História Fire meet Gasoline - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emma Watson, Mitologia Grega, Nina Dobrev, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos, Sasha Pieterse, Shay Mitchell
Personagens Afrodite, Annabeth Chase, Apollo, Artemis, Atena, Bianca di Angelo, Calipso, Clarisse La Rue, Connor Stoll, Cronos, Dionísio, Éris, Eros (Cupid), Grover Underwood, Hades, Hefesto, Hera (Juno), Hermes, Luke Castellan, Percy Jackson, Perséfone, Personagens Originais, Phobos, Poseidon, Quíron, Rachel Elizabeth Dare, Sally Jackson, Thalia Grace, Travis Stoll, Zeus
Tags Ares, Deus Da Guerra, Gaia, Personagens Originais, Profecias, Revelaçoes, Romance, Trevas
Exibições 25
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi gente!

Aqui estou em com mais um capítulo,direto do forno.

`Pessoas eu trouxe novidades da segunda temporada.

Ela já tem título e música.


Mais,informações nas notas finais que eu sei que vocês estão querendo partir para o capítulo.


Então,sem mais de longas...


Boa leitura!

Capítulo 35 - Voto de confiança


Fanfic / Fanfiction Fire meet Gasoline - Capítulo 35 - Voto de confiança

 

P.O.V Victória Stewart

 

 

Eu continuava a amamentar minha filha calmamente. Apesar de Ares    ter continuado ali, eu não estou  pouco me  importando com  a presença dele. Eu não iria deixar  ninguém estragar esse  momento tão lindo.

Então, eu parei para  refletir.  Eu ainda nem  havia  feito meus  dezoito anos. Então tecnicamente   eu ainda  sou uma adolescente imatura.  A única coisa que   eu deveria me  preocupar nessa idade era    sobreviver á  monstros e   entrar  para  uma faculdade quem sabe? 

 

Mas, agora, era  tudo diferente. Agora  eu tenho Hope, uma  vida que depende  de  mim. Eu terei  que dar  um lar  e  uma  boa educação para  ela. Entretanto, para isso eu precisava  de  uma coisa... Amadurecer. Eu precisava madurecer.

 

Eu não sou mais, uma  meio-sangue que vive  cantando  e zoando com os  amigos  o dia  inteiro. Agora, eu era mãe. Mãe de  uma menina que precisará  da  minha sabedoria e apoio incondicional.   O modo  como  eu venho agindo não  condiz com meu novo modo de vida. Fugir foi uma  grande  imaturidade. Eu deveria ter ficado lá e enfrentado o problema de frente. Mas, ao invés disso, eu preferi me acovardar. Eu não posso mais  me acovarda.  Eu preciso ser  corajosa  pela  minha filha.

 

Quando, Hope terminou de mamar.   Eu  ajeitei minha  roupa  hospitalar.  Continuei com ela  em meus braços. Olhei para  Ares  e decidi dar  o primeiro passo no amadurecimento.

 

 

- Ares...  -  Digo tomando coragem.  – Você  quer segura-lá?   - Pergunto.

 

 

Ele demorou um pouco para responder. 

 

- Claro que eu quero segura-lá!  -  Responde  Ares sorrindo.

 

 

Não posso deixar de sorrir  também e  lhe  entrego Hope.  Ele  olha com encantamento e  orgulho   para Hope. Dava  para  notar o quanto estava feliz somente  pelo seu olhar.

 

 

 

P.O.V  Ares

 

 

Eu já segurei alguns d e meus  filhos e  confesso que  fiquei bem feliz. Mas, segurar  nossa  filha  foi  uma  das  melhores  coisas que fiz  na   vida.   Ela  era  pequenina.  Era  morena igual a  mãe  e se  puxasse   a beleza da mesma, iria se torna  muito mais  bela.  Encarei,Victória  que  observava  a cena  atentamente  e  com um sorriso no rosto.  A cena  dela amamentando a  nossa  filha  me  deixou emocionado.  Não é  só por  causa  que  eu sou  um  deus da  guerra, que  perdi minha capacidade de   me emocionar.

 

 

-  Ela  não é  linda?  -  Indagou   Victória.

 

 

 

-Com toda a certeza!  - Respondi olhando a  menina  adormecida em meus  braços.

 

 

 

-  Eu  escolhi o nome!  -  Informou Victória.    -  Sei que você também tinha que estar de acordo,mas nós  dois  não estamos  em nossas  melhores  fases.   -   Disse   triste.

 

 

-  Qual é  o nome ?  - Pergunto me  sentando novamente  na  beirada da  maca.

 

- Hope! – Responde  Victoria  sorrindo.

 

 

 

 

-   Esse   nome  significa esperança.  -  Comentei pensativo.

 

 

 

- Foi por isso que escolhi. Hope  é   a minha esperança de ser feliz.   -   Diz   encarando  o nada.

 

 

 

Ouço alguém pigarrear.  Era   Valerie. Eu tinha até  me esquecido que  havia mais  gente    no quarto.

 

 

- Eu vou levar Hope  para  tomar  banho e acho melhor  vocês  dois  conversarem.  -   Valerie  pega  Hope delicadamente e   a leva  para  fora do quarto e  as  amigas de Victória  também fazem o mesmo.

 

 

 

Ficamos  somente eu e  Victória no quarto.  Eu fiquei  parado  olhando  Victória.   E  isso a  irritou.

 

 

-  Será  que ao invés de ficar ai parado pode  me  ajudar a me  ajeitar na  maca?   -  Pergunta  com frieza.

 

 Eu ignoro sua frieza  e  ajudo ela  á se  ajeitar. Eu não queria     brigar  com ela  e   afasta - lá de novo,eu só quero  me explicar.

 

 

-  Ares,preciso de  uma  explicação.   -  Pediu Victória  mais  calma.

 

 

- Eu vou dar  a  explicação para você! – Afirmei.  -  Eu concordei  com o plano de  oculta-las.   -   Confessei.   – Mas, era  uma medida  temporária,eu só queria   que  você duas  tivessem a  oportunidade de terem uma vida  em segurança.    -  Completo.

 

 

-     Você  não precisava  concordar  com isso.   -   Retrucou  Victória.   – Poderíamos ter  enfrentado  isso juntos!   

 

-Eu sei disso!  - Afirmei.   -  E  me  arrependo amargamente   de ter  concordado com isso.   Mas,eu  nunca   compactuei com o plano secreto de  Zeus.  -   Digo em  aproximando  de     Victória.   – Eu nunca deixaria    ele  machucá-las! –Digo com sinceridade em cada palavra.

 

 

 

-   Como eu posso acreditar em você, Ares?  -  Indaga descrente.

 

 

-  Me  de  uma  nova  oportunidade!  Me  de um voto de confiança.   -  Peço  á   Victória.

 

 

 

Ela se calou por  alguns  minutos.   O que  foi torturante,pois eu não sabia  o que ela pensava e nem o que decidiria.  Ela  suspirou fundo e voltou a me  encarar.

 

 

- Está  bem, Ares!  - Concordou.   -   Te darei   um voto de  confiança.  -  Disse     dando um sorriso fraco.   – Com uma  condição!   - Impôs.

 

 

-  Esse  será  o último!  -  Disse  Victória.

 

 

-  Tudo bem  - Concordo.

 

 

Tento beijar  seus lábios,mas ela me afasta.

 

 

-   Ainda  não!  -  Diz   Victória  nervosa.

 

 

 

Seria  difícil recuperar  a  confiança  de Victória.  Porém, não será  impossível .   Eu vou me esforçar para     conseguir  seu perdão e ter   ela   do meu lado como antes.


Notas Finais


Pessoal o nome da segunda temporada será House on Fire. A música é da sia e se chama House on fire.
Provavelmente Fire meet gasoline terminará em dezembro e House on fire começar logo depois.
Espero que tenham gostado do capítulo!
Muitos beijos e abraços <3
Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...