História Find Your Purpose - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Austin & Ally, Laura Marano, R5
Personagens Ally Dawson, Austin Moon, Dez, Patricia "Trish" Maria De La Rosa, Personagens Originais
Tags Amizade, Auslly, Austin & Ally, Caini, Calum Worthy, Drama, Laura Marano, Raini Rodriguez, Raura, Romance, Ross Lynch
Exibições 29
Palavras 1.435
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello people! Essas semanas eu fiquei bem ocupada com a escola, últimas semanas, vcs sabem como é e não deu mesmo pra postar, não foi nem por preguiça. Mas também aconteceram coisas boas como a Selena ter saído da rehab, vcs viram o lacre dela no AMAs? E o discurso? meu, sem palavras.... Sabrina Carpenter ter FINALMENTE me respondido no Twitter (aliás vão dar uma olhada no novo álbum dela, EVOLution, é muito bom!) o aniversário da Laura já ta vindo ai, 21 aninhos e bem, eu ia postar amanhã, mas como amanhã é meu aniversário (PARABÉNS PRA MIM, 17!!!) to ficando velha, eu sei, enfim... resolvi postar hoje
Obrigada a: choosekylizzle; Giih-Giih; stansantovitti e 123p por comentarem o cap passado ♥
BOA LEITURA!

Capítulo 5 - Sorry if I looked interested. I'm not.



Pov's Ally


— 1, 2, 3 e 4. Agora virem e troquem de lado. - Ordenava, ou melhor, gritava, nosso coreografo, Derek, ou como eu o apelidei, Dek. Apenas o chamo assim porque sei que ele odeia. Até porque sei que é mesmo um apelido ridículo. Ele era novo, tinha 29 anos e decidiu abandonar tudo o que tinha, inclusive a faculdade de direito em Los Angeles para seguir sua verdadeira paixão, a dança. E aqui se descobriu de verdade.
Meu pé ainda estava doendo um pouco e Cassidy não colaborou em nada toda hora esbarrando em mim. A pior parte foi quando fizemos duplas e ela não conseguia parar de pisar em cima dos meus pés, talvez ela estivesse achando que fazia parte da coreografia, ou talvez só não sabe dançar mesmo, fico em duvida de qual opção é a mais certa.
Mas eu não podia deixar de faltar hoje ao treino. Eu sou a líder e é o primeiro treino com a nova equipe desde o final do ano passado, quando fizemos os testes finais. Eu já estava bem cansada, sentia as gotículas de suor em minha face e meu rabo de cavalo frouxo, com fios caindo no meu rosto a todo momento devido a tanta movimentação, foi bem exaustivo considerando que tínhamos que explicar os passos para as novas meninas já que elas ainda não estão acostumadas, mas até que tudo correu bem. Pensei que seria pior.
— Tudo bem, pessoal. Chega por hoje. - Derek falou um pouco sem folego, afinal ele pratica com a gente, indo em direção a mesa pegando uma garrafa de água para em seguida beber tudo em um só gole. Seu celular tocou e ele saiu para atender.
Começamos a nos alongar, essa com certeza não era a melhor parte, mas é necessário. Depois de relaxar o corpo me despedi das meninas e sai do ginásio, segui com Cassidy e Trish a caminho da faculdade, aonde ficavam os vestiários femininos e masculinos. Era apenas 2 minutos de distância.
Estávamos quase chegando na porta principal quando vejo Trish olhar para o lado e fazer uma cara estranha. Olhei também e vi uma coisa, na verdade alguém. Elliot. Agarrado com a Kira. Kira Star. 
— Rápido, não?- Cassidy disse debochada.
— Bom para ele, brinquedo usado a gente doa para necessitados.- Disse normalmente dando de ombros e entrei sendo seguida pelas meninas. Elas não ficaram do meu lado, apenas atrás de mim. Deveriam querer me dar um tempo. Não que fosse realmente preciso, até porque eu não fiquei abalada, mas foi um namoro que significou algo para mim. De alguma forma. Apesar dele ter sido um canalha. Eu sofri.
— Que tal uma saidinha mais tarde? - Cassidy perguntou tentando quebrar o silêncio que reinava entre nós.
— Oferta quase irrecusável se seu namorado não fosse. - Apontei para Cassidy. — E seu peguete, ficante ou seja lá o que ele for, também não fosse. - Apontei para Trish. — E eu ficasse de vela, de novo. - Apontei para mim mesma. — Então não.
— Qual é, Ally? Você sabe mais do que ninguém que todos os garotos desse campus são caidinhos por você. Só chamar algum. - Trish disse tentando me convencer. Não conseguiria.
— Não, não e não. Agora eu vou tomar uma ducha, até mais. - Disse indo em direção ao vestiário.
Entrei e já fui direto tirando o uniforme e entrando embaixo da água, coloquei na temperatura morna. Isso é bom, me faz relaxar apesar de ainda preferir minha confortável banheira. Depois de alguns minutos, ou meia hora, eu realmente não sei, sai e peguei minhas peças intimas que estavam no banco em frente ao armário e coloquei. Um conjunto preto rendado.
Eu sempre deixo uma roupa reserva aqui, no meu próprio armário. Estava indo nele quando escuto a porta ser aberta. No primeiro momento não me importei muito, aquela era o vestiário feminino. Mas quando virei o rosto para
identificar quem era, levei um susto. Era o Moon. Apenas de toalha. E ele me encarava boquiaberto.
Eu de trajes íntimos na frente desse imbecil depois de ver o canalha do meu ex pegando a maior piranha dessa faculdade, tem como isso ficar pior?

 


Pov's Austin


Estava sentando na carteira do canto, encostado na janela, o que me dava uma bela vista do campus. Nesse momento eu estava fazendo uns rabiscos em meu caderno, era mais interessante do que a aula em si.
— Austin Moon? - Ouvi meu nome e finalmente levantei a cabeça e olhei para a professora,  Sra. Katherine.
— O que? - Disse me dirigindo a ela e ignorando os olhares dos outros presentes, principalmente femininos.
— Você não deve ter percebido. - Ela disse soando sarcástica. - Mas estou fazendo a mesma pergunta para todos nessa sala. Fale algo interessante sobre a fotografia, algo que te inspirou a seguir essa profissão.
— Pessoas fazem fotos de qualquer coisa bonita, fotógrafos fazem fotos bonitas de qualquer coisa. — Acho que a convenci, ela parecia satisfeita. E realmente era verdade.
Não deu tempo de falar mais nada porque o sinal tocou, anunciando o final da aula. Recolhi minhas coisas e sai, lembrei que ainda tinha o teste para o time de basquete.  Acho que estou atrasado uns 15 minutos, segundo o pequeno cartaz avisando os horários que vi mais cedo.
Não foi difícil chegar até a quadra, tinha os nomes de todos os lugares e uma espécie de mapa no corredor principal que liga as salas. Assim que cheguei conclui que eu estava certo, estou atrasado.
— Você vai fazer o teste? - Perguntou um cara que deveria estar nos seus 60 e poucos anos com uma barriga bem saliente e um boné ridículo. Deveria ser o treinador.
— Sim.
— E tá esperando o quê? Entra logo garoto.
Entrei com blusa regata branca e um jeans preto colado ao meu corpo mesmo. Não tinha tempo de mudar de roupa.
(...)
O jogo estava em sua parte final, finalmente. Eu já não aguentava mais correr sentindo tanto calor, até mesmo tirei minha blusa meia hora atrás. Olhei para o lado e vi que Dallas tinha feito a mesma coisa.
Ele jogava ao meu lado, foi o único que conheci hoje que considerei tolerável. Meu time estava ganhando de lavada, 70x47 para ser mais exato. Fiz quase a metade dos pontos com Dallas. Eu não tinha duvidas de que entraria.
Um cara da equipe adversaria estava tentando pegar a bola de mim, mas já era tarde. Fiz mais um ponto e assim que ele foi marcado ouvimos um apito do treinador, indicando que a partida havia acabado.
Bebi água e segui para dentro, afim de tomar um bom banho, eu necessitava disso. Tinha gotas de suor caindo no chão.
Eu vi mais cedo no mesmo mapa aonde ficavam os vestiários então apenas segui o caminho. Entrei, tirei minha roupa e segui direito para o chuveiro, depois de um tempo ouvi um barulho, mas não me incomodei, deveria ser apenas outro cara do jogo. Fiquei ali por uns 10 minutos e sai,  me enrolei na toalha que ali tinha. Andei até a parte dos armários, onde deixei minhas roupas, que era dividida por uma porta. A abri e tive uma surpresa. Uma bela surpresa.
A garota provavelmente ouviu o barulho de quando abri a porta e se virou, arregalando os olhos. Eu a reconheci. Dawson.
— O que você tá fazendo aqui?- Ela praticamente berrou pegando a toalha para se cobrir.
— Vim tomar banho, meu bem. O que mais eu poderia estar fazendo aqui? - Perguntei sínico.
— Esse é o vestiário feminino, seu idiota. - Ela disse me olhando com um olhar assustador. Se ela pudesse me matar com ele, pode crer, ela o faria.
— Eu não sabia. - Disse dando de ombros. O que não deixava de ser verdade. Era uma situação meia engraçada, estando no meu lugar, é claro.
— Para de me olhar. Sai daqui. - Eu não estava a olhando como ela queria dizer que eu estava. Até poderia, mas não estava.
Andei até ela e a mesma ia para trás, mas para ser azar chegou até a parede. Cheguei meu rosto perto de seu ouvido e sussurrei — Desculpe se eu parecia interessado. Eu não estou.  Assim que disse isso ouvi a porta ser aberta, virei e ela se aproveitou para se afastar de mim.
Eram duas meninas, uma loira e uma morena. Eu reconheci a morena. Era a garota que estava se pegando com o Dez outro dia na sala do nosso apartamento. Acho que ela me reconheceu também, já que ficou sem graça. Não dei tempo de ninguém falar nada, apenas peguei minha roupa de sai dali.
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado! Bora dar um sinal de vida, hein leitores? eu não mordo não, sou legal jkjkjkjkjkjk comentem, favoritem, recomendem se a fic merecer
aviso: se esse cap conseguir um bom número de reviews eu volto rápido, mas caso contrário, cap novo só lá pro Natal. Estão avisados!
última coisa: sigam o @LMaranoSupport no Twitter! É uma conta de updates minha e de umas amigas.
Até mais :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...