História Finalmente juntos! JirayTsuna - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Dan Kato, Jiraiya, Kakashi Hatake, Mei, Nawaki Senju, Personagens Originais, Shizune, Tobirama Senju, Tsunade Senju
Tags Jiratsuna, Naruto, Tsunajiray
Visualizações 47
Palavras 1.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal *-* como estão?

Bom essa fic se passa depois da guerra, onde Jiraya, Tsunade e Orochimaru são eleitos Sannins Lendários. Vamos dizer que nessa época eles tinham 21 anos ^^ pretendo viajar muito nessa fic:, afinal e sobre meu shipp <3 e vcs podem ficar a vontade para me ajudar e dar opiniões. E eu também farei o possível para realmente parecer que tenha acontecido (a personalidade deles, os personagens etc)
Capítulo fresquinho <3

Capítulo 1 - A missão de Jiraya


Fanfic / Fanfiction Finalmente juntos! JirayTsuna - Capítulo 1 - A missão de Jiraya

   *JIRAYA ON*


Finalmente a paz estava de volta, finalmente havia acabado a guerra que assolava pelas cinco grandes nações.  Tínhamos vencido, Konoha novamente estava em paz. 

Perdemos muitos amigos e conhecidos. Era triste lembrar daquelas cenas cruéis, inocentes morrendo por um mero  erro de seus superiores, as vezes eu me perguntava se a paz voltaria a reinar ou se tudo acabaria ali mesmo. Mas tudo acabou dando certo no final. 

Eu estava em mais uma de minhas missões de espionagem, admito, eu realmente era bom naquilo. Me infiltrei na vila da pedra,  precisava descobrir informações sobre um novo ataque a vila da chuva, o líder da vila pediu a Konoha ajuda para proteger e colher informações para eles, e é claro que o Sandaime aceitou. 

Não foi tão difícil entrar lá,  usei um de meus sapos para me esconder dentro de seu estômago,  assim fazendo que ele entrasse facilmente pela barreira sem que sintam a minha presença. 

Sai de dentro do estômago do animal em um local discreto,  que não havia ninguém. O sapo voltou a adentrar dentro do rio,  já eu fiz uns selos e me transformei em uma bela mulher de seios fartos como os da Tsunade.  "Tsunade ". Aquele nome fazia meu coração bater rápido e doer,  como eu queria estar com ela. Mas eu resolveria tudo quando retornasse para Konoha.

Comecei a andar pela vila discretamente,  felizmente as pessoas não pareciam me notar, com exceção de alguns velhos tarados olhando para meus icebergs, que nojentos. 

Entrei em um restaurante simples,  eu estava com muita fome. Me sentei e logo em seguida veio uma loira deslumbrante com peitos maiores que o meu,  novamente me lembrei dela e meu coração começou a doer.  A moça chegou perto e perguntou. 

-O que vai querer comer moça? 

Ela me perguntou docemente,  coisa que a megera não faria . Respondi no mesmo nível de doçura. 

-Dois saque por favor senhorita e um ramen com costela de porco. 

-Esta bem.  Já venho trazer senhorita. 

-Ótimo. 

Ela saiu andando em direção a porta dos funcionários e entrou na lá dentro. Não tinha como negar,  ela era maravilhosa,  porém meu coração já tinha uma dona.

" Ah Tsunade,  o que preciso fazer pra te-la para mim? Faço o que for preciso. "

Fiquei viajando por um tempo,  até que a mesma mulher veio trazer meus pedidos. Ela colocou em cima da mesa e saiu andando,  abri um saque e despejei em meu copo,  tomei uma golada grande tentando afogar as mágoas. Era proibido deixar suas emoções pessoais atrapalhar sua missa,  mas eu não conseguia evitar,  estou agindo como um covarde idiota. 

Mas quem liga né? 

Terminei de beber um saque e comecei a comer meu ramen, estava muito bom, talvez seja o melhor que eu ja tinha provado.  Enquanto comia, vejo homens entrarem no estabelecimento,  não eram homens qualquer,  era ninjas de elite,  eu reconhecia pela sua roupa -havia vários deles vestidos assim na guerra - eles se sentaram na mesa a minha frente,  percebi que um deles ficou encarando meus peitos,  então fiz questão de revirar os olhos o máximo que pude. 

O homem deu uma risada escrota e se sentou. Um homem foi atende-los, quando o garçom saiu eles começaram a conversar.  Um deles falou. 

-Então estão ansiosos para o massacre na vila da chuva? 

Ao ouvir isso arregalei meus olhos,  então eles realmente estavam tramando algo.  Malditos. Alguns deles responderam. 

-Sim.

-Com certeza!

-Eu não vejo a hora de cortar a cabeça daqueles malditos. 

-Sim, vamos poder ficar com as mulheres chefe?  Ouvi dizer que elas são muito bonitas. 

-É claro que podemos seus idiotas.  Seria um desperdício não nos aproveitar delas,  hahaha.

Senti meu sangue subir,  vermes imundos! Como poderiam pensar algo tão lixoso assim? Eu queria mata-los, mas não poderia fazer isso, estavam em uma missão,  então tinha que ser altamente profissional. Um deles novamente perguntou. 

-Quando será o massacre chefe? 

-Na próxima lua cheia,  esta perto. 

Na próxima lua cheia?  Droga.! Faltava menos de uma semana para a próxima lua cheia. Preciso me apressar e avisar a Konoha,  terei que mandar um sapo correio,  se eu mesmo for,  ira levar cinco dias até chegar lá. 

Me levantei e deixei o dinheiro em cima da mesa,  sai em rumo a porta, mas antes de sair ouço algum me chamar. 

-Ei, mulher dos peitoes, venha até aqui. 

Meu sangue novamente subiu aos olhos,  desgraçado pervertido,  odeio homens tarados.  Tenho que atuar para sair dali. Me virei e dei o sorriso mais forçado que consegui.  Falei calmamente. 

-Sim? O que desejas senhor? 

O homem sorriu, era o mesmo que encarou meus seios.  Ele falou. 

-Venha até aqui senhorita,  não se preocupe,  não mordemos. A menos que você queira hahaha.

Senti náuseas com aquele sujeito, fui até ele em passos vagarosos. Cheguei até a mesa deles e parei a uns centímetros deles.  Vi alguns homens sorrir diabolicamente.  O homem me perguntou. 

-Não quer se sentar conosco senhorita? 

-Não obrigado, meu marido está me esperando em casa. 

-É casada? 

-Ah sim sou,  tenho dois filhos. 

-Ah entendo,  desculpe então. 

Ele me olhou desconfiado, parece que minha resposta não o tinha convencido.  Então resolvi me apressar e sair o mais rápido que pudesse dali. 

-Esta tudo bem moço,  e melhor eu ir,  até mais meninos. 

-Até mais! 

Sai como um raio pela porta,  finalmente estava fora dali, voltei ao lugar que estava antes,  resolvi manter a minha transformação de mulher apenas para evitar problemas caso seja descoberto. 

Peguei um pergaminho e um pincel e comecei a escrever o que tinha descoberto. Terminei e dei um assobio, instantaneamente apareceu um sapo correio. Coloquei o pergaminho em sua boca e ele o engoliu e desapareceu. 

Assobio novamente e apareceu um sapo maior desfiz a minha transformação e entrei em sua boca. Ele voltou para debaixo da agua e foi em rumo a Konoha.

Apesar que levaria cinco dias para chegar lá,  eu estava nervoso e ansioso,  afinal eu a veria e me declararia para ela.  

"Me espere Tsunade,  eu estou chegando "

Acabei pegando no sono com esse pensamento. 


Continua. ..

 


Notas Finais


Gostaram? Eu particularmente adorei *-* huehuehue
Obrigado por lerem ^^
Até mais... <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...