História Finding the love - Skydragon - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Fifth Harmony, TWICE
Personagens Camila Cabello, Chaeyoung, Cl, Dahyun, D-Lite (Daesung), G-Dragon, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jungkook, Jungyeon, Lauren Jauregui, Park Bom, Rap Monster, Seungri, Taeyang, V
Exibições 80
Palavras 734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Orange, Romance e Novela, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente! Um aviso!
A noiva do Jimin é o motivo do porquê tem fifth harmony!
Eu sei que é um casal meio improvável mas eles estão aqui a pedidos !
E a fic tá legal e eu pelo menos acho que vocês não deixariam de lê-la por causa disso!
Bjão da Ana!

Capítulo 5 - I can


🌹Pov's CL 🌹
   
   Assim que me deitei ao seu lado o mesmo abraçou minha cintura a acariciando :
   - Agora ele está aqui conosco, somos três.  - Ele disse Feliz.
   - É ...- Apenas Concordei. Estava cansada e a ficha ainda não tinha caído.
   - Não está feliz? - Ele perguntou.
   - Você está feliz?- Retruquei
  Ele parou um pouco pra pensar:
   - Eu estou fazendo a coisa certa.
   - Mas por você, você viveria mesmo essa vida?
   - Eu queria que tivéssemos tido mais tempo pra nos conhecer. Agora estamos ligados pela vida toda e não temos como ... - O interrompi.
   - Já entendi que enxerga como uma obrigação. - retirei suas mãos de minha cintura.
   - Não! Quer dizer, um filho é uma obrigação mas eu não estou com você agora apenas por ele .
   - Então é pelo que?
   - Porque eu quero ter a oportunidade de te conhecer melhor, talvez até ter uma vida com vocês, é isso que eu pretendo . - Eu havia virado e me afastado então Jyioung me puxou pra si me virando e me olhando nos olhos - Eu não trato nada como obrigação, são coisas com que temos que arcar e não obrigações.
    - Não faz sentido! São obrigações! - Continuei sendo dura.
   - Elas não precisam ser denominadas assim, chamo de diversão. Assim não tenho má vontade.
   - Então é só uma desculpa.
   - Eu tô tentando fazer o certo Chaerin! O certo por ele , o certo por nós! - Ele disse calmo mas decidido.
   - Nós? Existe nós? - Finalmente dei o braço a torcer e me comovi.
   - Existe! - Ele me beijou espontaneamente. Mas não tive coragem de retribuir. Não me entregaria assim tão de mão beijada mesmo se ele merecesse , teria que me mostrar o porquê.

    👔Pov's Jyioung 👔

      Aquela mulher estava me levando a loucura! Como ela podia ser tão teimosa !? Era inacreditável o quanto ela relutava por meus atos . Fui o mais sincero possível! Nunca fui tão sincero na vida !
    Eu estava com aquele turbilhão de novidades na cabeça. Depois de nos beijarmos ,mesmo que ela não tenha retribuído ,ela se rendeu a meus braços e caiu no sono. Eu acreditava que  estava ficando louco, ou pelo menos chegaria a esse ponto!
    Estava decidido a permanecer com ela! Em tão pouco tempo eu já colhia sentimentos tão positivos sobre Chaerin! Agora ela seria mãe do meu filho ou filha e eu sorria com isso !
     Vou pedir conselhos a Jimin que está prestes a ser pai e parece super tranquilo. Olhando ele , nem creio na tal "tranquilidade" que ele aparentava mas se for como imagino , não vai ser fácil mas não vai ser impossível .
       Quando finalmente preguei o olho,  Chaerin acordou alegando enjôo , a ajudei . Ficamos acordados de duas as quatro da manhã por isso. Percebi o quanto ela poderia ser capaz de me dar um gelo:
   - Eu não preciso de ajuda - Ela dizia entre intervalos de que parava de vomitar.
   - Eu não vou sair daqui enquanto você não estiver bem ! - Continuei na porta.
   - É um momento de privacidade! - Ela continuava.
   - Okay, finja que eu não existo . - Ela queria alguém resistente! Estava tentando me tirar do sério.
    - Eu  quero minha privacidade!
    - Lalalalalalalalalalalalalalalala - Fingia não ouvir. Ela agia feito criança.
    - Para com isso ! Meus tímpanos vão explodir! - Eu sentia vontade de rir enquanto ela estava brava .
    - Hmmmm. . . Não! Até você parar de agir assim!
    - Nun. . . Ah ! Jyioung, eu senti uma dor forte. - Ela pressionava a palma da mão sobre sua barriga.
   Eu agaxei até ela assustado:
    - Tá tudo bem? Eu vou chamar a ambulância ! - Ia levantar mas ela me puxou rindo. - Que graça tem ?
   - Foi brincadeira! - Ela ria - Você caiu direitinho! 
    Respirei aliviado :
    - Não faça isso! Eu quase morri de tensão!
     Depois disso fomos dormir. Ela alegou que meus braços eram quentes e estava com frio pra se deitar agarrada a mim.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Bjão da Ana!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...