História Find my way - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, As Peças Infernais, Os Artifícios Das Trevas (The Dark Artifices), Os Instrumentos Mortais
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Catarina Loss, Church, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jem Carstairs, Jocelyn Fairchild, Lady Camille Belcourt, Luke Graymark, Magnus Bane, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Ragnor Fell, Raphael Santiago, Robert Lightwood, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern, Will Herondale, Woolsey Scott
Tags As Peças Infernais, Clace, Juilliard School, Malec, Os Artifícios Das Trevas, Os Instrumentos Mortais, Saphael
Exibições 180
Palavras 781
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pessoal, esses dias eu estive muito ocupada com a escola, o judô, a apresentação de dança e canto que farei, e ainda torci meu pulso no judô também...TUDO QUE TINHA PARA ACONTECER ACONTECEU! Enfim, Fallen Angel postarei hoje a noite ❤ ou aamanhã. E amanhã também sairá o epílogo :(

Boa leitura ❤

Capítulo 22 - E o que aconteceu?


Fanfic / Fanfiction Find my way - Capítulo 22 - E o que aconteceu?

Último Capítulo - E o que aconteceu? 

Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.

- Roberto Shinyashiki

 

 

Izzy esperou mais alguns minutos na frente do prédio, olhando para o relógio algumas vezes, Woolsey estava fora. E em uma hora voltaria... 

Apertou o molho de chaves na palma da  mão, havia conseguido uma cópia com a ajuda de Jordan. 

Olhou um carro chegar e se escondeu atrás de uma árvore, avistando o alvo sair e entrar no prédio em seguida, esperou alguns minutos e mandou uma mensagem para Simon, que estava com Raphael de butuca em algum lugar...

Pelo menos esperava que estivessem de butuca! 

Em dez minutos vocês ligam para a policia!

Olhou para a entrada do prédio. 

— Vai dar tudo certo. 

E entrou. 

 

Woolsey tirava a blusa que usava, suspirando. 

Iria embora de volta para seu país em uma hora! Então iria logo começar a arrumar suas malas e limpar seu apartamento, afinal, o que ele fez dá cadeia!

Colocou a blusa sobre o sofá e ouviu a campainha tocar, semicerrando os olhos desconfiado e foi em direção a porta, abrindo devagar, avistando Isabelle Lightwood, ficando tenso. 

A Lightwood chutou a porta com força, a porta acabando por joga-lo para trás e abrindo! Ainda no chão, conseguiu ver quando a mesma pisou com o salto em seu peito, o fazendo tossir um pouco. 

— Então é você que fudeu com a vida do meu irmãozinho a mando do meu pai, não é? 

Abriu um sorriso de canto, gostando um pouco da situação. 

Afinal Isabelle Lightwood era bem gostosa! 

— Pode-se dizer que sim... 

Izzy pressionou um pouco mais o salto em seu peito, abrindo um sorriso. 

— Você que dopou o Magnus? 

— Sim. 

— Você que fingiu dormir com ele? 

— Sim. 

— A mando de Robert Lightwood? 

— Sim...

Alguns policiais surgiram por trás da garota e Scott arregalou os olhos. 

— Woolsey Scott, — ela falou em quanto retirava o salto de seu peitoral. — Você está preso! 

 

Robert quebrava todas as coisas de vidro que encontrava pela frente na casa, estava em fúria! Sua esposa e filhos o abandonaram, Woolsey estava preso... E em breve seria ele! 

Tinha apenas uma alternativa: Fugir. 

Foi até o escritório, tirou um quadro da parede e abriu o cofre que havia ali escondido, pegou um bolsa e encheu a mesma de dinheiro. 

Se fosse para deixar eles, que deixasse sem dinheiro! 

Pegou a chave do carro e em seguida saiu do apartamento, com a bolsa no ombro. 

Desceu o elevador, chegando no estacionamento, destravando sua BMW branca e entrando em seguida, começando a dirigir. 

Dirigia em direção a saída da cidade, rindo consigo mesmo!  

Logo parando de rir. 

Pensava em como conheceu Maryse, ambos estavam desgraçados...! Eram melhores amigos, ela estava grávida de Alexander, seu namorado que havia morrido em um acidente. 

Ele havia acabado de ter se declaro para Michael Wayland, seu melhor amigo e que havia o humilhado!

Decidiram se casar, e então ela teve o bebê, filho dela com Alexander, e em homenagem ao falecido namorado, o homenageou dando o mesmo nome ao bebê. 

Os dois haviam se apaixonado, tiveram juntos Isabelle Lightwood.

E o falecido Max Lightwood, que morreu ainda na maternidade. 

Havia sido uma boa vida... 

Quando recobrou a atenção para estrada, dois clarões brancos o cegaram e então... Nada

Havia sido tarde demais. 

Tarde demais para se arrepender.

 Dois meses depois  

Alexander atualizava de dois em dois segundos o site da Juilliard

Esperava que saíssem logo o resultado dos testes, que decidiriam seu futuro e o futuro de Magnus! 

Parou pensar em tudo que aconteceu desde então. 

Seu pai morrera em um acidente em quanto fugia.

Woolsey havia sido preso e deportado para a Inglaterra.

Haviam terminado o ensino médio.

Sua mãe vendera o apartamento para morar com o então noivo, Gideon Lightwood, primo de Robert que sempre a ajudou e lhe deu apoio. 

Isabelle se preparava para comandar a empresa Lightwood. 

Raphael e Simon pretendiam se casar. 

Clary estava grávida e Jace estava todo bobo em ser pai. 

E ele ainda morava com Magnus no glamuroso apartamento do Brooklyn, onde eram felizes, e quem sabe, em breve, realizariam seus sonhos!

​Atualizou o site mais uma vez e então viu que haviam saído os resultados, olhando rapidamente! 

Assim que viu, gritou e pulou da cadeira, começando a rir, animado! Magnus chegou correndo pouco tempo depois, de toalha e todo molhado. 

— O que aconteceu? O que aconteceu? 

— Nós passamos, Magnus! NÓS PASSAMOS! 

Pulou em seus braços, sendo abraçado em seguida, nem se importando em se molhar todo, ouvindo Magnus rir. 

— Espera... A gente... 

— Vamos realizar nosso sonho, meu amor. — o beijou. 


Notas Finais


βyё♥βyё


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...