E já era pra você estar aqui a 5 minutos!

-Foi mal eu...

-Sem papo, vamos, você tem muito o que aprender.

-Espera ai, qual é o seu nome? -disse seguindo-a.

-Morelo, pra você senhorita Morelo.

-Tá. -disse curto. Que mulher rabugenta!

Ela me levou até uma sala enorme, cheia de mesas com gente trabalhando freneticamente. Fiquei impressionada, não seria tão fácil como eu pensei.

-Essa é a sua mesa. Tudo que tem que fazer é atender os telefonemas e anotar os recados, reclamações e pedidos, seja educada e inicie a conversa falando "Gravadora Def Jam, posso ajudar?" .

-Só isso?

-Por enquanto! -respondeu maliciosa.

Sentei-me na cadeira e na minha frente haviam outras pessoas, que provavelmente trabalhavam fazendo a mesma coisa que eu.

Uma menina de cabelo curto, loiro, parecendo uma mistura de Ellen Degeneres com Avril Lavigne sorriu pra mim, e quando Morelo virou as costas ela deu língua para a mesma, me fazendo rir baixo.

Depois de alguns minutos, quase uma hora atendendo ligações, e anotando coisas, havia chegado a hora do intervalo, tinha até um sinal que tocava na hora, me lembrou a época da escola.

-Oi! Quer almoçar com a gente? -aquela garota loira super simpática disse vindo em minha direção acompanhada de um garoto alto, cabelos pretos, um lindo nerdzinho.

-Oi, quero sim. -eu não podia recusar.

Caminhamos até o refeitório, estava cheio de funcionários.

Nos sentamos, e o garçom trouxe o prato do dia: Risoto de cogumelo com file mignon, porra, se isso era a comida servida no dia-a-dia imagina a que servem nos eventos da gravadora!

-Ah eu quase ia esquecer, o meu nome é Taylor, e esse é o Mike.

-O meu é Ariana.

-Belo nome. -Mike disse sorrindo.

-Obrigada. -sorri envergonhada.

-Eai Ariana, como tá sendo o primeiro dia? -Taylor perguntou enquanto enfiava um pedaço de carne na boca.

-Tá tudo bem, tirando a chata da Morelo. -bufei.

-É ela é chata mesmo, mas o pior de todos aqui é o Sr Blake. -ela disse revirando os olhos.

-Com certeza, ele é fogo. -mike respondeu.

-Gente, ei, quem é esse? -eu disse interrompendo a conversa privada dos dois.

-Ele é o chefe.

-É, o patrão. -Mike adicionou.

-Ele não é uma pessoa tão ruim sabe, o problema é que ele pega pesado de mais com todos aqui dentro, abusa da autoridade que tem e subestima todo mundo. -Taylor disse irritada.

Eu mal conhecia o homem, mas já não gostava.

Depois de algum tempo conversando sobre coisas aleatórias com os meus dois colegas de trabalho, que eram super legais e engraçados, o sinal do fim do intervalo tocou. Nos dirigimos até a sala de ouvidoria e eu me sentei novamente, aguardando as próximas ligações. Quase pulei da cadeira quando o telefone tocou.

-Gravadora Def Jam, posso ajudar?

-Sim, eu quero falar com Scooter Braun, agora mesmo. - um desconhecido disse com voz firme.

Scooter Braun.. Esse nome não me é entranho, pensei.

Eu não sabia o que fazer, já que a Morelo só me disse pra anotar recados, e com certeza aquele cara não queria deixar recado, então eu tive que apelar pedindo a ajuda dela, afinal ela é minha supervisora.

-Srt. Morelo, vem cá por favor. -disse baixinho com o telefone apoiado no pescoço.

-O que é? -ela respondeu com seu tom de voz nada simpático.

-Tem um cara querendo falar diretamente com um tal de Scooter, o que eu faço? Ele está aqui?

-Vai até ele, é o seu trabalho.

-Mas eu nem o conheço, eu acho, e não sei onde ele está.

-Médio, branco, cabelo curto mas provavelmente usando uma boina, estúdio 4B, quarto corredor a direita. -ela disse rapidamente.

-Tudo bem.. -respondi.

-Senhor aguarde um minuto, vou passar para o Scooter.

-Estou aguardando.

Fui andando rapidamente pelos longos corredores da gravadora. De repente uma voz começou a surgir e quanto mais eu me aproximava, mais alto ficava, e aquela voz me era familiar, por algum motivo que eu desconheço, meu coração acelerou, até que finalmente cheguei no estúdio, fiquei parada em frente a porta, e eu estava nervosa, pois eu tinha noção de quem estaria lá dentro, puta merda!

-Com licença.. -eu disse abrindo a porta lentamente.

-Entre. -um cara alto disse.

Justin Bieber me encarava como se estivesse vendo um fantasma, as outras pessoas notaram nossa reação e nos olharam confusos, e me veio um flashback de todas as pequenas coisas que eu vivi com o Justin, e eu me negava a acreditar que o cara que eu me apaixonei de repente e que eu lutei tanto pra esquecer, se encontrava ali, na minha frente.

-É-é pra você. -disse com a voz trémula levando o telefone até a mão do Scooter.

E enquanto ele conversava com o cara na ligação, eu apenas desejava um buraco pra me esconder. Já não bastava o Justin me comendo com os olhos de braços cruzados sem não desviar seu olhar de mim, ainda tinha os vários caras dentro daquele estúdio que nem sequer puxaram um assunto pra quebrar aquele clima. Mas não por muito tempo.

-Você é nova aqui? -Usher perguntou.

-Sim, primeiro dia. -ri fraco.

Sim eu estava em transe, não bastava dar de cara com o Justin Bieber cantor famosos/ ex-peguete, Usher Raymond tinha que me dirigir a palavras, o rei do R&B!

-Aqui, obrigado. -Scooter disse entregando o telefone e me dando um sorriso simpático.

-De nada. -respondi.

Sai da sala e não me contive em dar uma olhada na cara do Justin, e merda! Ele estava lindo demais, como sempre, e continuou me marcando até eu sair, com cara de surpreso, bom, pelo menos ele lembrou de mim, eu acho, talvez não pegou mulheres suficientes esse tempo todo pra ter esquecido que já transou comigo.

(P.o.v Justin)


-Tá legal, o que foi isso? -Scooter perguntou depois que a Ariana saiu.

-Isso o que? -me fiz de desentendido

-Você não parou de olhar pra menina com essa cara de psicopata. -ele disse fazendo o resto da galera concordar.

-Ela é bonitinha, só isso..

-Você convive com várias outras garotas lindas e mesmo assim não as olha como você olhou pra essa garota. -Usher disse rindo.

-Ta bom pessoal chega de papo, vamos trabalhar. -encerrei o assunto.

Mas na verdade eu só conseguia pensar na Ariana, em como ela estava linda, como na primeira vez que a vi, ver ela de novo me fez lembrar do que eu já senti por ela mesmo não a conhecendo muito bem, e por algum motivo o destino resolveu nos juntar de novo...


Notas Finais


lindos, lindos, lindos.
pessoal, se virem algum erro ortográfico me avisem, e eu gostaria muito que comentassem o que estão achando da fic, se eu devo continuar e etc, o apoio de vocês é muito importante. 💘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...