História Fique Comigo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kabuto, Karin, Konan, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Pain, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema, Suika
Visualizações 142
Palavras 1.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


EAI <3

SASUKE TEM UMA FILHA, JÁ QUE A MÃE DELA ERA UMA HUMANA E MORREU NO PARTO. SASUKE ESCOLHEU SALVAR A FILHA DO QUE A ESPOSA, JÁ QUE ELA O TRAIU E TENTOU MATAR A FILHA.

SAKURA É LOBA E BRUXA, PUXOU A PARTE LOBA DO PAI E A BRUXA DA MÃE. SEU PAI MORREU EM UM "ACIDENTE" DE CARRO.

É ISSO KSKSKSKS

ESPERO QUE GOSTEM <3

Capítulo 1 - Chegada


Fanfic / Fanfiction Fique Comigo - Capítulo 1 - Chegada

*sakura*

 

Hoje faz exatamente um ano desde que o meu querido pai morreu, eu fiquei sem chão. O meu mundo não tinha cor, por incrível que pareça. Papai sempre foi o meu escudo, e agora que ele morreu, eu simplesmente perdi o chão. A minha mãe? Essa ai não presta, só sabe pedir dinheiro e dar aquilo que ela chama de… Esquece, eu moro com a minha mãe, esses dias eu já me preparei para voltar a Carolina do Norte.

 

Aqui estou eu, sentada no chão do meu quarto, esperando a mensagem de Ino, a minha amiga de infância. Ino sempre cuidou de mim, não importa como, ela é um anjo protetor. Agora eu sou o seu anjo protetor, cansei de ser mimada por todos, quero ser o que eu quero. Já arrumei toda as minhas malas, só falta a mensagem dela para mim, sumir desse maldito lugar. Estava distraída quando ele entrou pela janela, olhei na sua direção com os olhos arregalados.

 

— O que você faz aqui, seu verme? — pergunto irritada, não gritando, para não acorda o capeta. Conhecido como, Mebuki.

 

— Vim-lhe dar um adeus, não posso minha dama? — gargalhou, se aproximou com um sorriso psicopata nos lábios e parou. — Antes de ir, o que acha de alimentar-me?

 

Hiro é um vampiro, eu descobri isso quando eu vi ele sugando o sangue da minha mãe, esse desgraçado fez a mesma coisa comigo quando estava a dormir.

 

— Afaste-se — chuto ele, pego a minha mochila e saiu pela janela, pulo no galho da árvore mais alta. As minhas malas estão no carro, corro até ele e entro, sigo o meu caminho em alta velocidade.

 

Um grito alto fez-me frear bruscamente, ele estava na minha frente com os olhos brancos, o meu corpo travou eu não sentia os meus músculos. Senti o asfalto gelado e molhado no meu rosto, a minha cabeça latejava. Um gosto amargo na minha boca se formou, a minha visão ficou turva, o meu pescoço doía, ele fez isso de novo. Arrastei-me até o carro e dei partida, a minha visão ainda estava turva, a estrada escura e molhada-me deixava sem direção.

 

De madrugada eu cheguei em Carolina do Norte. Cansada de tudo, estiquei os meus braços e peguei o meu celular, ino havia-me ligado umas cinco vezes, sei que estou ferrada, esperei ela atender. Uma voz irritada soou do outro lado da linha.

 

— Sakura Haruno, onde você está? — parecia irritada, escutei gritos e vozes no fundo.

 

*ino*

 

Sakura não retornou as minhas ligações e nem as minhas mensagens. De madrugada o meu celular começou a tocar, estava em reunião com o Alfa, quando pedi licença para falar com ela. Sabia que todos iriam ouvir, são lobos, então não me afastei muito.

 

— Sakura Haruno, onde você está? — digo irritada, ela não respondeu nada, comecei a ficar preocupada. A sua respiração estava ofegante. — Sakura?

 

— I-Ino… - a sua voz estava baixinha, desesperei-me.

 

— Sakura, o que aconteceu? — continuo desesperada, procurando respostas.

 

— Ino, ajuda-me… Estou perdida, eu não consigo enxergar nada — estava ofegante, corri até a sala onde todos estavam-me olhando, gaara correu ate a minha direção me segurando.

 

— O que aconteceu? — me sentou na cadeira, o alfa veio na minha direção

 

— A minha amiga, eu preciso ir buscar ela — levantei e pedi a permissão do alfa, que aceitou

 

— Naruto, vá com ela, Gaara e Neji vão ficar na entrada da nossa alcateia. — gritou, todos acenaram com a cabeça seguindo os seus caminhos.

 

Saí da sala com o naruto ao meu lado, entramos no seu carro e ele deu partida. Aumentou a velocidade na metade do caminho, a chuva caiu a ficar mais forte, estava perto de um carro completamente preto, ligamos o farol para deixar mais forte, deixando claramente as marcas de sangue no carro. Estava vazio, o meu coração acelerou e os meus olhos arregalaram ao ver o panda pendurado no vidrinho do carro, era ela.

 

Corri até o carro sem me preocupar com os gritos do naruto, passei as mãos no sangue já nervosa, com as lágrimas saindo dos meus olhos sem permissão. Senti o seu perfume, naruto já estava ao meu lado me observando, avistei uma cabeleira rosa no banco de trás, abri a porta correndo e vi o seu rosto machucado e o seu pescoço com dois furinhos.

 

— S-Sakura… — toquei no seu rosto, naruto puxou-me, e a pegou no colo — Naruto, eu levo ela, sei que está a sentir o cheiro dele.

 

— Sim, eu cuido dele, vai. Ela precisa de um médico — ele deu-me um beijo na testa e saiu a andar até o cheiro.

 

Corri até o carro de naruto com sakura nos meus braços, sakura estava mais magra que o normal, facilitando muito ao pegar-te no colo. Deitei ela no banco e etrei no banco da frente, dei partida, aumentei a velocidade no maximo. Observando a pista clara por causa do “SOL”, avistei os portões da alcateia, neji e gaara já estavam na forma de lobo, sai do carro.

 

— Naruto ficou para trás, ele sentiu um cheiro diferente — abri a porta e peguei a sakura no colo — Precisamos de um médico.

— O que está a acontecer aqui? — mikoto a mãe do alfa apareceu, quando viu sakura nos meus braços veio a correr. — Oh o meu Deus, o que foi isso?

 

— Ino, um médico agora! — gaara rosnou, mikoto ajudou-me a carregar sakura para a sua casa.

 

Sasuke que estava no quintal com a sua filha e o seu pai, nos avistou, pegou sakura do meu colo e a deitou no sofá. O seu rosto estava pálido, ela estava tão fria, não sentia a sua respiração. Desesperei-me e cai de joelhos, segurei a sua mão e dei um beijo na sua testa.

 

— M-Minha testuda… — falo entre soluços, ela mexeu-se um pouco desconfortável, me dando um susto. — S-Sakura?

 

Ela abriu os olhos com dificuldade, o seu peito subia e descia com a sua respiração ofegante, peguei as suas duas mãos e apertei de leve. O médico entrou na sala com a sua maleta, eu afastei-me, ele injetou um remédio na veia dela, um gemido de dor saiu dos seus lábios vermelhos. Quando ele terminou de examinar ela, seguiu a até a cozinha encontrando comigo e a dona mikoto.

 

— Ela não sofreu nada de horrível, mas seu sangue foi sugado de extremamente horrível. — falou calmo, arrumou o óculos e olhou-me - A sua amiga é forte, ela perdeu sangue demais graças ao corte na barriga e os dois furinhos no pescoço, creio que você sabe o que é.

 

— Sim, agradeço do fundo do meu coração — digo a olhar sakura sentada no sofá com as mãos no cabelo.

 

— Ela vai ficar bem-querida, fique calma — dona mikoto fez-me um carinho no cabelo.

 

Dei um sorriso de lado e dei um leve beijo nas suas mãos, aproximei-me de sakura e ela olhou-me feliz, abracei ela e fiz carinho. O seu choro foi silencioso, mas da forma que me apertava, percebi que estava a sofrer, anny a filha de sasuke se aproximou dela e sorriu.

 

— S-Seu cabelo é lindo — beijou a bochecha dela, sakura sorriu pela primeira vez.

 

— O-Obrigada, e você é linda — beijou a testa da menina e olhou-me. — Ino, preciso de um banho, estou com o cheiro dele e cheia de sangue.

 

— Querida, venha comigo, vou levar você até o banheiro — mikoto puxou ela de leve até o banheiro — Irei dar-lhe uma roupa limpa e refrescante. Ah? que audacia a minha, chamo-me Mikoto Uchiha e você minha linda? — sorriu, sakura sorriu de volta, aproximei-me das duas.

 

— Sakura, Haruno Sakura — quando ela falou, mikoto abriu os olhos um pouco mais. — Algo errado?

 

— Não, pode ir tomar banho, vou pegar a sua roupa. Ino querida, fique aqui para entregar a roupa dela — ela entrou no quarto, sakura entrou no banheiro e se assustou.

 

— Perdão, não sabia que tinha gente… — falou corada, sasuke estava a colocar a camisa, ele apenas sorriu de canto e saiu do banheiro, ela entrou e fechou a porta. — Nem pense nisso ino.

 

— Hum, chata — falo rindo e ela riu logo depois, mikoto saiu com um vestido preto lindo e peças intimas — Que lindo.

 

— Sim, aqui entregue para ela, vou limpar a sala e o sofá. Encontrem-me na cozinha — beijou a minha testa e parou — Tome um banho e trouxe essa roupa também.

 

Afirmei com a cabeça, deixei a roupa na pia e avisei sakura que iria para casa tomar um banho, ela só respondeu um sim. Sai da casa de dona mikoto e encontrei naruto com os garotos, incluindo Sasuke. aproximei-me e eles olharam-me.

 

— Encontrou ele? — pergunto aflita.

 

— Não, o safado deixou isso cair — ele levantou uma carta suja de sangue, arregalei os olhos.

 

— O pai da saky que escreveu essa carta, o selo… Esse selo é único — digo a pegar a carta, fechei os meus olhos e concentrei-me, uma luz roxa saiu das minhas mãos, limpando o papel, secando ele. — Nada mal, a sua letra continua a mesma…

 

— Ino, o que diz aí? — sasuke me perguntou a olhar nos meus olhos.

 

— Bom, vou ler… "Querida Ino, sei que vai receber essa carta com muito carinho, gostaria de pedir um pequeno favor. Creio que já sabe qual é, sakura é uma FADA/BRUXA, ela vai liberar esses poderes quando achar o companheiro dela. Isso vai ser difícil, sakura não demonstrou nenhuma mudança nos treinos, ela não passou em nenhum, por isso, apaguei sua memória. Esqueça isso, quero que cuide dela como sempre cuidou e, quando ela despertar, pare ela. Ela não pode deixar a sua metade tomar-lhe, Luara, a sua loba vai conceder a sua metade loba para a magia, não deixe… ASS; K.H"

 

Terminei de ler a carta deixando eles parados sem reação na minha frente, despedi-me deles, deixando a carta com sasuke. Entrei em casa e peguei uma roupa limpa, corri para o banho, lembrando das nossas lembranças antigas, ela parecia tão feliz, tão bem…

 


Notas Finais


Bom, galerinha, erros? vou arrumar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...